FANDOM


Clique aqui para ir ao artigo da Star Wars Wiki sobre a versão Cânon desta página.

Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends.

"Estou cansado deste lugar. As coisas têm sido más desde quando cheguei aqui."
Darth Zannah[fonte]

Ruusan era um planeta na Orla Média conhecido pela Sétima Batalha de Ruusan, que foi a última cartada da Irmandade da Escuridão, liderada pelo Lorde Kaan.

CaracterísticasEditar

Originalmente classificado como uma partícula no Setor Teraab em 2200 ABY Ruusan era um planeta temperado e habitável por humanos, ruussianos e seres da notável espécie Bouncer. Ruusan possuía três luas, chamadas pelos nativos de Três Irmãs. Contrabandistas diziam que uma destas luas possuía ruínas de uma civilização muito antiga. Ruusan era o único lugar aonde se podia encontrar o Cristal Ruusan.

HistóriaEditar

3 Irmas de Ruusan.jpg

O Planeta Ruusan com suas Três Irmãs

Ruusan foi palco de batalhas entre os Sith da Irmandade da Escuridão e os Jedi do Exército da Luz. Durante a última batalha de Ruusan (1.000 BBY) entre o Jedi Lord Hoth e os Sith sob o comando de Lord Kaan, grande parte da superfície do planeta, incluindo várias cidades, foram destruídos. Após o término da batalha, um Jedi chamado Johun Othone solicitou ao Senado Galáctico a connstrução de um grande mausoléu contendo os cem guerreiros caídos, chamado Vale dos Jedi, localizado no antigo lugar de Olmondo.

Apesar disso, o planeta foi rapidamente esquecido, enquanto a República Galáctica estava se voltando para o centro da Galáxia. O isolamento dos habitantes produziu uma população quase totalmente humana, que se tornou conhecida como Ruussanianos. O isolamento se agravou mais ainda depois que uma grande nebulosa invadiu o Setor Teraab, destruindo todas as rotas hiperespaciais que seguiam até Ruusan.

Depois de muitos anos, Separatistas estabeleceram secretamente um posto de espionagem na órbita de Ruusan, durante as Guerras Clônicas, mas logo foi destruída. Na ascensão do Império Galáctico, Ruusan ficou novamente à deriva.

Redescoberta pelo contrabandista Jerg em 11 DBY, o planeta chegou a ser usado por comerciantes independentes como uma base de operações. Uma década depois, os refugiados rebeldes do planeta Sulon assentaram em Ruusan, seguindo Jerg e Morgan Katarn.

Mal sabiam eles que o isolamento do planeta iria acabar logo após a Batalha de Endor. O Jedi Negro Jerec informado da localização do Vale dos Jedi, veio para o planeta com a intenção de reivindicar o poder do Vale para si mesmo. O Jedi Kyle Katarn (filho de Morgan), assistido pelo Espírito de Qu Rahn, conseguiu parar Jerec, matar o Jedi Negro dentro do monumento construído séculos atrás. Katarn voltaria a Ruusan em 14 ABY, durante a crise dos Discípulos de Ragnos para investigar suas supostas atividades dentro do vale.

ApariçõesEditar

FontesEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória