FANDOM


Eras-canon-transp

Z-95 Headhunter
Conteúdo se aproximando. Classe Star Wars Special: C-3PO 1: The Phantom Limb, Star Wars: Poe Dameron, Join the Resistance Star Wars: On the Front Lines.
Partes deste artigo foram identificadas como desatualizadas.
Por favor, atualize este artigo com os eventos recentes e remova este aviso quando terminar.
Para outros usos, veja Resistência (desambiguação).
"Você o líder da resistência, uma pessoa importante para impedir os planos da Primeira Ordem. Você é o símbolo da Resistência e uma inspiração para todos os soldados que seguem nossa causa e que fazem seus serviços em tempos difícieis."
―PZ-4CO, para a General Leia Organa[fonte]

A Resistência era um organização militar ativa em toda a galáxia cerca de 30 anos depois da Batalha de Endor. A Resistência, comandada pela General Leia Organa, serviu para impedir as atividades da Primeira Ordem, uma junta militar que carregou o legado do Império Galáctico.

DescriçãoEditar

A Resistência era um grupo de soldados e pilotos que serviram na luta contra a Primeira Ordem nos anos subsequentes da Batalha de Endor. A Resistência era liderada pela General Leia Organa, que havia sido vital na restauração da Nova República durante a Guerra Civil Galáctica.[1] Os esquadrões na resistência incluíam o Esquadrão Azul, onde Jessika Pava voou como Azul Três[5], o Comandante Poe Demeron voou como Líder Negro[6], outros membros da Resistência incluíam o Major Caluan Ematt[1] e os droides C-3PO, R2-D2,[5] e PZ-4CO.[1].

Como símbolo de sua luta contra a Primeira Ordem, a resitência adotou o Starbird da Aliança Rebelde[1][7], o símbolo serviu como adorno de capacete dos pilotos de caça da Resistência,[5] que utilizavam Caças T-70 X-wings em combate.[8].

HistóriaEditar

"Estamos na beira da guerra novamente—um de nós não irá sobreviver."
―General Leia Organa[fonte]
A Resistência tornou-se ativa depois da Batalha de Endor,[1] na qual a Aliança Rebelde triunfou sobre o Império Galáctico.[9] Algumas décadas depois da derrota do Império, a Primeira Ordem emergiu como herdeiros do legado do Império, e a Resistência serviu para impedir os planos da Primeira Ordem para a galáxia. Como líder da Resistência, Organa virou um símbolo da causa do grupo e uma inspiração para aqueles que seguem-o.

JakkuEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Jakku
Jakku, B

Um destróier imperial em Jakku depois da batalha com a Nova República em seus desertos.

A Nova República triunfou sobre o Império décadas antes da Resistência ser criada no planeta Jakku.[10] Depois da queda ao lado sombrio da Força de um de seus aprendizes e do subsequente massacre do resto de seus alunos, o herói da Rebelião Luke Skywalker desapareceu, e tanto a Resistência quanto a Primeira Ordem priorizaram a busca pelo último Mestre Jedi. A Resistência localizou um dos fragmentos de um mapa que levava a Luke em Jakku, na posse de um antigo aliado, Lor San Tekka. Poe Dameron, o melhor piloto da Resistência, foi enviado para recuperar os dados, mas a Primeira Ordem atacou pouco depois de sua chegada e ele deixou o mapa com seu droide BB-8, sendo capturado após a batalha que se seguiu e levado para o Finalizer. Com a ajuda de um stormtrooper que abandonou a Primera Ordem, Poe escapa e os dois voltam para Jakku para encontrar o droide. Eles se separam na queda e Poe retorna para a base da Resistência, enquanto Finn encontra BB-8 com a catadora de lixo Rey. Com a ajuda de Han Solo e Chewbacca, eles escapam para levar o mapa para a Resistência.

Jornada para TakodanaEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Takodana

Depois de uma confusão angustiante com algumas gangues rivais de Solo, a Falcon e seus passageiros viajaram para Takodana, onde Finn conheceu a pirata e o lugar de Maz Kanata. No castelo de Maz Kanata, Finn foi convidado a se juntar à Resistência em sua luta contra a Primeira Ordem, mas Finn inicialmente recusou, acreditando que a Primeira Ordem era muito mais poderosa. Ele planejava ir embora com Capitão pirata Sidon Ithano, mas antes que pudesse, a Primeira Ordem atacou o lugar, tendo sido alertado para a presença BB-8, assim como a Resistência. Maz Kanata deu a Finn o sabre de luz que pertenceu aos Cavaleiros Jedi Anakin Skywalker e Luke Skywalker, com instruções para entregar-lhe a Rey. A Resistência chegou e uma batalha se iniciou.

Finn empunhou o sabre de luz durante a batalha, matando pelo menos um stormtrooper, e lutou em um duelo com um stormtrooper brandindo um bastão de controle de multidão Z6. Ele foi incapaz de derrotar o stormtrooper, que foi baleado por Han Solo com a balestra de Chewbacca. Finn, Solo, Chewbacca e foram capturados, mas fizeram uma fuga quando a Resistência contra-atacou. Finn testemunhou Kylo Ren levando Rey, mas pouco podia fazer para ajudá-la.

Ataque à Base StarkillerEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha da Base Starkiller

Finn viajou com Solo, Chewbacca, e BB-8 para a base da Resistência em D'Qar, onde se reuniu com Poe Dameron, que sobreviveu ao acidente em Jakku. Finn estava presente durante a reunião para discutir o ataque à Base Starkiller, e seu conhecimento da super-arma foi inestimável no planejamento do ataque. Ele se ofereceu para ir com Solo e Chewbacca para destruir um gerador de escudo no regulador térmico do planeta, mas estava mais interessado em resgatar Rey.

Depois de uma aterrissagem forçada no planeta, Finn revelou a Han e Chewie que ele costumava trabalhar em saneamento na Base Starkiller. Na base, os três encontraram Rey, que havia escapado sozinha. Rey e Finn passaram a colocar bombas em parte do gerador de escudo, e testemunhou Han Solo enfrentar Kylo Ren, que foi revelado que ele era o filho de Han Solo chamado Ben. Depois de testemunhar Kylo assassinando seu pai, Rey e Finn tentaram escapar, mas foram recebidos com Kylo novamente na floresta. Rey tentou usar o blaster contra Kylo, ​​mas ele lançou Rey com um empurrão da Força e jogou-a para longe. Finn, enfurecido, ligou o sabre de luz e entrou em um duelo contra Kylo Ren. Finn brevemente se defendeu, mesmo sem ter nenhum treinamento com um sabre de luz, e Finn ainda conseguiu infligir uma ferida no ombro de Kylo. Mas no final, Finn levou uma ferida em seu ombro e em toda as suas costas. Depois de Finn ser desarmado, lançado para longe e ferido gravemente, Rey acordou, pegou o sabre de luz e derrotou Kylo. Finn foi levado pela Rey para a Millennium Falcon, que foi pilotada por Chewbacca, e ficou em tratamento intensivo na base Resistência enquanto sob um coma. Rey desejou-lhe um sentimento de adeus antes de sair para encontrar Luke Skywalker.

Fuga de D`Qar e Batalha de CraitEditar

Leia holo Ajude-me Obi-Wan Kenobi. Você é minha única esperança!

Esse artigo ou seção precisa ser limpo para atingir um patamar maior de qualidade.
Por favor siga as instruções no Manual de Estilo e complete este artigo visando maior qualidade escrita. Remova esta mensagem quando terminar.

Após a explosão da Base Starkiller, a Resistência não tem tempo de comemorar a vitória. A Primeira Ordem localiza a Base de D`Qar e inicia um extenso ataque à base, buscando eliminar as forças principais alocadas no planeta. Usando da sua perspicácia habitual, o Comandante Poe Dameron consegue ganhar tempo para a evacuação e até explode o encouraçado principal da frota da Primeira Ordem, mas acaba aleijando a sua frota com a perda dos bombardeiros. Após isso as naves da Resistência conseguem, por pouco, saltar para o hiperespaço.

Aparentemente tudo estava dando certo, mas em uma manobra inteligentíssima de General Hux, as naves da Primeira Ordem retiram a frota resistente do hiperespaço, usando o exclusivo radar para detectar as naves no salto, a partir daí começa uma perseguição gigantesca, com a Resistência tendo a ponte de sua nave bombardeada, perdendo o Almirante Ackbar e outras figuras de liderança, da mesma forma que bota em coma a General Leia. A Liderança da frota é assumida pela Almirante Holdo, fato que faz Poe duvidar de suas ordens a ponto de enviar Finn e Rose em uma missão para destruir o radar da Primeira Ordem. A missão é um fracasso, mas a Almirante Holdo tinha um plano em mente desde o começo, evacuar as forças da nave para o planeta desolado de Crait, que ainda tinha uma instalação abandonada da Aliança Rebelde. Leia acorda do coma, e Holdo revela o plano de se sacrificar para dar tempo à fuga, assim as naves de transporte fogem para Crait, enquanto Holdo joga o cruzador Mon Calamari para o hiperespaço, destruindo o Super Star Destroyer do Líder Supremo Snoke e a maioria dos destroyers que acompanhavam a nave.

Em Crait, a Resistência se prepara para a batalha, enquanto tenta arranjar uma maneira de escapar. Kylo Ren, agora como Supremo Líder, ordena um ataque a base, usando os novos AT-M6, apelidados de ``Gorila Walker´´ e usando uma poderosa arma para destruir o portão principal. A batalha se inicia, com a maioria dos pilotos da Resistência tendo que pilotar speeders desgastados pelo tempo contra as forças da Primeira Ordem. O ataque falha e as forças resistentes são quase massacradas pelos walkers e pelos caças TIEs sobrevoando o local, quando tudo está perdido, surge o Grande Mestre Jedi Luke Skywalker, que vai a luta sozinho para ganhar tempo para os poucos guerreiros da liberdade fugirem. Kylo Ren, possuído pelo ódio, manda os walkers devastarem Luke, mas ele não sente nenhum arranhão sequer, Kylo desce e enfrenta Luke em um duelo de sabre, mas descobre que Luke nunca saiu de Ach-To, ali era uma projeção da força criada por Luke. As forças da Resistência descobrem uma saída, sendo resgatados por Rey e Chewbacca na Millenium Falcon, com pouco mais de 10 membros, eles buscam o apoio da galáxia para formar a Nova Rebelião. Luke, exausto, observa o anoitecer de Ach-To, com os dois sóis do planeta e se torna um com a força, encerrando a jornada e se tornando uma lenda para todos na galáxia.

Nos bastidoresEditar

A Resistência foi criada para o filme de 2015 Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força. Seu nome foi revelado na Celebration Anaheim em Abril de 2015[11] e revelou os prólogos e epílogos da Jornada para O Despertar da Força e os romances infanto-juvenis Alvo em Movimento: Uma Aventura da Princesa Leia[1] e A Arma de um Jedi: Uma Aventura de Luke Skywalker.[5]

ApariçõesEditar

FontesEditar

ReferênciasEditar