FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

"Governador Tarkin. Eu já esperava encontrá-lo segurando Vader pela coleira."
Princesa Leia Organa[fonte]

Wilhuff Tarkin foi um humano do sexo masculino. Ele atuou como governador da Orla Exterior e foi o responsável pela construção da primeira Estrela da Morte.

BiografiaEditar

InfânciaEditar

Wilhuff nasceu em Eriadu, um planeta localizado na Orla Exterior, em uma família que pertencia à aristocracia do planeta. Sua educação foi muito dura, e ele foi criado utilizando o ambiente selvagem de Eriadu.

Inicio da Carreira MilitarEditar

Wilhuff se juntou às Forças de Segurança de Regiões Fronteiriças, uma força que defendia Eriadu e a região do Setor de Seswenna devido à ausência das forças da República Galáctica. Tarkin conheceu Sheev Palpatine quando frequentava a Academia Espacial do Setor Sullust. O Senador de Naboo ajudou Tarkin a ser admitido na Academia Judicial.

Tarkin foi escolhido pelo Senado Galáctico como um dos 80 judiciais que iriam auxiliar os Jedi a resolver um conflito politico em Halcyon. Usurpadores tentavam tomar o controle planetário e sequestravam líderes planetários. Os Jedi dividiram os judiciais em quatro equipes, uma acompanhariam-nos até a fortaleza e os outros ficariam do outro lado de uma cordilheira, bloqueando a rota de fuga; Tarkin desconfiava que os Jedi queriam livrar-se da responsabilidade sobre os agentes da lei, no qual consideravam inferiores.

Os Jedi apenas não levaram em conta que os usurpadores eram peritos em tecnologia e desativaram os satélites de posicionamento global do planeta, embaralhando as comunicações ar-terra e assim eles perderam o contato com os dois cruzadores que os levaram à Halcyon. O mais obvio seria deixar os Jedi cuidarem do problema e os judiciais ficarem escondidos, porem o comandante, no que pareceu um gesto de pura arrogância para Tarkin, resolveu atacar a fortaleza por terra em outro fronte. O comandante confiou nos mapas dos datapads para guia-los e o resultado foram varios dias de deslizamentos, chuvas, enxames de insetos e após três dias as rações já eram escassa, tornando os jovens judiciais de famílias abastadas do núcleo desesperados. Tarkin então, após a escassez de alimento começou a caçar alimento com armas de raios, impressionando os jovens judiciais e mostrando que planetas como Eriadu alem de produzir bens essenciais também produzia campeões em sobrevivência.

Porém, Tarkin deixou a Força Judicial após conflitos políticos entre os republicanos e os separatistas, mas ele deixou um grande legado para os judiciais, tornando quase uma lenda e dando nome a estratégias de guerra como a "Investida Tarkin", muito utilizada nas Guerras Clônicas.

Guerras Clônicas Editar

Quando as Guerras Clônicas começaram Tarkin renovou sua carreira militar, por algum tempo serviu ao Mestre Jedi Even Piell e procurou controlar a rota hiperespacial secreta Nexus, porem sua nave foi capturada pelos separatistas e sua tripulação presa na Cidadela, no planeta separatista Lola Sayu. Os Jedi resgataram-os, porém o Mestre Piell foi morto.

Ele serviu em Murkhana para combater os shadowfeeds, o que lhe rendeu experiência para lidar com o falso ataque a base Muralha seguido de um ataque real a base Sentinela. As forças da republica acabaram por destruir a torre de HoloNet do planeta.

Mais tarde participou do julgamento da Padawan Ahsoka Tano que depois foi provada inocente, porém optou por deixar a Ordem Jedi para sempre.

Aparições Editar

Wiki Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-a.
Em outras línguas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória