Fandom

Star Wars Wiki em Português

Savage Opress

5 978 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar

Clique aqui para ir ao artigo da Star Wars Wiki sobre a versão Cânon desta página.

Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends.

O assunto deste artigo aparece na era da Ascensão do Império.Este é um Artigo Destacado!

"Isso não é coisa de um Lorde Sith ou um Jedi... mas de um imprudente, animal impulsivo."
Obi-Wan Kenobi sobre o massacre de Savage Opress em Devaron.[fonte]

Savage Opress foi um Zabrak Dathomiriano Irmão da Noite que tornou-se um Lorde Sith juntamente com seu irmão, Darth Maul, durante as Guerras Clônicas. Originalmente um líder tribal em Dathomir, Savage foi selecionado pela Irmã da Noite Asajj Ventress para ser seu servo seguido da cruel Seleção, como parte de um plano para vingança pessoal contra o seu Mestre, o Lorde Sith Conde Dookan. Em acordo com o seu plano contra Dookan, Mãe Talzin e seu grupo de bruxas Nighsisters usaram magia negra para dar a Opress temíveis habilidades, o colocando sob o seu controle. Depois de assassinar o seu amado irmão Feral em uma exibição de lealdade para com Ventress, Opress entrou nas Guerras Clônicas como um Acólito Negro, servindo como um executor na Confederação dos Sistemas Independentes de Dookan. Ele executou algumas missões contra a República Galáctica no Templo de Eedit em Devaron e em Affa, assassinando os seus primeiros Jedi, Halsey e Knox, em sua campanha. Opress então tornou-se o aprendiz Sith de Dookan, que pretendia usar o seu acólito novo para derrubar o seu próprio Mestre, Darth Sidious, e tomar o controle da Galáxia.

Enquanto Opress passava por um treinamento intensivo, na supervisão de Dookan, Asajj se preparava para colocar o monstruoso Irmão da Noite contra seu Mestre. No entanto, os planos de Ventress por vingança culminaram no planeta Toydaria, onde ela e seu ex-Mestre descobriram que nenhum dos dois poderia conter a natureza impulsiva e a raiva de Opress. No que se tornou uma batalha a três com os sabres de luz, Savage superou o controle de Ventress sobre ele e também terminou sua servidão à Dookan, ainda tendo de lutar contra os Jedi Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi antes escapar para Dathomir. Após saber através de Talzin seu parentesco com Darth Maul, Savage resgatou o seu perturbado irmão dos abismos de Lotho Menor, trazendo-o para Dathomir, onde Talzin restaurou sua mente e seu corpo. Opress mais tarde, entraria na busca de seu irmão para possuir vingança contra Kenobi, que o havia cortado ao meio uma década antes em Naboo. Apesar de Kenobi ter conseguido escapar deles com a ajuda de Ventress em um conflito no planeta Raydônia, Opress e Maul continuaram seus planos de vingança contra Kenobi e a dominação galáctica, indo para o submundo criminal para alcançar seus objetivos.

Em 20 ABY, Opress e Maul cortaram uma área até os Territórios da Orla Exterior, onde confrontaram todos os civis, Caçadores de Recompensas, e Cavaleiros Jedi que ficaram em seu caminho. O Alto Conselho Jedi mandou forças-tarefas para caçá-los em Nexo de Pleem e Moorjhone, com Kenobi sempre entre os contendores. Como parte dos planos de Maul, Opress se tornou um Lorde Sith, mas ele foi forçado a se tornar o aprendiz—submetido por seu irmão, o Mestre—em acordo com a Regra de Dois. Enquanto tentavam reunir piratas Weequays em seu serviço em Florrum, Opress matou a Mestra Jedi Adi Gallia, onde mais tarde ele perderia seu braço esquerdo para a lâmina de Kenobi. Kenobi então perseguiu Opress e Maul fora de Florrum, destruindo a sua nave e deixando-lhes inconscientes até serem achados por membros do Olho da Morte, um grupo de Mandalorianos liderados por Pre Vizsla. Opress, Maul, os Mandalorianos e vários grupos criminais na Galáxia formaram uma aliança para derrubar os governantes pacifistas do planeta Mandalore, embora após o término da operação ter sido um sucesso, Vizsla e seus homens prenderam Opress e Maul. Depois de ficarem livres da prisão com o ex-Primeiro Ministro de Mandalore, Almec, Opress e seu irmão tomaram o controle de Mandalore de Vizsla e seus aliados. Seu governo em Mandalore, contudo, atraiu a atenção indesejada do ex-Mestre de Maul, Darth Sidious, que viu o poder dos dois irmãos Sith uma ameaça para a dominança da sua Ordem Sith. Sidious viajou até Mandalore e confrontou os dois irmãos, atingindo Opress finalmente no peito, que em seu último suspiro expressou arrependimento por nunca ter sido igual a Maul.

BiografiaEditar

Irmão da Noite de DathomirEditar

"Um irmão? Mas todos os meus parentes foram mortos!
Nem todos eles. Ele vive na Orla Exterior, no exílio."
―Savage Opress descobre que seu irmão, Darth Maul estava vivo, através da Mãe Talzin.[fonte]
250px-OpressFeral-Monster.jpg

Opress e seu irmão Feral se tornam líderes tribais da vila Nightbrother.

Um Zabrak Dathomiriano[6] sensível à Força[13], Savage Opress foi nascido de Kycina, uma Irmã da Noite do planeta Dathomir[15], próximo ao ano 54 ABY.[2] Opress eventualmente se tornou o mais velho dentre seus dois irmãos, Maul[15] e Feral.[16] Durante sua infância,[17] Opress[11] e Maul passaram por rituais[17] para serem consagrados Irmãos da Noite Dathomirianos iniciantes,[15] um clã de guerreiros subservientes apenas às matriarcais Irmãs da Noite,[18] que os guardavam para criação e guerra. Por seu início como Irmãos da Noite, Kycina submeteu ambos à um banho de óleo energizado com icor através de sua magia Irmã da Noite, cerimonialmente dando a eles tatuagens de Irmão da Noite que iriam carregar pelo resto de suas vidas.[15] Contudo, Opress nunca soube de seu parentesco com Maul, nem mesmo a sua existência até anos depois[13] devido às ações de mãe, que tinha esperança de que Maul vivesse uma vida livre além de servidão à Mãe Talzin, a líder das Irmãs da Noite.[15] Kycina ocultou a existência de Maul para Talzin e secretamente lhe afastou para Cidade do Deserto Azul antes de ele ter uma certa idade avançada[17], enquanto Opress e Feral foram tomados de sua mãe por Talzin.[15] Opress assim, creceu sabendo[13] de Feral, onde ele prometeu cuidar dele durante a vida perigosa de Nightbrother.[11]

Enquanto Opress de Feral eram criados em Dathomir,[11] Maul doi criado e treinado pelo Lorde Negro dos Sith Darth Sidious, que em sua tutela ele se tornou o temível Lorde Sith Darth Maul. Depois de anos a serviço de Sidious,[19] ele foi dado como morto[20] em 32 ABY[21] depois de ter sido cortado ao meio pelo Padawan Jedi Obi-Wan Kenobi durante o duelo final da Invasão de Naboo.[22] Inicialmente fazendo parte do mesmo clã, Feral e Opress cresceram juntos na vila Irmão da Noite numa região isolada de Dathomir,[15] que era liderada pelo Irmão Viscus.[23] As Irmãs da Noite então, foram até a vila para fazer a Seleção, uma série de rituais de testes em que as bruxas selecionavam servos das mais nove formidáveis cabeças tribais,[11][24] sendo morte certa para aqueles que falhavam nos desafios. Por causa das Irmãs da Noite fazerem isso periodicamente,[25] visitas imprevisíveis para sua aldeia, Opress e seus irmãos foram obrigados a ficar em forma de combate feroz.[23] Opress muitas vezes brigou com Feral em seus tempos livres,[11] e ele aprendeu muito sobre a crueldade em sua vida precoce.[26] Muito consciente da ameaça das Irmãs da Noite,[25] ele fez de tudo para proteger o seu irmão menor da crueldade das bruxas.[27] fearsome witches.[25] Pelo tempo das Guerras Clônicas, um conflito entre a República Galáctica e a Confederação dos Sistemas Independentes, ambos Opress e Feral tornaram-se líderes tribais na vila Nightbrother.[11] Opress ganhou crédito como um guerreiro feroz ainda compassivo,[18] e sua vida logo se entrelaçou com a essência do lado sombrio da Força.[11]

Servo de dois MestresEditar

A SeleçãoEditar

"Enquanto eu viver, você não vai prejudicá-lo! Por favor, poupá-lo. Leve-me."
―Savage Opress protege Feral submetendo-se a Asajj Ventress.[fonte]
250px-OpressWarriorTest-Monster.jpg

Opress encara Ventress no Cadinho, na esperança de proteger Feral dela.

Enquanto as Guerras Clônicas consumiam inúmeras vidas através da Galáxia, Opress residiu com os Irmãos da Noite, sendo seu o planeta natal pouco afetado pelo conflito galáctico.[11] Em torno de 21 ABY, o segundo ano de guerra,[28] os Irmãos da Noite tornaram-se hospedeiros para Asajj Ventress, uma poderosa Irmã da Noite em busca de um servo entre os guerreiros Zabraks.[11] Anteriormente uma Acólita Negra confederada aliada da Ordem dos Lordes Sith, Ventress havia sido recentemente traída pelo seu Mestre Sith, Conde Dookan,[29] e procurou adquirir um servo para um plano de possuir vingança contra o seu ex-Mestre. Ventress chegou à vila Irmão da Noite a bordo de um speeder Ubrikkiano assim quando Opress foi brigar com Feral. Quando apresentados por Viscus para a inspeção de Ventress, ao lado de outros líderes tribais, Opress alertou Feral para não chamar atenção para si mesmo, para evitar ser submetido aos testes da Nightsister. Não obstante, os dois irmãos estavam entre os seis líderes de clãs que foram considerados os candidatos aptos para a Seleção, para o desânimo de Opress. O Zabrak, Feral, e outros quatro líderes tribais seguiram para a próxima arena de combate[11] conhecida como Cadinho[30] para os desafios de Ventress.

No primeiro desafio, o Teste da Fúria,[30] Opress, Feral, e seus camaradas enfrentaram Ventress em um combate armado. Lutando com uma adaga curva, Opress foi inicialmente empurrado pela Força contra as grades do campo de combate por Ventress, que também se esquivou dos golpes dos outros guerreiros com facilidade. Recuperando e voltando à luta, Opress se aproximou da Nightsister, esquivando-se das lâminas que ela tinha jogado nele. Quando ela mirou em Feral, Opress abandonou a sua adaga e rapidamente foi a ajuda de seu irmão mais novo, indo ao chão. Ao cair da noite, Opress, Feral e apenas os outros dois Nightobrohers restantes passaram para a próxima fase, em que eles iriam enfrentar Ventress sem a luz de tochas,[11] como parte do Teste da Noite.[30] Os dois outros guerreiros caíram para mortal foice de Ventress, mas Opress conseguiu identificar o terceiro ataque da Irmã da Noite e puxou-se junto a Feral do caminho da lâmina. Rapidamente trazendo sua adaga na direção da Nightsister, Savage pediu para ela se mostrar, conseguindo um pouco do respeito de Ventress. Sendo os dois últimos candidatos remanescentes da Seleção, Opress e Feral enfrentaram o terceiro e último desafio: mais uma vez lutando contra Ventress, mas desta vez entre pilares de pedras móveis no Cadinho,[11] que era conhecido como o Teste da Elevação.[19]

Opress tentou de tudo para ficar perto de Feral e fugir em meio a dimensão do Cadinho de Ventress, pulando de pilar para pilar, logo perdeu seu equilíbrio em uma das plataformas e caiu no chão. Quando Opress encontrou o seu irmão, Feral estava a mercê de Ventress, que estava preparada para matá-lo, sufocando com a Força. Intervindo em nome de seu irmão, Opress jogou Ventress no pilar próximo. Posicionando-se entre Ventress e seu irmão atordoado, Opress rechaçou os seus ataques, recusando-se a deixar o mal vir a seu irmão. Ele finalmente pediu que ela poupasse ao seu irmão e, em vez levá-lo como seu servo. Depois de Feral relutantemente obedecer sua ordem para deixá-los, Ventress continuou sua luta contra Opress em um combate com mão-a-mão. Durante sua luta subsequente com Ventress, Opress inspirou-se em sua raiva em várias ocasiões e tentou usar sua força bruta para fatalmente feri-la na cabeça. Contudo, foi Opress que levou uma surra, e ele finalmente entregou sua vida e prometeu a si mesmo servir a Irmã da Noite quando ela triunfou sobre ele. Apesar de sua derrota,[11] Ventress ficou impressionada com o estilo combate de Opress,[1] e as proezas de luta,[6] o tomando como o seu servo.[11][13] Na outra manhã, Ventress levou o Irmão da Noite da vila, em seu speeder Ubrikkiano. Opress se despediu Feral, que permaneceu com outros Irmãos da Noite.[11]

240px-SavageStranglesFeral-Monster.png

Monstruosamente transformado, Opress estrangula Feral para provar sua lealdade para Ventress.

Cruzando a metade de Dathomir para alcançar a fortaleza das Irmãs da Noite, Opress foi levado até Mãe Talzin,[11] que servia como líder e shaman do grupo de bruxas.[30] Depois de examinar Opress e sentir a sua raiva e seu poder correndo dentro de suas veias, Talzin o colocou num sono encantado e o trouxe ao altar[11] conhecido como Fonte.[15] Em uma cerimônia anciã[31] enraizada no lado sombrio, Talzin e um bando inteiro de seus conjuradores unidos,[11] canalizou o espírito Ichor e a raiva para fazer de Opress um avatar de raiva primal[30] para o plano de vingança de Ventress. Submetido a magia negra[11][30], foi concedido à Opress uma maior altura e tamanho, uma coroa cheia de chifres vestigiais,[11] e poder temível:[32] ele ganhou ainda mais brutalidade, e uma incomparável ferocidade,[31] e aumentou o potencial físico e as habilidades da Força.[32] Em adição, as Irmãs da Noite o colocaram sob controle para que Ventress pudesse controlar suas ações[11] através de um um feitiço de lealdade.[1] Talzin, sendo uma shaman especialista em magia Nightsister,[30] secretamente assegurou que ele manteria lealdade somente à ela.[1][13]

Agora um monstruoso guerreiro[1] cujo único objetivo era matar todos aqueles em seu caminho,[18] o primeiro ato instintivo de Opress quando acordou foi sufocar Ventress com as próprias mãos. Depois de obedecer o seu comando para soltá-la, ele foi apresentando a um teste final de lealdade. Feral, que tinha sido levado prisioneiro pelas Irmãs da Noite seguido da Seleção, foi trazido, e foi ordenado a Opress de matá-lo. Por todo o cuidado e proteção que ele tinha concedido a Feral até esse ponto, ele ridicularizou os apelos de seu irmão e de misericórdia e estrangulou-o em um único golpe[11] em uma exibição de crueldade.[27] Assim, com garantia de lealdade, Ventress deu uma curta primeira lição de prática do lado sombrio—para tirar o poder do ódio e nunca simpatizar com o inimigo,[11] começando o que seria um método abusivo de ensinamento para o Nightbrother.[33] Para armamento, Talzin conjurou um pique encantado para Opress,[11] que recebeu uma armadura para o seu corpo todo,[34] incluindo nos punhos e nos ombros para aqueles que haviam sobrevivido ao Cadinho.[30]

Aprendiz do SithEditar

"Eu prevejo que vamos fazer grandes coisas juntos. Vou ensinar-lhe os caminhos do lado sombrio. Logo, seus poderes vão rivalizar com os do grande Lorde Sith Darth Maul. Vamos ser ainda mais poderosos do que Lorde Sidious. Vamos governar a galáxia juntos, meu aprendiz."
"Eu sou o seu servo, Mestre."
―Dookan e Savage Opress.[fonte]
250px-OpressTheConqueror-Devaron.png

Sem mais nenhuma força em seu caminho, Opress se aproxima do Templo de Eedit.

Sua vida comprometeu-se com o lado sombrio,[35] e Opress era para ser dotado de Dookan, tornando-se um Acólito Negro da Confederação de Dookan substituindo Ventress como o assassino pessoal do Lorde. Quando o tempo estava certo, Ventress desencadearia seu guerreiro contra o seu ex-Mestre, em busca de sua morte por sua traição.[11] Talzin e outras Irmãs da Noite como Karis e Talia escoltaram Opress à bordo da lançadeira de transporte classe Sheathipede até o planeta natal de Dookan, Serenno, onde o Conde mantinha uma residência palacial. Depois de ter sido introduzido a Dookan, Opress curvou-se para seu Mestre em um gesto de lealdade,[11] mesmo sendo feitiçaria Irmã da Noite uma garantia de que isso não seria permanente.[13] Como Dookan requisitou a mostra de habilidades seu novo agente antes de que qualquer treinamento pudesse começar, Opress foi enviado em sua primeira missão: tomar controle do Templo de Eedit no planeta-selva Devaron. Por causa de o Templo servir como um posto avançado para a República e para a Ordem Jedi, a captura do templo iria permitir a Confederação conquistar a área. Despachado sozinho até o sistema Devaron, à bordo da nave pessoal de Dookan, o corveta interestelar Punworcca 116, Opress seguiu até o templo, onde uma batalha pelo posto avançado já havia começado entre a República e os Separatistas.[11]

Após o desembarque no caminho que levava ao templo, Opress e focou-se nas forças que defendiam o templo do exército droide: um soldado clone distanciado do Grande Exército da República liderados pelo Mestre Jedi Halsey e seu Padawan Knox.[10] Empunhando a sua lança encantada, Opress cortou seu caminho através de soldados clones, com sua lâmina cortando letalmente armaduras dos clones. Depois de todas as tropas terem sido eliminadas, incluindo o Comandante Clone Trauma,[10] havia sobrado somente Opress e os dois Jedi, que imediatamente destruíram os droides de batalha remanescentes. Pretendendo desafiar o Jedi, Opress acabou que lutando contra Halsey, que apesar de seu tamanho e agilidade, foi abatido por Opress no chão e morto com um golpe em seu peito. Knox eventualmente engajou o Acólito em combate, sendo laceado no final pela ponta da arma de Opress, sendo morto ali mesmo. Com todos os droides, Jedi, e clones assassinados, Opress chegou ao Templo de Eedit, reportando o seu sucesso a Dookan. O Lorde Sith ficou impressionado com o trabalho de seu acólito novo e tinha-lo retornar à Serenno de uma só vez. Após o seu retorno, Dookan levou Opress como o seu aprendiz Sith, pretendendo derrubar o seu próprio Mestre, Darth Sidious, em conformidade com a Regra de Dois. Com Sidious derrotado, Dookan e Opress poderiam tomar o controle da Galáxia.[11]

Em sua nova capacidade como o aprendiz de Dookan, Opress embarcou em outra tarefa para o seu Mestre como parte de um plano que envolviam Estaleiros Fondor da República. Confiado a nave de Dookan, foi dado a Opress instruções para a sua missão, viajando ao planeta Affa. Lá, ele confrontou o mercante Hutt Noggox, um industrial independentes do Grande Conselho Hutt, que patrocinou negócios da República, mas se contentou em assistir a guerra entre a República e a Confederação em distancia. Como dois de seus cargueiros haviam sido recentemente invadidos pelo pirata Dool Pundar em rota para as naves de Fondor,[36] Noggox contou com a ajuda do Padawan Jedi Nuru Kungurama, que afirmou que os piratas estavam sendo apoiado pela Confederação e que haviam sido despachados pelo Alto Conselho Jedi para os outros cargueiros de Noggox para Fondor.[37] Opress foi mandado para remover Noggox de ação antes que Kungurama pudesse chegar em Affa. Uma vez que ele desembarcou no hangar principal da na fortaleza de Noggox, Opress foi desarmado e privado de sua lança pelos guarda-costas de Noggox. Trazido diretamente para Noggox em cadeias para interrogatório, Opress avisou ao mercante que um Jedi estava a caminho, embora o Hutt confundiu suas palavras para significar que o Jedi representava um perigo. Opress revelou os seus laços com Dookan, e sua consciência do pedido de ajuda de Noggox ao Jedi, antes de se libertar de suas amarras e se recuperação de sua alabarda.[37]

250px-SavageScissored-WOTM.jpg

Opress, à mercê de Dookan, perde o seu primeiro duelo de sabres de luz para o seu Mestre Sith.

Depois de matar Noggox e todos os seus guarda-costas, Opress voltou para a nave de Dookan para reportar o seu sucesso. Apesar de Opress querer ficar em Affa e confrontar Kungurama, Dookan mandou ele imediatamente retornar para Serenno, onde ele relutantemente obedeceu. As vítimas do massacre de Opress foram deixadas para trás, como evidência para Kungurama e seu esquadrão de soldados clone.[37] Tendo-se tornado adepto brutalmente no uso de sua alabarda encantada, Opress atualizou a sua escolha preferencial de combate a um sabre de luz duplo,[32] onde ele recebeu treino de Dookan. Na sala do trono do palácio do Conde, Opress envolveu-se em sua primeira lição de combate com sabre de luz com Dookan,[13] um espadachim altamente realizado que devia sua reputação de sua carreira anterior como um Mestre Jedi.[38] Opress foi o primeiro a atacar, balançando seu sabre de luz duplo em Dookan com ataques poderosos, mas seu Mestre facilmente evitou os seus ataques. Opress foi facilmente desarmado e rapidamente sufocado por Dookan através da Força, e então o Conde trouxe o seu e o sabre de luz de Opress em torno do pescoço do aprendiz, terminando o duelo. Apesar da falta de habilidade de Opress com um sabre de luz, Dookan procurou aprimorar sua habilidade natural em combate por saque do dos fortes sentimentos de raiva dos Irmãos da Noite. A próxima lição de treinamento Sith foi fora do palácio com seu Mestre.[13]

Depois de presenciar uma demonstração de poder da Força por Dookan, que, simultaneamente, levantou uma série de pilares de pedra pesadas, Opress foi encarregado de fazer a mesma façanha. Com a Força, Opress foi inicialmente capaz da levantar somente alguns pilares a uma altura insuficiente, considerando a tarefa impossível. Com base no ódio do seu aprendiz, Dookan atingiu Opress com os raios da Força até ele adquirir uma proficiência bruta da Força[31] e ele foi capaz de levantar os blocos a uma distância maior. Apesar de Opress ter questionado sobre como se defender de relâmpagos da Força, Dookan reteu o método de resistência para evitar que seu aprendiz Sith se torna-se muito poderoso, prometendo revelar tais segredos em devido tempo.[13]

Quebra da servidãoEditar

"Eu fui traído por Ventress. Os Jedi estão atrás de mim. Eu não sou muito forte para derrotar todos!"
―Savage Opress, para Mãe Talzin.[fonte]
250px-KatuunkoChoked-WOTM.png

Agarrado com Anakin e Kenobi, Savage estrangula Katuunko através da Força até a morte.

Tendo completado os estágios iniciais de seu treinamento Sith, Opress foi mandado em sua próxima missão como o aprendiz de Dookan: capturar o Rei Katuunko de Toydaria vivo.[13] Katuunko tinha anteriormente rejeitado uma oferta de Dookan para se juntar à Confederação,[39] e Dookan, guardando rancor,[40] procurou forçar o monarca Toydariano em se aliar com os Separatistas.[20] Partindo de Serenno, Opress viajou até o palácio de Katuunko em Toydaria, à bordo da nave de Dookan. Depois de chegar na plataforma de desembarque do palácio, Opress rapidamente derrotou os guardas reais Toydarianos que vieram para confrontá-lo, assassinando dois deles com o seu sabre de luz, e o terceiro estrangulando até a morte. Ele continuou dentro do palácio, indo através da porta da entrada principal[13][41] matando os seis guardas restantes entre ele e Katuunko, que se recusou a ser intimidado por um assassino. Tomando um pod repulsor até a sala do trono de Katuunko, Opress saltou em seu pódio junto ao rei, que apontou sua espada cerimonial Toydariana em uma tentativa corajosa mas infrutífera de auto-defesa. Opress facilmente cortou a espada de Katuunko, e quando o rei tentou escapar, o Irmão da Noite jogou-o na parede, deixando-o inconsciente.[13]

Opress foi parado de sua escapada com Katuunko com a chegada do Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi e o Cavaleiro Jedi Anakin Skywalker, que, a mando do Conselho Jedi, estavam rastreando o assassino responsável pela morte de Halsey e Knox em Devaron. Com o inerte Katuunko pendurado no ombro, Opress duelou contra Kenobi e Skywalker no topo do repulsor de vagens. No momento em que Katuunko retomou a consciência e fugiu do distraído Opress, Kenobi e Skywalker pularam nele, numa tentativa de imobilizá-lo.[13] Em sua agressão,[1] o Nightobrother sufocou Katuunko até a morte e então jogou ambos os Jedi num repulsor de vangens próximo. Opress esmagou o punho de Skywalker sob a sua bota e rapidamente usou o seu sabre de luz para incapacitar o repulsor de vagem, que caiu diretamente nos dois Jedi. Skywalker e Kenoni usaram a Força para impedir que o repulsor caísse por cima deles, mais isso os deixaram instantaneamente distraídos. Não perdendo tempo, Opress pegou o corpo de Katuunko e colocou-o em sua nave. Antes de deixar o palácio, ele estendeu a mão com uma Força de pressão massiva para jogar a nave dos Jedi para fora da plataforma. Skywalker e Kenobi chegaram tarde demais para impedir Opress de escapar, e com sua nave incapacitada, eles foram forçados a "pegar emprestado" o nave pessoal de Katuunko[13][25] o Olho do Ladrão,[40] para perseguir a nave de Opress.[13]

Opress trouxe o corpo de Katuunko para Dookan, que havia chegado em orbita de Toydaria à bordo do Providence. Recebendo Opress na ponte de seu destróier, Dookan não estava satisfeito com o seu desempenho, por ele ter matado Katuunko em sua pressa para escapar dos Jedi. Apesar das súplicas de perdão de Opress, Dookan submeteu-lhe a uma sessão de relâmpagos da Força por sua desobediência, parado somente por uma chegada inesperada na ponte: Asajj Ventress, que considerou o tempo para executar a sua vingança. Embora Dookan tenha dito a Opress que ele poderia fazer as pazes por seu erro matando Ventress, Ventress usou a magia Irmã da Noite para fazê-lo virar contra o seu Mestre Sith. Ventress tocou o seu dedo na testa de Opress,[13] para fazê-lo lembrar de suas antigas memórias de lealdade à ela[41] e ativando o o feitiço que garantiu sua lealdade aos Irmãs da Noite.[1] Um duelo se sabres de luz surgiu, com Opress lutando ao lado de Ventress contra Dookan. Quando Ventress foi abatida de lado pelo Lorde Sith, Opress assumiu o combate.[13] Ele teve uma breve vantagem sobre Dookan[1] ao desarmá-lo e jogá-lo contra a parede. No entanto a vitória foi de curta duração, como Dookan ja havia-se recuperado para evadir o seu avanço e torturá-lo com relâmpagos da Força,[13] já que o Irmão da Noite não tinha nenhuma defesa.[1] Retomando o seu sabre de luz, Dookan focou-se em lutar contra Ventress enquanto repelia Opress com os relâmpagos, prevenindo-o de juntar-se novamente à luta.[13]

250px-SavageChokesMasters-WOTM.jpg

Não mais o aprendiz de ambos Dookan ou Ventress, Opress sufoca através da Força seus ex-Mestres.

Três vezes Opress tentou matar Dookan enquanto ele estava preso em um combate com a Nightsister, apenas para ser parado cada vez pelos relâmpagos da Força. Além disso, Ventress permaneceu insensível com a falta de sucesso de Opress, recusando-se a deixar a sua fraqueza ser sua queda.[13] Naquele momento, a fúria de Opress ultrapassou sua lealdade para com Ventress,[1] e ele tornou-se livre do feitiço de fidelidade.[13] Espancado e ferido,[1] Opress voltou-se contra ambos Ventress e Dookan, agarrando-lhes com uma poderosa sufocação através da Força, e usando a telecinese, os jogou numa parece adjacente. Numa subsequente luta à três, golpeava seus adversários com o seu sabre de luz, até batê-los por trás mais uma segunda vez. Para combater a força bruta de Opress, Ventress e Dookan uniram-se, usando telecinese e relâmpagos da Força, respectivamente, em conjunto para chocar o Nightobrother até a entrada da porta. Enquanto Opress recuperava o seu fôlego, Dookan fugiu da ponte através de uma escotilha de escape, e Ventress persegui-lhe sem a ajuda de seu servo. Com sua armadura, Opress foi impedido de ultrapassar a escotilha de escape, e a chegada de Skywalker e Kenobi só lhe interrompeu quando ele foi cortar a escotilha com o seu sabre de luz. Gritando em grito de guerra, Opress tomou o seu foco para os dois Jedi, e seu duelo levou-os ate os corredores do couraçado.[13]

Skywalker forçou um droide de batalha B1 na diração de Opress, que simplesmento jogou o droide de lado e implacavelmento continuou o seu duelo. Até um ponto, Opress perdeu um de eus chifres da cabeça, mas ele continou a empurrar os seus adversários para trás no corredores do destróier. Quando os três combatentes chegaram até o hangar do destróier, todos os as tropas droide de combate voltaram-se para Opress em ordem de Dokaan, forçando-o a mater o foco nos droides ao invés em Skywalker e Kenobi.[13] Até esse tempo, o cansado Irmão da Noite não tinha mais interesse em vitória, somente em escape.[1] Cercado por todos os lado por mais ou menos vinte droides B1 de combate, e Droidekas protegidos, Opress relizou um repulso[41] da Força massivo[13] contra os atacantes droides, eliminado-do a todos, juntamente com Skywalker e Kenobi. Com seus adversário momentaneamente repelidos, Opress viu a oportunidade de escapar de Dookan, pegando a nave de seu ex-Mestre até Dathomir. Além de refúgios de seus inimigos,[13] ele buscou um novo objetivo, como sua vida não era mais controlada por Ventress ou Dookan.[1] Mantendo a sua lealdade com Mãe Talzin, Opress buscou uma adiência com ela após chegar em seu forte. Ele contou-lhe da traição de Ventress, admitindo que não tinha força para combater Ventress, Dookan, ou os Jedi. Talzin contou-lhe que havia um indivíduo que podia tornar-lhe mais poderoso: seu irmão há muito tempo perdido, Darth Maul.[13]

Acreditando-se que o[13] agora morto Feral[11] era o último de seus parentes, ele não sabia da existência de seu segundo irmão. Talzin atarefou-o para encontrar Maul, que estava em exílio em algum lugar nos Territórios da Orla Exterior, com a ajuda de um talismã[30] Nightsister.[13] Opress concordou em entrar na busca por seu irmão prometendo retornar. Antes de partir, afirmou que tanto ele quanto seu irmão teve um destino importante a cumprir na galáxia.[13] Até certo ponto, Opress duelou com um Cavaleiro Jedi em Dathomir, empregando a sua raiva substancial na batalha.[42]

Lealdades de sangueEditar

A busca por MaulEditar

"O que? Não pode ser... Irmão!"
―Savage Opress descobre que a criatura de seis pernas parecidas com as de uma aranha em Lotho Menor é seu irmão, Darth Maul.[fonte]
MorleyeOpress-Brothers.png

Opress aceita a ajuda de Morley em Lotho Menor.

O Talismã de Achamento havia sido colocado com o sangue de Maul durante o primeiro encontro de Talzin com ele muitos anos antes,[19] e isso iria ajudar Opress a achá-lo. Enquanto vasculhava a Orla Exterior por Maul,[1] Opress parou no restaurante Plop Dribble's no espaçoporto de Stobar. Quando a garçonete Sassi tentou examinar o seu talismã, Opress reagiu violentamente pegando-a pelo pescoço, causando a fuga de muitos outro clientes presentes no local com medo. Como o proprietário do restaurante Loubo apressou-se em ajudar o seu empregado, Opress lançou Sassi para o cozinheiro, e então fugiu o restaurante antes das autoridade do espaçoporto chegarem ao local.[43] Um milhão de créditos foram postos em sua cabeça,[44] por fugir da cena do crime.[45] Inicialmente frustrado por não ter encontrado nenhuma pista para encontra o seu irmão, Opress achou uma pista enquanto procurava através de uma doca no espaçoporto:[46] o pó em algumas caixas causou o brilho no Talismã, indicando uma conexão na localização de Maul. Opress descobriu que um cargueiro havia trazido as caixas para Stobar.[43]

Instantes antes da decolagem do Turtle Tanker, Opress pulou em sua rampa de entrada confrontando o proprietário Sakiyano da nave, perguntando de onde ele havia trazido as caixas. Rendendo-se às ordens de Opress, o cargueiro tomou o seu curso para o planeta de origem, o planeta-lixo Lotho Menor. Na chegada, o Sakiyano voou sobre os campos de lixo do planeta, permitindo Opress a checar se era aquele o local onde Maul se encontrava através do Talismã de Achamento. Quando o Talismã indicou que eles estavam saindo da área de presença de Maul, Opress comandou o Turtle Tanker, ejetando o piloto para fora da nave e circulando ao redor para encontrar o seu irmão. Ele pousou e desembarcou, entrando nos campos de lixo e usando o talismã para rastrear Maul. Depois de o talismã parar de brilhar, o Anacondano limpador chamado Morley apareceu e ofereceu para ajudar o frustrado Opress em sua busca, continuando a segui-lo mesmo depois de ter recusado a sua ajuda. Vasculhando as pilhas de lixo sem fim, Opress e Morley correram dos engolidores de fogo,[43] enorme droides incineradores que haviam sido programados há muitos anos para consumir a fonte de lixo.[47] Depois de escapar dos engolidores de fogo, os dois então encontraram uma tribo nativa de Lixeiros,[43] cuja provocaram um confrontamento.[48]

Enquanto Morley recolhia-se, Opress cortou através dos Lixeiros com seu sabre de luz, assassinando pelo menos doze deles. A tribo Lixeira consequentemente recuou, e os dois continuaram a sua busca. Ao sabe de Opress que ele buscava o seu irmão, Morlye contou-lhe uma lenda local de um "homem com chifres" que arrastava as suas presas da superfície as devorando. No momento, uma tempestade de ácido forçou os dois a se abrigaram em uma caverna. Lá, o Talismã de Achamento começou a brilhar muito mais, e Opress começou a procurar entre o lixo e os corpos de Lixeiros, apesar de ele não achar nada que indicasse a presença de Maul. Quando o amuleto parou de brilhar pela última vez, o enfurecido Opress deduziu que o seu irmão estava morto e que Talzin havia traído-o. No momento, Morley, que havia revelado-se ser próximo ao "homem com chifres", armou uma cilada para Opress, colocando-o em um buraco escuro. Oferecendo o Irmão da Noite como uma refeição para seu mestre, Morley foi para frente para esperar pelas sobras. Depois de ficar numa rede de túneis debaixo da superfície, Opress detectou movimento e ligou o seu sabre de luz, buscando por qualquer sinal de seu irmão. Apesar de te tentado rastrear os movimentos, o caçador virou a presa quando uma monstruosa criatura emergiu das sombrar e o atacou. Largando o seu sabre de luz na luta eminente, Opress tentou derrotar aquele, que ele acreditava, ter matado o seu irmão.[43]

250px-HelloBrother.jpg

Opress encontra o seu irmão, Darth Maul, nas cavernas de túneis de Lotho Menor.

Como Opress lutou com a criatura em túneis próximos, o Talismã de Achamento em resultado brilhou, mais que antes. Perplexo com a possibilidade de que a criatura poderia ser seu irmão, Opress ficou muito mais chocado quando suas suspeitas foram confirmadas pelo brilho do talismã: Maul era a criatura, e sua parte de baixo se resumia a um aparato cibernético de seis pernas parecida com as de uma aranha. Maul derepente recuou, e após retomar o seu sabre de luz, Opress seguiu o seu irmão até uma caverna larga que ele havia adotado como casa. Perigoso e selvagem,[43] a mente de Maul havia sido desemparada quando foi cortado ao meio por Obi-Wan Kenobi em Naboo, e, na década seguinte, ele tinha sido forçado a criar uma existência miserável de si mesmo sob a superfície de Lotho Menor.[19] Opress contou para seu irmão de seu parentesco e tentou focar a sua atenção, com poucos resultados. Quando Morley chegou em buscas de seus tão esperados restos, Opress confrontou o surpreso Anacondano, o pegando pelo pescoço. Desgostoso com Morley, que acreditou ter falhado em ajudar Maul, Opress rachou a sua coluna e jogou-lhe ao fogo, então juntando-se novamente com seu irmão. Embora a memória de Maul estar rachada, ele foi capaz de focar em um só impulso: seu desejo de ter vingança sobre Kenobi.[43]

Opress levou Maul de volta para Dathomir através do Turtle Tanker onde ele podia ser curado por Mãe Talzin. Uma vez que eles pousaram próximo ao forte das Irmãs da Noite, Opress deixou o seu perturbado irmão dentro da nave enquanto iria procurar pela Nightsister. O chão da aldeia estava cheio de corpos e detritos de Irmãs da Noite pela artilharia separatista, que Talzin—antes de aparecer para ele, havia surgido em forma de névoa—explicou que havia sido deixando quando Dookan ordenou um massacre à todo o clã das Irmãs da Noite. Apesar de Opress ter-lhe contado que Maul estava cheio de danos, sobrando apenas pouca memória de sua vida antes, Talzin acreditou que podia curar o que havia sido quebrado. Depois de levar Opress e Maul para dentro do forte, Talzin colocou- sobre uma espécie de cama, separando-o de seu aparato cibernético. A mente de Maul foi restaurada, e ele recebeu um novo par de pernas cibernéticas, feitas de restos remanescente de estruturas metalísticas. Enquanto Talzin desaparecia, Maul relembrou-se de seu irmão e experimentou o novo par de pernas, correndo para fora dos campos de detritos enquanto o seu irmão seguia o seu rastro. Lá, Opress contou ao seu irmão sobre o andamento das Guerras Clônicas e ofereceu-lhe a outra metade de seu sabre de luz, juntamente com a oportunidade de vingança contra o homem que havia comprometido o seu destino: Obi-Wan Kenobi. Os dois irmãos procederam ao Turtle Tanker para o[44] planeta próximo Raydônia, ao redor de uma vila de colonistas,[49] a quem Maul direcionou para atrair Kenobi para dentro de um confronto.[44]

Depois de Maul assassinar um vila inteira de colonistas e transmitir uma metragem holográfica da carnificina para o Templo Jedi em Coruscant, Kenobi chegou em Raydônia sozinho, que procurava terminar o que havia começando vencendo Maul. No meio às chamas ardentes dos restos do assentamento, Opress surpreendeu Kenoboi por trás, trocando uma série de ataques de sabre de luz antes de desarmá-lo. Uma vez tomando Maul o sabre de luz de Kenobi, Opress dominou o Mestre Jedi e o nocauteou, permitindo que os irmãos levassem-no para dentro do Turtle Tanker. Os irmãos colocaram Kenobi no compartimento de carga do transporte, com Opress brevemente deslocando-se de volta para a órbita. Apesar de Maul querer submeter Kenobi à uma sessão de tortura, os Irmão da Noite descobriram que tinham um passageiro clandestino à bordo: Asajj Ventress, que havia tornado-se uma caçadoras de recompensas e—além de buscar o preço por Opress[44]—tentou amarrar as pontas soltas com ele.[49] Ela zombou de Opress e de seu novo irmão ressuscitado antes de desaparecer em meio às sombras. Acreditando que a ex-Mestre de Opress sabia muito, Maul ordenou a sua morte, e os dois irmãos saíram do compartimento de cargas para procurar Ventress no resto da nave. Quando retornaram, eles descobriram que ele veio em socorro de Kenobi, fornecendo-lhe com um de seus sabres de luz para tomar posição contra os seus inimigos comuns. Um duelo de sabres de luz começou, com Opress e Maul juntados as suas forças contra Ventress e Kenobi.[44]

EnemyOfMyEnemyIsMyFriend-Revenge.jpg

Maul e Opress duelam contra Kenobi e Ventress à bordo do Turtle Tanker.

No curso da batalha, Opress cruzou sabres com ambos Mestre Jedi e caçadora de recompensas, enforcando principalmente a última combatente. Depois de chutar o seu sabre para fora de seu controle, Opress bateu-a contra algumas das caixas do compartimento de cargas, mas ela rapidamente o retaliou jogando as caixas em sua direção através da Força. Ela então pulou acima de seus ombros e lhe agrediu com socos na cabeça; mas ele manteve a mão superior, devido ao fato de que ela estava desarmada. Uma vez que Kenobi havia retomado o seu sabre de luz de Maul e devolveu o sabre de luz de Ventress para ela, Opress envolveu-a em golpes de sabre após golpes de sabre, tentando romper as suas defesas com a força bruta. Eventualmente, Kenobi e Ventress concluíram que eles não eram páreos no momento e decidiram recuar, esquivando-se em torno dos sabres de luz de Maul e Opress para alcançar a cabine ejetora do Turtle Tanker. Não a ponto de deixar os seus inimigos correrem livres, os irmãos começaram o cortar a cabine com seus sabres de luz, no entanto eles não foram capazes de prevenir o afastamento de Kenobi e Ventress. Maul ativou a segunda cabine antes de eles serem sugados pelo vácuo do espaço, e os dois se reuniram novamente no módulo de comando alternativo do cargueiro. Apesar da preocupação de Opress de que os Jedi iriam a persegui-los, um imperturbável Maul começou a elaborar planos maiores para sua vingança há muito aguardada.[44]

Caçado na Orla ExteriorEditar

"Você poderia nos envolver nessa loucura? Seremos esmagados entre a República e os Separatistas!"
"Em um momento de guerra galáctica, a história tem nos mostrado que há uma oportunidade para facções menores para acumular grande poder e riqueza sem ser notado."
"Eu não estou interessado em lucro. Eu quero vingança."
"Irmão, haverá tempo mais que suficiente para exigir nossa vingança—uma vez que temos os meios para executá-la corretamente."
―Savage Opress e Darth Maul[fonte]
Porto da Lâmina AmarelaEditar

Opress se tornaria o aprendiz informal de Maul nesse tempo, e os dois causaram destruição na Orla Exterior. Os dois logo se viram no Porto da Lâmina Amarela onde a dupla desejava encontrar recrutas para um exército que eles queriam formar. Ao entrar em uma cantina local, o garçom os dirigiu para Nukss, que estava no controle de uma gangue conhecida como O Flagelo. Após a gangue ameaçá-los, Maul emiti-lhes uma ameaça em troca: submeter-se ou morrer. Opress e Maul eliminaram os seis membros da gangue com facilidade, com Nukss facilmente morto por Maul.[50]

Mas Opress decidiu poupar um dos bandidos em esperança de que ele atraísse os Jedi para eles. Maul repreendeu-o e disse que eles ainda não estavam prontos para enfrentar os Jedi e que eles deveriam estar escondidos em vez disso. Ele também disse que não poderia haver testemunhas, e então os irmão mataram à todos na cantina. Os atos de Opress e seus movimentos atingiram o Submundo de Coruscant, onde o Mestre Jedi Plo Koon soube dos seus informantes de que eles estavam lá. Koon e Obi-Wan Kenobi, junto com Bruu Jun-Fan e seu Padawan Tatsu e Grohto foram ao mundo gelado de duas rotações para achar a sua nave com os corpos massacrados da cantina.[50]

Pouco depois de seu massacre, os dois foram achar a base da gangue. Lá, eles descobriram uma prisão secreta que abrigavam algumas criaturas wampa, bem como uma jovem fêmea. Ela prometeu aos dois Sith que eles poderiam ganhar uma recompensa se resgatassem ela do Flagelo. Contudo, antes que eles pudessem viajar para o Nexo de Pleem, o local de seu irmão, Esano, a equipe de assalto Jedi que viajaram para o Porto da Lâmina Amarela haviam chegado ao velho campo de mineração. Quando Kenobi e sua equipe de assalto chegaram na base, eles acharam Maul e Opress segurando-a como sua "refém". Em resposta à sua chegada, Maul libertou os Wampas de suas celas e fizeram a sua rota de fuga enquanto os Jedi estavam distraídos. Os Wampas surpreenderam a equipe, matando pelo menos dois soldados clone, contudo, os Jedi não tiveram problemas com eles, especialmente o Mestre Jun-Fan que que derrubou um, desarmado, mas este não foi o caso de Opress e Maul.[50]

Como Maul e Opress fizeram sua escapada pelo hangar com a irmã de Esano, eles foram atrasados pelos Mestres Grohto e Ko Solok, bem como Padawan Tatsu. Solok foi nocauteado por Maul, e Tatsu continuou a lutar com os dois Sith, sozinho. Pouco depois dele ter desafiado Savage, o raivoso Jedi Negro cortou fora seu braço direito, o desarmando no processo. Opress quase matou o Pantorano, mas Maul o parou e disse-lhe para continuar com sua escapada. Kenobi continuou a enfrentar Maul, mas parou-lhe após usar a Força para estrangulá-lo.[50]

Com Plo Koon, Jun Fan, e os soldados clone no nível superior lidando com os wampas, somente Grohto foi capaz de intervir com Maul. Grohto salvou a vida de Kenobi retirando a sua concentração, mas o preço por salvar a vida de Obi-Wan foi paga com a sua própria sendo morto por Maul onde o Sith usava a irmã de Esano como escudo. Devido às crenças dos Jedi, Grohto não pode matá-la em ordem para matar Maul. Foi aqui, quando Grohto foi morto por Maul com um sabre de luz em seu peito. Koon e os outros desceram para o outro hangar, mas Maul já havia escapado.[50]

Não era conhecido para onde Opress e seu irmão estavam indo, contudo os olhos penetrantes de Koon notaram que a irmã de Esano deixou cair a sua faixa de cabeça. Devido às habilidades psicométricas de Jun-Fan, os dois Jedi descobriram que os dois Sith estavam indo para o Nexo de Pleem. Depois que lamentara a morte de Grohto e de pelo menos dois soldados clone, eles decidiram que Tatsu não devia seguir em frente devido a sua ferida (perda da mão direita), bem como Kenobi devido aos seus ferimentos leves também.[50]

Nexo de PleemEditar

Uma vez que Maul e Opress chegaram ao Nexo de Pleem, os dois desembarcaram no palácio de Esano, com sua irmã pedindo para ele pagar os Sith sua recompensa por resgatá-la, caso contrário, ele iriam matá-la. Esano ignora isso como com a sua morte, sua fortuna da família seria sua. Maul, furioso com Esano, começa os seus ataques.[50]

Quando Esano falou para Maul e Opress que eles deviam matar sua irmã, os dois Sith começaram a atacar Esano, seu mascote Kerko, e seus guardas, que não tomaram muito tempo deles, mas a irmã de Esano continuou viva. Maul falou-lhe que o palácio era dela, e em retorno, ela lhes deu sua recompensa, como ela havia prometido. Momentos depois, contudo, a equipe Jedi os perseguiram pelo palácio.[50]

Com seus sabre de luz e blasters em mãos, Plo Koon, Bruu Jun-Fan, Ko Solok, e três soldados clone cumprimentaram Maul e Opress. Koon focou-se em Opress, prendendo o Irmão da Noite em um combate mortal, enquanto Jun-Fan e Solok focavam-se em Maul, com os clones cobrindo fogo. Jun-Fan indagou sobre o antigo Mestre de Maul, e afirmou que, se ele disse-se a sua identidade, então ele seria levado à justiça. Como isso não fazia parte dos planos de Maul, ele não falou nada sobre a identidade de Darth Sidious.[50]

Durante a batalha, Jun-Fan destruiu a caixa que continha a recompensa que pertencia a Maul e Savage. Em um ponto, Savage usou a Força para empurrar dois clones para fora da plataforma de desembarque, e defletiu o tiro de blaster para o outro clone, e em seguida removeram a máscara de respiração de Koon de sua cara. Koon, ferido, não pôde mais lutar, e em seguida lhe faltou ar. Em outro ponto, Maul arremessou o seu sabre de luz em Jun-Fan, esquivando-se da arma, mas sem saber que Ko Solok estava por trás. Solok morreu no processo. Jun-Fan enraivou-se por causa de sua ação, e começou a lutar mais agressivamente. Jun-Fan começou a enforcar Maul com suas próprias mãos, mas o Sith usou suas pernas mecânicas para chutá-lo para longe.[50]

No momento em que Maul estava a terminar com o Jedi Conselheiro, Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi chegaram em seus caças estelares e feriram o Sith com os canhões de laser. Assim que pousaram, Opress e seu irmãos voaram em sua nave estelar roubada, assim como Skywalker e Kenobi tendiam aos feridos Koon e Jun-Fan. Maul, moldado por vingança, continuou a viajaram com seu irmão ferido na Orla Exterior rumo ao desconhecido.[50]

PaklanEditar

Depois de seu encontro com a equipe de ataque Jedi no Nexo de Pleem, Opress e seu irmão se aventuraram pelo mundo florestal de Paklan. Neste momento, os dois atraíram a atenção do homem de negócios Gossam Ja'Boag. Zika, uma caçadora de recompensas Tintinna, tinha seguido Maul e Opress para a lanchonete de Toomey. Zika reuniu-se com Toomey e disse-lhe que eles estavam se escondendo em sua lanchonete. Eles se encontraram com um bando de caçadores de recompensas do lado de fora da lanchonete, e começou a enviar os caçadores para reivindicar o preço em suas cabeças. Depois de reunir-se com o bando de caçadores do lado de fora da lanchonete, Toomey decidiu enviar um caçador Falleen para que ele pudesse ajudar a negociar a rendição dos Sith. Este não seria o caso, no entanto, como Maul usou a Força para jogá-lo para fora e estrangulá-lo, logo depois que ele entrou. Zika tomou esta prova como mais do que o suficiente para saber que Opress e seu irmão estavam dentro da lanchonete. Ela levou o seu pagamento e saiu correndo. Toomey e os outro caçadores decidiram entrar, exigindo que Maul e Opress largassem as armas e a sua rendição. Maul então encarregou Savage de cuidar dos caçadores. Ambos os irmãos trataram com facilidade.[3]

Uma vez que Maul e Savage mataram todos os caçadores de recompensa, somente Toomey permaneceu. Opress e Maul o interrogaram, violentamente, e descobriram que Ja'Boag, que era que estava no comando das operações no planeta Moorjhone pela Mineração Comercial da Orla, e que ele tinha posto recompensas nas cabeças dos irmãos por razões desconhecidas. Maul e Opress continuaram em direção ao planeta, mas primeiro, eles se encontraram com a caçadora de recompensas Tintinna, Zika, e a assassinaram por contar a localização dos dois Irmãos da Noite.[3]

Batalha de MoorjhoneEditar

Maul e Savage pousaram em Moorjhone e encontraram-se separados da unidade de mineração por uma força de segurança considerável trazida por Ja'Boag para sua visita. Ao ser abordado por um soldado, Maul influenciou o homem para carregar um detonador térmico ao vivo para o resto das forças, acabando com a maioria das defesas de perímetro. Os dois mataram alguns dos sobreviventes com seus sabres de luz antes de entrar no centro, onde foram recebidos por Ja'Boag e um guarda considerável. Apesar dos desejos do capitão, Ja'Boag optou por confrontar os dois diretamente. Depois de zombar deles por serem tolos por mergulhar de cabeça em território inimigo, Ja'Boag foi arremessado em um poço de fundição nas proximidades, mas foi salvo no último segundo pela Mestra Jedi Salmara, que havia chegado recentemente com uma equipe Jedi força-tarefa.[3] Salmara ofereceu uma rendição não violenta, que foi recusada por Savage.[51]

Savage e Maul usaram suas forças combinadas para dar um empurrão da Força para aniquilar cm grande parte da força de segurança antes de serem atacados pelo Mestre Jedi Judd, que empunhava um sabre de luz longo. Durante a briga, Salmara arremessou um contêiner de substância carbonita em Savage; ignorando o seu conteúdo, e apesar dos avisos de Maul, Savage atingiu o contêiner com seu sabre de luz, o que ocasionou a liberação da substância em seu corpo, o paralisando efetivamente na substância. Enraivado pela derrota de seu irmão, e a subsequente zombeteira de Judd sobre suas pernas metálicas, Maul quebrou o braço de Judd com um de seus pés. O Padawan de Salmara, Dray, usou este tempo para se aproximar de Maul e traspassá-lo pela pélvis com seu sabre de luz. Isto provou ser ineficaz, devido à natureza robótica da parte de baixo de Maul, e o Sith respondeu cortando as duas mãos de Dray com somente um movimento de seu sabre de luz. Então Maul começou a fugir, derrubando a entrada do túnel de escape com a Força, e começou a fugir para o deserto periférico.[51]

Ja'boag tinha por sua vez a forma congelada de Opress em sua sala de controle como decoração, apesar dos protestos Jedi. Entretanto, Maul manipulou o povo Moorjhoni para atacar o centro de mineração como uma distração para resgatar o seu irmão.[52]

Depois de Maul penetar nas profundezas da instalação durante o abate do povo Moorjhoni, ele chegou na sala de controle de Ja'boag, onde ele foi confrontado por Salmara e Dray, que tentavam apreender o presidente da Companhia da Orla Mineradora. Maul fez uso da Força para retirar o seu irmão de sua forma congelada em carbonite, que conseguiu tomar a reta-guarda de Salmara e apunhalá-la pelas costas em somente um movimento. Momentos depois, Maul superou um irado Dray após a derrota de Salmara. Ele também iniciou o processo de bloqueio do centro, com a intenção de impedir que os sobreviventes do massacre encontrassem refúgio contra o inferno próximo.[53]

Ao ser retirado do planeta, Ja'boag foi forçado por seus cativos Irmãos da Noite para anular a recompensa por suas cabeças e transferir uma grande quantidade de créditos em sua conta. Depois de não achar mais nenhuma utilidade em seu refém, Savage o ejetou da câmara do navio, matando-o.[53]

Aprendiz de MaulEditar

Recrutamento em FlorrumEditar

"Para continuar, precisamos de uma única visão…minha visão."
"Irmão, vamos compartilhar as nossas forças. Não há necessidade de domínio entre nós."
"São sempre dois, meu irmão—um Mestre, e um aprendiz. E você é o aprendiz."
―Darth Maul e Savage Opress[fonte]

Algum tempo depois do conflito em Raydônia, Maul e Opress entraram numa fúria brutal de assassinatos e pilhagens em toda a galáxia, inflexíveis à intervenção Jedi. No meio desta campanha violenta, Savage e Maul atacaram a Estação de Transferência Cybloc em busca de objetos de valor, destruindo todos os droides policiais que entravam em seu caminho. Opress descobriu um cofre de créditos contendo uma pequena fortuna, mas Maul estava mais preocupado com o seu inevitável confronto com Kenobi e a Ordem Jedi. Para ele, créditos não teriam uso sem um plano. Maul entçao revelou para Savage sua visão para o futuro, em que eles não eram mais irmãos, mas sim Mestre a aprendiz—um futuro em que Savage seria o aprendiz. Savage se opôs a essa visão e sugeriu uma posição de igualdade entre eles. Maul, contudo, foi intransigente. Irado, Savage ligou o seu sabre-bastão e desafiou Maul, mas foi rapidamente dominado. Depois disso, Maul declarou Savage como seu aprendiz Sith, em que o Irmão da Noite aceitou.

MaulVSOpressRevival.png

Maul ensina uma lição para seu irmão a bordo da Estação de Transferência Cybloc.

Os irmãos seguiram em direção ao sistema Florrum, onde se depararam com uma fragata pirata sob o comando de Jiro. Os piratas Weequays passaram a bordo da nave de Maul e Savage e foram pegos de surpresa pelos irmãos. Jiro e seus subordinados ficaram imponentes contra as forças de Maul e Savage e rapidamente se encontraram a mercê da dupla. Maul, contudo, ofereceu-se para não só poupar Jiro e seus homens, mas compensá-los com a carga roubada de créditos de seu irmão. Em troca, Jiro e seus homens ficaram sob a liderança de Maul. Jiro entusiasticamente concordou com a proposta do Lorde Sith e ajudou os irmãos a entraram em contato com seu ex-chefe, o líder da gangue pirata Hondo Ohnaka, através de um holograma. Maul exigiu a cooperação de Ohnaka e executou claramente uma dos piratas complacentes. Hondo não se intimidou, no entanto, e desafiou o Lorde Sith antes mesmo de cortar a transmissão. Os irmãos Sith, pretendendo assassinar Hondo e tomar a sua base e aclamá-la como sua, seguiram em direção a superfície de Florrum com seus novos aliados piratas.

Depois de atracar em Florrum, os piratas renegados confrontaram a gangue de Ohnaka, enquanto Maul e Opress permaneciam por trás. Assim como o estouro da batalha, Savage avistou Kenobi e sua companheira do Conselho Jedi Adi Gallia chegando na superfície em sua nave. tendo sido anteriormente convocados por Hondo. Savage e Maul rapidamente confrontaram os Jedi cruzando sabrs de luz, sendo o enfoque de Maul em Kenobi e Savage tomando conta de Adi Gallia. Até mesmo uma membro do Conselho não foi capaz de contar a força brutal de Savage, contudo, Adi Gallia ajustou o seu ataque e tentou frustar os planos da forma monstruosa de Savage. Com essa nova tática, Gallia foi capaz de lançar um chute bem colocado na perna de Savage. O que teria sido um golpe de outro modo catastroficamente debilitante para qualquer outra pessoa, deixou Savage impertubável, pegando Gallia de surpresa. Foi nesse momento em que Savage dominou a Mestre Jedi e a atingiu com seus chifres cranianos. Kenobi, ocupado com Maul não foi capaz de fazer nada além do que assistir Savage atravessar o corpo de sua companheira Jedi com seu sabre de luz. Com Gallia morta, Kenobi rapidamente se juntou à gangue de Ohnaka adentrando em sua base. Maul, Savage, Jiro e seus piratas perseguiram Kenobi, Hondo e sua gangue através da base.

DuelOnFlorrum-Revival.jpg

Maul duela com Kenobi, enquanto Opress foca-se em Adi Gallia em Florrum.

Dentro da base de Hondo, os irmãos Sith perseguiram Kenobi enquanto Jiro e seus homens iam na direção oposta atrás de Hondo e os homens que lhe permaneciam leal. Contudo, os piratas traidores se acharam no meio de uma armadilha, quando ficaram de frente com um canhão de laser montado. Eles rapidamente se renderam diante de Hondo, que mostrou piedade e os persuadiu para retornar para a sua gangue. Entretanto, Savage e Maul estavam em uma combate contra Kenobi. O Mestre Jedi mostrou uma formidável resistência, desencadeando alguns chutes na perna ferida de Savage, porém não conseguiu superar a força combinada dos irmãos. Quando parecia que Savage e Maul sairiam vitoriosos, Kenobi deu um último chute na perna fraca de Savage. O Sith caiu em dor, impedindo-o de dar o seu ataque, o que permitiu Kenobi de cortar o seu braço fora. Maul empurrou Kenobi através da Força pelo corredor, juntamente com o teto logo atrás dele. Maul ajudou o seu irmão ferido, fazendo o seu caminho para sair da base. Uma vez do lado de fora, os irmão se encontraram os Jiro e seus piratas somente para descobrir que eles haviam burlado a sua aliança com Maul. Hondo surgi do grupo e ordenou que seus homens abrissem fogo contra os Lordes Sith. Savage e Maul recuaram por causa dos tiros de laser. Um dos disparos atingiu uma das pernas cibernéticas de Maul, forçando Savage carregá-lo. Para piorar as coisas, Kenobi se juntou à busca e quase que conseguia retaliar os irmãos enfraquecidos. Em uma poderosa demonstração de poder de força, Maul fez com que o precipício onde a nave de Kenobi se desfizesse. Uma grande massa de rocha e metal caiu entre os irmãos e seus perseguidores, os deixando em segurança. Como a naves dos Sith estava conseguindo deixar a superfície, uma dos piratas foi capaz de destruir o motor de energia com um lançador de mísseis. A medida que sua nave ia caindo de volta para a superfície, Savage perdia a esperança. Maul, contudo, permaneceu rijo e sugeriu que eles fossem para o pod de escape. Savage e Opress escaparam de uma morte certa, enquanto sua nave se perdia em uma explosão feroz.[14]

A Sombra ColetivaEditar

Savage Opress: "Nós somos prisioneiros?"
Darth Maul: "Não. Aliados. Eles tem muito a oferecer incluindo seu planeta, eles são fortes e diferentemente dos piratas, eles possuem honra."
Savage Opress: "Outra fraqueza."
Darth Maul: "Eles não sabem de nada de nossas intenções. Essas revelações virão mais tarde."
―Savage Opress e Darth Maul discutem sua tentativa de aliança com o Olho da Morte.
Recrutando um exércitoEditar

Depois de sua difícil fuga de Florrum, Savage e Maul perderam a consciência depois que seu provedor de oxigênio se perdeu no espaço. Eventualmente, os dois irmãos foram achados pelo Olho da Morte Mandaloriano e seu líder, Pre Vizsla, que ficou intrigado com a dupla depois de ver o sabre de luz de Maul no piso da nave assim como suas aparências. Vizsla e seu soldados levaram os irmãos incapacitados para o seu acampamento em Zanbar para então serem tratados de suas feridas.[4][12]

Enquando Maul estavca acordado e totalmente recuperado, Savage emergiu de seu coma e quando percebeu de que não estava sozinho no quarto, ele começou a destruir os droides médicos que haviam substituído seu membro perdido por um braço cibernético. Como Savage ficou agitado, Maul apareceu para acalmá-lo e informá-lo de seus novos aliados que os salvaram do profundo espaço depois de sua fuga. Opress perguntou se eles eram mantidos prisioneiros, porém Maul afirmou que eles teriam mais utilidade para seus planos do que meros piratas, pois ele tinham honra. Enquanto Opress rejeitava a ideia afirmando fraqueza, Maul afirmou que seus planos teriam melhor execução por eles e, uma vez que Mandalore estivesse conquistada, eles usariam seus recursos para frustar os próprios planos deles, com o Olho da Morte sob seu comando. Vizsla e sua tenente, Bo-Katan, chegaram e anunciaram que a aliança havia sido aceita pelo resto dos integrantes do Olho da Morte.[4][12]

ShadowLeaders-Eminence.png

Os líderes da Sombra Coletiva—Opress, Maul e Vizsla—chegam em Mustafar

A nova aliança seguiu para Mustafar para abater o Sol Negro à sua causa, seguindo as crenças de Maul de que eles haviam os recursos necessários para seu plano. O líder do conselho do Sol Negro, Xomit Grunseit, inicialmente recusou juntar-se à eles afirmando não serem criminosos e ordenou Maul, Vizsla e Savage para a morte. Vizsla apontou uma arma para a cabeça de um guarda e Savage pegou um guarda quebrando o seu pescoço e jogando-o em cima da mesa. Maul emitiu um aviso final e, apontou para Savage quando Grunseit recusou novamente. Savage lançou o seu sabre de luz através do conselho, decapitando todos presentes e deixando a liderança da facção do Sol Negro para o Capitão da Gurda, Ziton Moj, que havia se juntado a eles.[4][12]

Quando eles retornaram para Zanbar para continuar o seu planejamento, eles notaram naves de entrada em torno de seu acampamento. Eles foram logo juntados pelo Sindicato Pyke, liderados por Lom Pyke, que voluntariamente se aliou com o seu novo exército do submundo. O trio então saíram para Nal Hutta, onde tentaram recrutar os Hutts para o grupo. Quando Maul expressou que não tinha dinheiro ou nada de valor a oferecer, os Hutts recusaram e ordenaram a seus caçadores de recompensas que os matassem. Um, Sugi, atirou uma faca em Maul e Savage a parou com a Força. Uma luta começou e os três escaparam. Eles foram cercados novamente do lado de fora, mas foram rapidamente reforçados pelos soldados do Olho da Morte que abateram os homens dos Hutts. Savage liderava o caminho enquanto ele, Maul e Vizsla entravam novamente no palácio.[4][12]

Eles foram emboscado por Sugi e Embo. Embo lutou contra Savage e provou ser um ágil e forte combatente, e mais resistente do que a maioria como ele usava o seu longo chapéu tanto como uma arma e escudo contra os ataques ferozes de Savage. Eventualmente, Opress quebrou as defesas de Kyuzo e o abateu. Os caçadores de recompensas foram salvos por seu companheiros, onde Maul os deixou ir. O Olho da Morte prosseguiu para capturar um idoso Hutt, Oruba, que os contou para irem até o Palácio de Jabba depois de ser ameaçado. Maul deixou Savage matá-lo por tal informação básica.[4][12]

O crescente exército do submundo então atacou o Palácio de Jabba numa feroz demonstração de força e rapidamente tinham Jabba somente com algumas vidas tiradas. Os Hutts se renderam quando ficou claro que eles haviam perdido.[4][12]

Caos em MandaloreEditar

Quando a Sombra Coletiva estava completa, eles começaram a planejar a retomada de Mandalore. De acordo com o plano de Darth Maul, criminosos como os do Sindicato de Pyke e os do Sol Negro deveriam atacar e aterrorizar os cidadãos de Sundari, mostrando a Duquesa Satine Kryze ser fraca. Pre Vizsla e o Olho da Morte então chegariam como heróis e encenariam a captura e o aprisionamento dos criminosos, depondo e aprisionando Kryze no processo.[4][54]

FalsePrisoners.png

Savage finge ser um prisioneiro do Olho da Morte com Lom Pyke e Ziton Moj.

Savage desempenhou um papel no engano como o líder do grupo que roubou os cofres do Banco Central de Mandalore. Ele acionou explosivos para matar qualquer policial restante que ele não tinha matado antes. Como ele e seus peões fugiram, eles foram parados por Pre Vizsla, e dos dois fizeram uma encenação de duelo com seus sabres de luz e Vizsla superando Savage, que sorriu para o sucesso da artimanha. Opress, juntos com os outros líderes dos membros de gangue, foram levados entre o povo de Sundari como prisioneiros.[4][54]

Infelizmente, uma vez que seu controle sob Mandalore estava seguro, Pre Vizsla traiu os Irmãos da Noite, aprisionando-os na prisão de Sundari. Contudo, Savage e Maul facilmente escaparam de sua cela e derrubaram os guardas desarmados. Eles então andaram através da prisão em busca de párias políticos para servir de governante marionete. Eles acharam Satine Kryze e Almec, e Almec informou à Maul que se ele desafiasse Vizsla em um combate sozinho, Vizsla não recusaria por honra, e o vitorioso comandaria o Olho da Morte.[4][54]

O irmão de Savage desafiou o líder do Olho da Morte num feroz duelo que terminou com Maul decapitando Vizsla. Muitos do Olho Negro deram sua lealdade para Maul, e poucos sob Bo-Katan resistiram.[4][54]

MorteEditar
"Irmão, eu não sou um aprendiz digno. Eu não sou como você. Eu nunca fui..."
―Últimas palavras de Savage Opress[fonte]
DoubleShotShiak-TL.png

Savage atravessado por ambos sabres de luz de Sidious

Maul continuou a buscar vingança contra Obi-Wan Kenobi, atraindo-o para Mandalore. Kenobi foi capturado por Maul, Opress e seus soldados Mandalorianos, executando a Duquesa Satine Kryze em sua frente e mandado para aprisionamento até ser resgatado por Bo-Katan. As tramas de Maul foram logo interrompidas, contudo, pela chegada de Darth Sidious.[4][5]

Maul inicialmente tentou ganhar o apoio de seu antigo mestre, mas Sidious mostrou-se pouco impressionável e, em uma breve demonstração de poder, empurrou com a Força os dois irmãos contra o trono real. Os dois se levantaram e atacaram Sidious em união, instigando um duelo feroz. Apesar dos esforços combinados de Savage e Maul, Sidious provou ser o mais forte dos três. Ele surpreendeu Maul com um empurrão da Força, forçando Savage a lutar com ele sozinho. O Irmão da Noite lutou valentemente, mas não foi páreo para o Lorde Negro dos Sith. Sidious o surpreendeu com um golpe em sua face e então prosseguiu para atravessar o peito de Opress com ambos os seus sabres de luz num feroz contragolpe reverso. A maneira de como Savage morreu foi ironicamente similar à forma de como seu irmão matou Qui-Gon Jinn na frente de Obi-Wan Kenobi cerca de uma década antes. O Lorde Negro empurrou o altaneiro Zabrak para o pavimento mais abaixo com a Força. Esquecendo momentaneamente Sidious, Maul correu para o lado de seu irmão e segurou sua mão de metal, de luto enquanto ele falecia. Como ele morreu a magia das Irmãs da Noite começou a deixar o corpo de Opress e com o seu último suspiro, ele expressou seu pesar de nunca ser igual à Maul. O furioso e devastado Maul deu o seu melhor para matar Sidious para vingar o seu irmão caído, mas foi eventualmente derrotado.[4][5]

Traços e personalidadeEditar

"Essa é a diferença entre nós. Eu vejo uma oportunidade e eu a exploro. Você destrói toda a oportunidade colocada diante de você. Há muito mais para os Sith do que destruição."
"Talvez não deve haver."
―Darth Maul e Savage Opress[fonte]

Durante seu tempo vivendo com os Irmãos da Noite, Savage Opress era reservado porém bravo guerreiro que protegia seu irmão, Feral, a todo custo. Contudo, depois de ser transformado, ele se tornou um agressivo, frio, bestial, destrutivo e cruel praticante do lado sombrio da Força, que não hesitou em matar seu próprio irmão e outro inocentes por sua causa.[11] Savage era muito teimoso, sendo capaz de derrotar a manipulação mental das Irmãs da Noite e se voltar contra ambos Asajj Ventress e Dookan. Não obstante, ele se mostrava leal para aqueles que ele sentia que mereciam, como seus irmãos e Mãe Talzin.[13]

Enquanto seu irmão, Maul, era uma pessoa deliberada e que planeja muito, que sempre considerava as possíveis consequências de suas ações, Savage era esquentado e só procurou executar as ordens de Dookan, e mais tarde as de Maul. Ele poderia destruir qualquer um e qualquer coisa em seu caminho, não considerando as consequências, como ele fez com o Rei Katuunko.[13] Depois de ser unir com Maul, ele se tornou menos impetuoso mas não capaz de controlar por completo os seus pensamentos, o que causou contenda com seu irmão. Apesar de Opress nem sempre concordar com Maul, e uma vez desafiando-o para um duelo, os dois irmãos genuinamente se importavam um com o outro, como mostrado pelo pesar de Maul pela morte de Savage e quando ele acreditava não ser um aprendiz digno.[5]

Poderes e habilidadesEditar

"Você não tem técnica. Sloppy! Mas como o treinamento adequado, você pode ser um guerreiro poderoso. Você tem uma habilidade natural, mas nós precisamos aprimorá-la. Você está pronto para colocar a sua raiva em um propósito melhor?"
"Sim, Mestre."
―Conde Dookan e Savage Opress[fonte]
MeesaGonnaKillYousa-TL.png

Opress era capaz de temporariamente lidar sozinho contra Sidious

Mesmo antes de sua transformação, Savage Opress era um oponente formidável, sendo habituado e competente com o uso de armas na vila Nightborther. Ele também era um talentoso combatente corpo a corpo, sendo capaz de lutar em pé de igualdade com Asajj Ventress.[11]

Após sua transformação, Opress se tornou ainda mais letal. Ele usava a sua lança combinada com sua sabedoria de combate corpo a corpo para se tornar um oponente perigoso, e muito mais, devido a transformação de Mãe Talzin, que lhe deu força, agilidade e resistência inumanas.[11] A maioria dos golpes mal o incomodava e ele era ágil o suficiente para se manter de igual contra até mesmo Darth Sidious, embora temporário.[5] Ele era capaz de estrangular pessoas até a morte com uma única mão, como mostrado quando ele matou Feral.[11] Opress reteve sua habilidade de combate desarmado depois de sua transformação. Quando privado de seu sabre de luz, ele podia se defender contra Embo e lutar contra ele com seus punhos nus, que eram capazes de dentar o largo chapéu/escudo de metal de Kyuzo; ele até mesmo bateu seu joelho no peito de Embo.[12]

Opress provou ser um poderoso, porém ligeiramente desajeitado, duelista de sabre de luz. Seu estilo de combate tinha pouca ou nenhuma técnica, usando somente seu poder genuíno extremo para martelar o seu inimigo. Após a formação contínua, Opress provou-se forte o bastante para lidar com dois duelistas de sabre de luz de uma vez, como visto quando Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi o confrontaram em Toydaria e na nave de Tyranus. No entanto, ele não foi capaz de penetrar nas defesas de Tyranus quando ocupado com Ventress.[13] Ao longo do tempo, sua habilidade cresceria, embora continuasse baseada em força bruta. Foi, no entanto, uma melhoria.[43] Uma vez que ele havia se juntado com Maul, Opress lidou com o membro do Conselho Jedi Plo Koon e o teria impotente se Skywalker e Kenobi não tivessem intervido em seus caças de luta.[50] Ele foi um incrível receptor de conhecimento rápido, tornando-se letal o suficiente para matar outro membro do Conselho, Adi Gallia, pouco menos de um ano de treinamento.[14] O duelo final de Opress foi junto de seu irmão contra Darth Sidious. Ele lutou bravamente e foi até capaz de jogar Sidious fora, mas foi eventualmente morto pelo Lorde Sith quando separado de seu irmão.[5] Somando a tudo, Opress foi morto no uso do lançamento de Sabre.[5][12][14]

Opress era poderoso na Força graças a sua transformação pelas Irmãs da Noite e demonstrou competência mortal no uso do estrangulamento da Força, no que ele usou para matar o Rei Katuunko[13] Ele também era conhecido por usar a batida da Força.[9] Embora menos habilidoso do que Maul no sabre de luz, ele era mais forte do que seu irmão na Força. Infelizmente, ele nunca atingiu o seu potencial máximo.[5]

EquipamentoEditar

"Para você, uma lâmina encantada abençoada com nossas mais potentes mágicas."
―Mãe Talzin presenteia Savage Opress com sua primeira arma, uma lança encantada[fonte]

Savage empunhava uma arma especialmente criada, do qual ele podia derrotar oponentes como soldados clone facilmente.[11] Mais tarde ele construiu o seu sabre de luz. Ele o usou em muitas batalhas, como na estação Cybloc, em Florrum,[14] e enquanto duelava com Sidious, batalha do qual perdeu a vida.[5]

Ele também vestia uma armadura de combate especialmente projetada, que lhe deu proteção contra droides de batalha[13], chuva ácida em Lotho Menor, Lixeiros,[43] e outras ameaças. Foi criado por Mãe Talzin, assim como sua lança.[11]

Nos bastidoresEditar

"Savage é muito parecido com a criação de Frankenstein. Ele é um monstro, mas você começa a ver breves vislumbres do coração real por baixo da cobertura. Ele é um personagem complicado—eu não acho que ele teria se voltado para o lado sombrio sem a manipulação das bruxas. Elas o usaram."
―Katie Lucas[fonte]
Savagelego.jpg

Savage Opress na forma de minifigura LEGO, como na edição LEGO 7957 Sith Nightspeeder

Savage Opress é dublado pelo ator Clancy Brown, que também retratou o Sr. Siriguejo em Bob Esponja Calça Quadrada e Lex Luthor em Superman: The Animated Series.

Em Restraint, a Irmã da Noite Kycina foi revelada como mãe de Opress, Maul e Feral, todos os três dos quais tinham estabelecido como sendo irmãos. Contudo, a ordem dos irmãos em termos de idade ainda está para ser confirmada. Apesar de Restraint sugerir os três aproximadamente com a mesma idade, Star Wars: The Clone Wars Magazine 5 indica que Feral é o irmão mais novo de Opress.[8] Adicionalmente, Star Wars: The Clone Wars Comic UK 6.35 revela que Opress era ainda mais velho do que Maul. Além disso, Darth Plagueis indica que Maul era metade de um par do clã, apesar da outra metade não ser revelada. Até a palavra de uma fonte oficial revele as relações familiares específicas, o artigo incorpora informações de todos os lugares possíveis.

Savage Opress é um personagem jogável em LEGO Star Wars III: The Clone Wars. Ele é desbloqueado por um código secreto, MELL07.

ApariçõesEditar

SWW logo
A Star Wars Wiki tem uma coleção de imagens relacionadas a Savage Opress.

Aparições não-canônicasEditar

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

  1. 1,00 1,01 1,02 1,03 1,04 1,05 1,06 1,07 1,08 1,09 1,10 1,11 1,12 1,13 1,14 1,15 StarWars.com Encyclopedia Savage Opress na Encyclopedia
  2. 2,0 2,1 Star Wars: The Clone Wars Comic UK 6.35 identifica Opress como o irmão mais velho de Darth Maul, do qual o nascimento é em 54 ABY em Jedi vs. Sith: The Essential Guide to the Force.
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 Star Wars: Darth Maul—Death Sentence
  4. 4,00 4,01 4,02 4,03 4,04 4,05 4,06 4,07 4,08 4,09 4,10 4,11 4,12 4,13 4,14 Star Wars: The Clone Wars: Darth Maul: Shadow Conspiracy
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 5,5 5,6 5,7 5,8 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "The Lawless"
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 StarWars.com Clone Card: Savage Opress no StarWars.com (conteúdo agora obsoleto; backup no Archive.org)
  7. Apesar da entrada de Opress na Enciclopédia, ele é listado com 1.89 metros, e isso é significantemente menor que Dookan, do qual a altura seria given 1.93 metros. Desde a pós-transformação de Opress, ele é dado como se fosse mais alto que Dookan em "Monster".
  8. 8,0 8,1 Star Wars: The Clone Wars Comic UK 6.35
  9. 9,0 9,1 Star Wars: The Clone Wars: Head-to-Head
  10. 10,0 10,1 10,2 StarWars.com The Clone Wars Episode Guide: Monster no StarWars.com (conteúdo agora obsoleto; backup no Archive.org)
  11. 11,00 11,01 11,02 11,03 11,04 11,05 11,06 11,07 11,08 11,09 11,10 11,11 11,12 11,13 11,14 11,15 11,16 11,17 11,18 11,19 11,20 11,21 11,22 11,23 11,24 11,25 11,26 11,27 11,28 11,29 11,30 11,31 11,32 11,33 11,34 11,35 11,36 11,37 11,38 11,39 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Monster"
  12. 12,0 12,1 12,2 12,3 12,4 12,5 12,6 12,7 12,8 12,9 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Eminence"
  13. 13,00 13,01 13,02 13,03 13,04 13,05 13,06 13,07 13,08 13,09 13,10 13,11 13,12 13,13 13,14 13,15 13,16 13,17 13,18 13,19 13,20 13,21 13,22 13,23 13,24 13,25 13,26 13,27 13,28 13,29 13,30 13,31 13,32 13,33 13,34 13,35 13,36 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Witches of the Mist"
  14. 14,0 14,1 14,2 14,3 14,4 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Revival"
  15. 15,0 15,1 15,2 15,3 15,4 15,5 15,6 15,7 Restraint
  16. Star Wars: The Clone Wars Magazine 5
  17. 17,0 17,1 17,2 Star Wars: Darth Plagueis
  18. 18,0 18,1 18,2 Predefinição:CN
  19. 19,0 19,1 19,2 19,3 Star Wars: The Wrath of Darth Maul
  20. 20,0 20,1 Predefinição:CN
  21. The New Essential Chronology
  22. Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma
  23. 23,0 23,1 StarWars.com Clone Card: Brother Viscus no StarWars.com (conteúdo agora obsoleto; backup no Archive.org)
  24. SWInsider small.jpg "Everything You Always Wanted to Know about the Irmãs da Noite but Were Afraid to Ask" - Star Wars Insider 122
  25. 25,0 25,1 25,2 25,3 Star Wars: The Clone Wars: Incredible Vehicles
  26. TCWA.png Star Wars: Clone Wars Adventures – "Shop" (Set: Vicious Savage Opress)
  27. 27,0 27,1 StarWars.com Clone Card: Feral no StarWars.com (conteúdo agora obsoleto; backup no Archive.org)
  28. Star Wars Annual 2011
  29. TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Irmãs da Noite"
  30. 30,0 30,1 30,2 30,3 30,4 30,5 30,6 30,7 30,8 Book of Sith: Secrets from the Dark Side
  31. Erro de citação Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Insider_122:_Launch_Pad
  32. 32,0 32,1 32,2 Star Wars: The Clone Wars Magazine 2
  33. StarWars.com Encyclopedia Asajj Ventress na Encyclopedia
  34. Star Wars: The Clone Wars Magazine 4
  35. TCWA.png Star Wars: Clone Wars Adventures – "Shop" (Set: Savage Opress)
  36. Star Wars: The Clone Wars: Strange Allies
  37. 37,0 37,1 37,2 Star Wars: The Clone Wars: Opress Unleashed
  38. Jedi vs. Sith: The Essential Guide to the Force
  39. TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Ambush"
  40. 40,0 40,1 StarWars.com The Clone Wars Episode Guide: Witches of the Mist no StarWars.com (conteúdo agora obsoleto; backup no Archive.org)
  41. 41,0 41,1 41,2 StarWars.com "Witches of the Mist" - The Clone Wars Episode Guide no StarWars.com (backup link no Archive.org)
  42. TCWA.png Star Wars: Clone Wars Adventures – "Dark Side Duel"
  43. 43,0 43,1 43,2 43,3 43,4 43,5 43,6 43,7 43,8 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Brothers"
  44. 44,0 44,1 44,2 44,3 44,4 44,5 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Revenge"
  45. StarWars.com "Revenge" - The Clone Wars Episode Guide no StarWars.com (backup link no Archive.org)
  46. StarWars.com "Brothers" - The Clone Wars Episode Guide no StarWars.com (backup link no Archive.org)
  47. StarWars.com Encyclopedia fire-breather na Encyclopedia
  48. StarWars.com Encyclopedia Junkers na Encyclopedia
  49. 49,0 49,1 StarWars.com Encyclopedia Raydonia na Encyclopedia
  50. 50,00 50,01 50,02 50,03 50,04 50,05 50,06 50,07 50,08 50,09 50,10 50,11 Star Wars: The Clone Wars: The Sith Hunters
  51. 51,0 51,1 Star Wars: Darth Maul—Death Sentence 2
  52. Star Wars: Darth Maul—Death Sentence 3
  53. 53,0 53,1 Star Wars: Darth Maul—Death Sentence 4
  54. 54,0 54,1 54,2 54,3 TCW mini logo.jpg Star Wars: The Clone Wars – "Shades of Reason"

Links ExternosEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória