FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

A Perseguição à Malevolência foi a perseguição das naves da República Galáctica à uma nova arma, até então desconhecida, que foi o cruzador pesado Malevolência, que possuía um canhão de íons.

HistóriaEditar

Ataques misteriososEditar

Repentinamente, grupos de cruzadores da República Galáctica começaram a aparecer destruídos e sempre sem sobreviventes, com isso, um crescente medo de uma nova superarma separatista começou a aparecer. Para investigar esses ataques, o Mestre Jedi Plo Koon iniciou uma caçada à essa arma chegando ao sistema Abregado com seu cruzador e mais dois cruzadores de acompanhamento.

Quando a frota de Plo Koon se aproximou do cruzador Malevolência, o canhão de íons foi disparado, deixando todas as naves do grupo a deriva sem energia, ficando indefesas. A Malevolência então atacou as três naves levando-as a destruição. Plo Koon e um grupo de clones conseguiram fugir da destruição dos cruzadores em uma capsula de fuga e ficaram à deriva.

Anakin e Ahsoka, a bordo do cargueiro Crepúsculo, foram ao sistema Abregado em busca de sobreviventes do ataque, resgatando Plo Koon e alguns clones sobreviventes e conseguindo fugir do canhão de íons da Malevolência.

Contra-ataqueEditar

Com o objetivo de finalizar logo a guerra, Anakin bolou um plano de atacar a Malevolência com os novos bombardeiros Y-Wing, Anakin e o Esquadrão Shadow faria um ataque rápido ao cruzador inimigo e destruiriam sua ponte de comando, destruindo as capacidades do cruzador e matando Grievous.

Após uma série de ataques a naves da República, a Malevolência realizou um ataque a transportes médicos próximos ao sistema Ryndellia, que ficava próximo a Naboo. Neste local, estava localizada a Estação Médica Kaliida Shoals e Anakin calculou que esse seria o próximo ataque. Esta estação médica tinha uma importância essencial por ser a única estação médica da Orla Exterior, contendo, aproximadamente, 60 mil clones feridos. A destruição dessa estação, além da perda significativa de vidas, causaria a perda da única estação médica da região, não podendo atender a novos feridos.

Com o objetivo de interceptar Grievous, Anakin e o Esquadrão Shadow atravessaram a Nebulosa de Kallida que continha a Rota de Balmorra, uma rota para contrabandistas. O grupo viu a chegada da Malevolência e partiu em vetor de ataque.

Percebendo a incapacidade de acessar a ponte de comando, Anakin ordenou que os caças remanescentes atacassem o canhão de íons, fazendo com que ele se sobrecarregasse ao ser utilizado causando muitos danos no cruzador, inclusive desabilitando o hiperdrive. Logo após isso, Obi-Wan Kenobi chegou com seu cruzador, o Negociador, com mais dois cruzadores de reforço e iniciou uma perseguição.

RefémEditar

Com o ataque das naves republicanas à Malevolência, Palpatine armou uma cilada para Padmé Amidala e a levou diretamente ao cruzador onde foi capturada. Sabendo do sequestro, Anakin e Obi Wan armaram uma missão de resgate invadindo o cruzador inimigo. Após resgatar Padmé, Anakin programou ao hiperdrive para se direcionar à uma lua próxima e o grupo fudiu da nave. Quando os droides iniciaram a sequência do hiperdrive a nave se chocou com a lua, destruindo a Malevolência.

ApariçõesEditar

FontesEditar

Wiki Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-a.

Notas e referênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.