FANDOM


Eras-canon-transp

30px-Era-real

"Se ao menos tivéssemos mais aliados."
"Eu conheço alguém que poderia nos ajudar. Um grande comandante militar com um vasto conhecimento da Orla Exterior. Ele poderia nos ajudar a encontrar uma base"
―Hera Syndulla e Ahsoka Tano[fonte]

The Lost Commanders foi o primeiro episódio da segunda temporada da série animada de televisão Star Wars Rebels, é o primeiro episódio depois de seu primeiro filme de TV, The Siege of Lothal.

ResumoEditar

Não muito tempo depois da destruição da Base Phoenix, a Phoenix Cell, comandada pelo Comandante Jun Sato e Ahsoka Tano e os Espectros, estavam fugindo do Império. Enquanto os rebeldes discutiam seu próximo passo, Ezra Bridger sugeriu que a frota buscasse abrigo em um sistema remoto. Em resposta, Ahsoka sugeriu que a tripulação rebelde do Fantasma procurasse um velho amigo dela.

Ahsoka deu a Sabine Wren e a tripulação do Fantasma a cabeça de um velho droide tático e os enviou para o Sistema Seelos. Antes de sair, ela instruiu Kanan Jarrus a confiar em sua amiga. O Fantasma pulou através do hiperespaço para chegar ao sistema de Seelos, mas os sistemas da nave foram danificadas ao entrar novamente no espaço real. Hera Syndulla ficou para trás com Chopper para consertar a nave enquanto o resto da tripulação vasculhava a superfície do planeta Seelos para o amigo de Ahsoka a bordo do Phantom, a nave auxiliar do Fantasma.

Sabine consertou a cabeça do dróide tático, que começou a cantar "7-5-6-7" repetidamente. Ao longe, a tripulação avistou um andador e voou em direção a ele. Ao se aproximarem do andador AT-TE, fortemente modificado, Kanan foi tomado por um pressentimento. A tripulação desembarcou do Phantom e encontrou três homens idosos que emergiram do andador. Kanan os reconheceu como soldados clones e acendeu seu sabre de luz, levando Wolffe a trocar tiros com o Jedi com seu rifle. Rex imediatamente interrompeu a luta entre seus companheiros e Kanan antes que as coisas pudessem aumentar ainda mais. Ezra informou aos clones que eles haviam sido enviados por Ahsoka, cujo nome Rex reconheceu. Rex apresenta a si mesmo e seus companheiros Wolffe e Gregor.

Dentro do andador, Ezra tentou convencer Rex a se juntar à luta contra o Império. Rex se recusa rindo, afirmando que sua vida como soldado acabou. Kanan, que desconfiava dos clones devido a suas experiências durante o Purgo Jedi, queria adquirir informações sobre locais para a frota Rebelde procurar abrigo e sair. No entanto, Rex convenceu a tripulação a permanecer por mais algum tempo. Como Wolffe expressou suas objeções para ajudar os rebeldes, Gregor convidou a tripulação do Fantasmapara se juntar a eles em uma caçada por joopas como pagamento por essa inteligência.

Ezra, confuso sobre a intransigência de Kanan em relação aos clones, tentou convencer Kanan a confiar nos clones. Kanan relembrou dolorosamente os eventos da Ordem 66, quando seus camaradas clones se voltaram de repente contra seua mestre Depa Billaba e a ele próprio. Rex ouviu a conversa e enfatizou que nem todos os clones executaram a ordem. Ele assegurou a Kanan que ele, Wolffe e Gregor já haviam removido seus chips de controle. Mais tarde, Kanan contatou Hera e confidenciou sua desconfiança nos clones. Hera assegurou a Kanan que nem todos os clones eram ruins e enfatizaram que eles salvaram milhões de vidas, incluindo a dela.

A bordo do Destróier Estelar Relentless, do Almirante Konstatine, o agente de Segurança Imperial, Kallus, ordenou que a tripulação despachasse um droide de sonda para investigar uma transmissão codificada proveniente do planeta Seelos. Apesar das dúvidas sobre a sanidade da fonte clone, Kallus ainda decidiu investigar o chumbo.

De volta a Seelos, Garazeb Orrelios liderou a caçada pela esquiva joopa com o AT-TE. Quando o som de uma joopa se aproximou, Gregor revelou rispidamente que Zeb era a isca, para o choque de Kanan, Ezra e Sabine Wren. Depois que a joopa engoliu Zeb, os rebeldes e os clones trabalham juntos para salvar Zeb e eles conseguiram matar a joopa. Após a caçada, Kanan exigiu que Rex honrasse seu lado do acordo e fornecesse as informações para que elas pudessem sair. No entanto, Rex convenceu os rebeldes a ficar para o jantar.

Sabine então entrou na sala de comunicações da AT-TE e descobriu que um dos clones contatou o Império e reteve informações sobre Ahsoka. Os rebeldes, exceto Kanan, ficaram chocados com essa revelação. Rex então confrontou Wolffe, que lamentavelmente admitiu ter alertado o Império e escondido as comunicações de Ahsoka porque ele queria proteger seus companheiros da perseguição imperial por ajudar os Jedi. Quando Kanan ordenou que Sabine contatasse Hera na órbita do planeta para procurar por navios imperiais, ela descobriu um droide de sonda imperial no processo de sabotar o Fantasma. O droide sonda conseguiu danificar os motores da nave antes de ser destruído por Rex com um tiro certeiro bem apontado. Infelizmente, o Phantom foi danificado pelo droide sonda, deixando os rebeldes encalhados em Seelos. Enquanto a tripulação investiga os destroços do droide sonda, eles refletem sobre um ataque iminente do Império.

ApariçõesEditar

Por tipo [Esconder]
Personagens Criaturas Modelos de Dróides Eventos Lugares
Organizações e títulos Espécies Veículos e naves Armas e tecnologia Miscelânea