Wikia

Star Wars Wiki em Português

Padmé Amidala

Discussão0
4 548 pages em
Este wiki
30px-Era-imp
Padmé Amidala

Padmegreenscrshot

Informações biográficas
Planeta natal

Naboo

Data de nascimento

46 ABY, Naboo

Data de morte

19 ABY, Polis Massa

Descrição física
Espécie

Humano

Gênero

Feminino

Altura

1,65 metros

Peso

45 quilogramas

Cor do cabelo

Castanho

Cor dos olhos

Castanho

Cor da pele

Clara

Informações cronológicas e políticas
Era(s)

Era da Ascensão do Império

Afiliação
"Ela era... muito linda. Gentil, mas... triste."
Leia Organa, após lembrar-se de sua falecida mãe.[fonte]

Padmé Amidala (nascida Padmé Naberrie, conhecida também pelos títulos de Sua Alteza Real, Rainha Amidala de Naboo, de 32 ABY a 24 ABY, e como Sua Excelência, Senadora Padmé Amidala de Naboo de 24 ABY até sua morte) era filha de Ruwee e Jobal Naberrie, e irmã mais nova de Sola Naberrie. Mais tarde ela seria a esposa do Cavaleiro Jedi Anakin Skywalker e mãe de Luke Skywalker e Léia Organa Solo.

BiografiaEditar

A Ameaça FantasmaEditar

Queenamidala

Padmé quando era rainha de Naboo.

Padmé Naberrie, de apenas quatorze anos, era a Rainha do planeta Naboo. Ela foi obrigada a passar por sofrimento quando seu planeta foi primeiro bloqueado depois invadido pela Federação de Comércio. Só escapou pela intervenção dos Jedi Qui-Gon Jinn e Obi-Wan Kenobi. Eles sugerem que ela fuja do planeta. O vice-rei da Federação, Nute Gunray, a mando de Darth Sidious, manda os dróides-soldados capturarem Amidala para fazê-la assinar um tratado que legalizaria sua invasão ao planeta, não trazendo complicações para a Federação.

Durante a fuga, o hiperpropulsor da nave real quebra. Tentando conseguir um novo, vão para o planeta Tatooine, onde conhecem o jovem Anakin Skywalker - que acabaria por se tornar o marido de Amidala dez anos mais tarde. Amidala fica encantada com as habilidades do menino. Anakin segue com eles até Coruscant. Na nave, o garoto entrega a Amidala um colar que ele mesmo havia esculpido em uma lasca de jabor. Em Coruscant, Amidala apela ao Senado Galáctico por ajuda. Depois decide voltar a seu planeta e acabar com a invasão.

A estratégia consistia de ir em diversas frentes—os Gungans, nativos de Naboo, trariam o exército da Federação para longe da capital, onde Amidala e seus soldados tomariam o palácio de volta. Em certo ponto, Amidala e sua força são capturados. Mas são salvos pela aparição da sósia de Padmé, Sabé, que fez os guardas acreditarem que Amidala era a impostora, seguindo-a e permitindo à Amidala e seus soldados o controle da situação. O vice-rei da Federação Nute Gunray, não viu outra saída senão se render e desistir de seu tratado. O exército da Federação foi expulso.

O Ataque dos ClonesEditar

Dez anos depois, Padmé era Senadora de Naboo. Quando vai para Coruscant se pronunciar sobre os Separatistas (vários sistemas planetários querem se separar da República), sofre um atentado, que mata sua serva Cordé.

Para garantir a proteção de Amidala, o Chanceler Palpatine encarrega Anakin Skywalker vigiar Amidala em Naboo. Lá, eles se apaixonam (o que é ruim para ambos, pois ela é política e aos Jedi, não é permitido o amor).

Então Anakin tem um sonho sobre mãe e resolve ir a Tatooine. Lá, sua mãe, Shmi Skywalker, morre e eles recebem uma mensagem de Obi-Wan, em que ele mostra que foi capturado em Geonosis. Mace Windu ordena a Anakin para ficar onde está, mas Padmé quer salvar Obi-Wan e decola com sua nave, carregando junto o robô C-3PO, para Geonosis.

Lá eles entram numa fábrica de dróides, e são capturados pela segurança.

São mandados (junto com Obi-Wan) para uma arena, onde monstros terríveis os matariam. Eles conseguem sobreviver e, antes que a segurança seja mandada, os Jedi invadem a arena. E quando todos parecem que vão morrer, Yoda chega com um exército de soldados clones.

Ao final de Episódio II, Anakin e Padmé se casam secretamente em Naboo, tendo como testemunhas apenas C-3PO e R2-D2.

A Vingança dos SithEditar

Três anos depois do casamento, Padmé descobre que está grávida e conta à Anakin, que passa a ter visões em que ela morre no parto e se dispõe a fazer qualquer coisa para salvá-la.

Ele pede ajuda ao chanceler Palpatine, que diz que somente passando para o lado sombrio da Força ele teria poder para salvá-la. Anakin acaba passando para o lado sombrio e ajudando Palpatine a matar o mestre Jedi Mace Windu.

Palpatine revela ser o lorde sith Darth Sidious e cria o Império Galáctico. Padmé não acredita e lamenta. Anakin, agora Darth Vader, ataca o templo Jedi e mata todos que lá estão. Obi-Wan descobre e Padmé não acredita quando ele lhe conta. Ele pergunta onde Anakin está e Padmé mente, dizendo que não sabe.

Padmé vai para Mustafar, preocupada com Anakin e Obi-Wan se esconde na nave dela. Chegando lá, ao descobrir a verdade, ela fica chocada e Anakin tenta convencê-la de que ele está fazendo o bem. Obi-Wan sai da nave de Padmé, e Anakin acha que estava sendo traído e a enforca com toda sua fúria. Padmé desmaia e passa mal.

Ela é levada para Polis Massa, onde os médicos-dróides fazem o parto e descobrem que ela estava grávida de gêmeos. Ela os chama de Luke e Léia. Após isso, Padmé faleceu, mas pouco antes disse à Obi-Wan que acreditava que ainda havia bondade em Anakin. Ela foi enterrada em Naboo, seu planeta natal, e em suas mãos levava o colar que Anakin havia feito para ela quando criança. Em seu cortejo fúnebre era evidente a barriga de gestante, para preservar a integridade física e ocultar o nascimento dos bebês. Quando Padmé morreu, Darth Vader (Anakin Skywalker) é levantado em uma maca e reconstrói seu corpo com peças de metal. Assim, Anakin Skywalker se torna Darth Vader, aprendiz de Darth Sidious.

PersonajeP
Este artigo é, por hora, apenas um esboço de um artigo de prioridade da saga. Por favor complete-o pois ele está incompleto. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.


Rede da Wikia

Wiki Aleatória