Wikia

Star Wars Wiki em Português

Ossus

Discussão0
4 345 pages em
Este wiki
YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Esse artigo ou seção precisa ser atualizado.
Por favor expanda esse artigo adicionando as informações mais relevantes que faltam. Você também pode checar a página de discussão dessa página. Remova essa mensagem quando terminar.

Ossus

Ossus

Astrográfico
Região

Territórios da Orla Exterior

Setor

Setor Auril

Sistema

Sistema Adega

Sóis
Posição orbital

3

Luas
Período rotacional

31 horas padrão

Período orbital

231 dias padrão

Físico
Classe

Terrestre

Diâmetro

29.000 km

Atmosfera

Tipo 1

Clima

Temperado

Terreno primário
  • Colinas
  • Montanhas
  • Desfiladeiros
  • Florestas
  • Cavernas
Pontos de interesse
Sociedade
Espécies nativas
  • Modernas: Ysanna
  • Históricas: Várias
Idioma oficial

Histórico:

População

Moderna: 250 milhões

Histórica: 250 milhões

Maiores cidades
  • Knossa (capital);
  • Várias outras;
Afiliação
"É tão pacífico aqui...a Força penetra em tudo."
Nomi Sunrider[fonte]

Ossus, localizado no sistema de Adega (um dos seis sistemas de Auril restantes), orbita os sóis gêmeos de Adega em uma trajetória em forma de oito. Antigamente Ossus era um lugar seguro para os Jedi mais importantes e um centro de aprendizado. Há alguma especulação que a Ordem de Cavaleiros Jedi começou neste planeta. Ossus certa vez foi coberto com muitas cidades e, nas Montanhas Rochosas, foi localizado o Espaçoporto de Knossa. As paredes íngremes dos canyons de Ossus ainda são cobertas com antigos murais elaborados e a atmosfera do planeta é carregada com tempestades elétricas ocasionais.

Todas as cidades de Ossus foram abandonadas durante a Grande Guerra Sith. A Ysanna, uma tribo de guerreiros-Shamans que usam a Força para aprimorar suas armas primitivas habita Ossus. Um sabre de Luz de 10.000 anos, de Ossus, foi dado a Léia Organa Solo por Vima-Da-Boda, descendente de Nomi Sunrider. Luke Skywalker visitou uma porção árida do planeta durante a reaparição do Imperador e redescobriu a tribo de Ysanna, uma antiga biblioteca Jedi e uma abóbada com sabres de luz escondida embaixo das raízes do Jedi Neti, Mestre Ood Bnar. Na hora da partida de Skywalker, a Nova República estava planejando enviar times de escavação para explorar as ruínas de Ossus.

O cavaleiro Jedi Exar Kun se virou para o lado negro da força e atacou Ossus, ele desejava os segredos Sith escondido pelos Jedi.

DescriçãoEditar

Ossus antes do cataclismo
Ossus antes do cataclismo.
ChancelerjoaoAdicionada por Chancelerjoao

Ossus orbitava as duas estrelas do sistema de Adega. Ao contrário dos outros cinco planetas do sistema, Ossus orbitou seus dois sóis em uma trajetoria em forma de oito. Duas luas, por sua vez orbitava ele, Min e Nerit

CaracterísticasEditar

O Aglomerado Cron foi detonado, espalhando uma onda de choque ao redor da galáxia. Originalmente Ossus era um mundo rico e exuberante, até que essa onda alcançou o planeta, sendo devastado em um planeta árido e tóxico.

Ossus era originalmente um mundo áspero, exuberante, com dois terços de sua superfície coberta por água e uma flora e fauna abundante. Porem, com a destruição do Aglomerado Cron,  foi transformado em um mundo desértico, hostil. Tempestades químicas e elétricas varriam a terra, e pouca vida permaneceu na superfície. Mais de 4.000 anos depois, os danos causados ​​ao planeta pareciam terem sido revertidos. No tempo da Federação Galáctica das Alianças Livres, algumas partes do planeta estiveram uma vez com vegetação exuberante e habitada por animais selvagens. Dentro de um século depois, a destruição de Ossus foi integralmente revertido com a tecnologia de terraformação dos Yuuzhan Vong. Antes da supernova Cron, Ossus tinha uma população de centenas de milhões de pessoas, que habitam cidades de todo o mundo.

Apesar de ser um mundo de paz, Ossus não era um planeta indefeso. Durante as várias guerras com o Sith, Ossus foi usado como uma plataforma para os Jedi e as forças da Republica. O planeta também manteve uma frota bem equipada militarmente para sua própria defesa.

Fauna e FloraEditar

Ossus havia sido exuberante, cheio de vida, antes do desastre Cron. Um dos animais sobreviventes foi de uma espécies resistentes quadrúpede que os habitantes locais usavam ​​como montarias. No entanto, em torno de 40 ABY, a vida vegetal e animal floresceu novamente. A região em torno da Academia Jedi era verde, com partes de vegetação exuberante, intercalados com gramados que fiziam o campus, e árvores Kingwood que cobriam as encostas das montanhas próximas.

Nas florestas, a vida animal era abundante. Os gokobs, classificavam roedores amigável e sem pêlos que expelíam nuvens fedorentas quando assustado, que passavam a maior parte de seu tempo vasculhando restos de comida das cozinhas da Academia Jedi. Aviam tambem sapos grandes, de cor brilhante e língua pegajosa, vivia na copa das árvores, era possivel ver X-Wings com várias rãs presas em sua parte inferior, o que representava um risco para a voo.

HistóriaEditar

PrimórdiosEditar

A órbita incomum de Ossus levou alguns a considerar Adega assim como o sistema de Corellia ser concebido artificialmente. No entanto, apesar dos esforços persistentes de arqueólogos não foram encontradas nenhuma evidência para esta hipótese.

O planeta foi o lar de vida inteligente por incontáveis ​​gerações. Algum tempo antes de 25.000 ABY, um grupo de cavaleiros Jedi de Tython estabeleceram uma escola de filosofia em que os conceitos foram determinadas pelo lado claro eo lado escuro da força. Aqui também foram estabelecidas, as filosofias da força viva e Força Unificada.

Cerca de 25.000 ABY, os escuteiros da República Galáctica explorando Rota de Comércio recém Permeiadas acabaram indo a Ossus, no que ficou conhecido como espaço selvagem. O Jedi nomearam a si mesmos como os defensores da nova República. Ossus foi preparado para se defender contra forças vindas dos Mundos do Núcleo, Tion Cluster e o Espaço Hutt, desta forma, o planeta tornou-se um mundo fortaleza. E com os Jedi contendo seus inimigos, a República cresceu rapidamente.

Força JediEditar

600px-OssusShaela
Treinamento Shaela Nuur em Ossus.
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

Ossus logo se tornou o principal centro de conhecimento e aprendizado da Ordem Jedi. Odan-Urr foi treinado lá sob a tutela de Ooroo, e em 4996 BBY construiram a Grande Biblioteca Jedi como um grande armazém de conhecimento Jedi, que abrigava dezenas de milhares de textos. Peregrinações a este mundo tornou-se comum a partir de milhares de planetas, muitos deles feitos por Jedi em buscavam o conhecimento em pesquisas que não encontravam em qualquer outro lugar. Por causa de sua importância para o Jedi, muitos estudantes erroneamente concluiu que era o berço da Ordem. Alguns alunos notáveis de Ossus foram Freedon Nadd, Nomi Sunrider, Dace Diath, Shoaneb Culu, Derrica Praji e Shaela Nuur.

Este oásis de paz e conhecimento, no entretanto, foi condenado. Durante a Grande Guerra Sith, Exar Kun matou Odan-Urr, roubou o holocron Sith e recrutou muitos aprendizes Jedi de Ossus para o lado negro, levando-os a Yavin 4. Mais tarde, Ulic Qel-Droma se juntou forças com Exar Kun e usando armas de um velha nave de guerra Sith Naga Sadow e detonou a explosão das estrelas do Cluster vizinho Cron em 3996 ABY, causando ondas de choque mortal que varreu o espaço.

Os Jedi foram obrigados a evacuar rapidamente o planeta, e foi durante o caos que se seguiu que Kun voltou com Cay Qel-Droma e uma equipe de guerreiros Massassi, determinados a pilhar a riquezas do planeta. Qel-Droma também saltou bruscamente acima da disputa, abrindo fogo contra os naves Jedi que estavam fugindo. Kun tentou aproveitar uma valiosa colecção de sabres de luz antigos, mas o Mestre Jedi neti Ood Bnar o deteve. Bnar tornou-se uma árvore, cobrindo os sabres de luz abaixo de suas raízes e previnindo que Kun de levá-los.

Enquanto isso, Ulic, mergulhou em um duelo com seu irmão Cay, que estava procurando uma maneira de se voltar para o lado escuro. Quando Ulic matou seu irmão em um ataque de ira, Nomi Sunrider, horrorizado com o que ele tinha feito, foi expulso da força, então levaram o Jedi preso a deixar o planeta. A onda de choque atingiu logo após, queimou e matou quase toda a vida no planeta.

Após a Grande Guerra SithEditar

RuinasDEOssus
As Ruinas de Ossus
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

Apesar da radiação escaldante, o planeta não estava completamente despido de vida. Alguns dos Jedi encontraram refúgio em um sistema de cavernas sob as Montanhas Eocho. Com o tempo, os seus descendentes esqueceram de suas origens e assumiram suas capacidades de força como uma forma de magia. Ood Bnar também sobreviveu, completamente protegidos contra os efeitos da supernova.

Grande parte do conhecimento armazenado pelos Jedi em Ossus foram perdidos para sempre no cataclismo. No entanto, a maioria destes foram levados para locais distantes como a Estação Exis, os Arquivos Jedi em Coruscant e a Cidade Derem em Kamino. Os Jedi que souberam do desastre construíram armazéns no planetas, para abrigar seus artefatos mais valiosos. Foram estabelecidos planos de evacuação em caso de outros mundos importantes for atacado, assim aconteceu em Dantooine.

Ossus era um lugar popular para equipes de arqueólogos durante o tempo da Velha República. O Instituto Hanna de Antiguidades, Academia de Arqueologia Jedi na Universidade de Agamar, patrocinaram os estudos e as escavações das antigas ruínas. Em 800 ABY, uma escavação recuperado um sabre de luz que pertencia a Vima-Da-Boda. No início das Guerras Clônicas, muitos Jedi foram enviados para defender Ossus. Uma ofensiva separatista contra-atacou o planeta durante a Segunda Batalha de Rhen Var. A Confederação estabeleceu uma base no planeta, o que mais tarde foi alvo de um ataque republicano declarado uma das batalhas no exteriores do RIM Sieges .

Quando o Império Galáctico se instalou, a sua violenta repressão as atividades Jedi paralisaram as pesquisa. Muito poucas reivindicações de projetos em Ossus foram fundadas com o Império e organizações privadas que procuram fazer suas pesquisas devem evitar incorrer em sua ira.

Cerca de 10 ABY, Travgen, um Jedi Negro encontrou em Ossus um perfeito esconderijo contra o Império. se estabeleceu em um antigo centro administrativo e, eventualmente, passou a controlar as várias tribos Ysanna, e ainda abitavam Ossus durante a era da Nova República.

RedescobertaEditar

Grande Biblioteca de Ossus
A Grande Biblioteca Jedi em 10 DBY.
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

Em 10 ABY, Luke Skywalker e Kam Solusar chegaram em Ossus em busca de artefatos jedi para ajudar a recontruir a Ordem, conduziam-se a um antigo holocron de Baas Bodo. Eles descobriram as ruínas antigas, e encontraram dois ysannas, Jem e Rayf, dos quais eles sentiram que eram sensíveis à força. Os dois Jedi foram emboscados por um bando de Ysanna , cujo os primitivos ataques realizados pela Força foram facilmente bloqueado. Conscientes de que sua resistência na Força só poderia vir de um Jedi, os Ysanna saudaram os dois homens.

Esta nova lealdade foi imediatamente testada. O Império Galáctico tinha seguido Luke e Kam na aproximação do planeta, Sedriss e Vill Goir junto com a Elite do Lado Negro foram enviados por Palpatine para capturar ou matar-los. Os Ysanna e os Jedi rejeitaram seus soldados, e Kam matou Goir. Luke descobriu o esconderijo de sabres de luz antigos, e teve como um sinal do retorno de Jedi. Em seguida, os Ysanna revelaram o local secreto da Grande Biblioteca Jedi, que ainda abrigava alguns textos intactos.

Antes de sair, Kam e Luke perguntou aos Ysanna se algum queria ser candidato a Jedi, só Jem e Rayf aceitaram.

Nova Ordem JediEditar

Legado Jedi
A nova Academia Jedi.
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

No final da Guerra Yuuzhan Vong, os Jedi optaram por se distanciar da Aliança Galáctica em Coruscant. Com o Praxeum em Yavin 4 havia sido destruído, Luke Skywalker escolheu Ossus como a nova casa da Ordem Jedi, com a sugestão de Kam Solusar. Nem todos os Jedi se mudaram para lá em primeiro lugar;. Solusar, sua esposa Tionne, Luke, Mara Jade e seu filho Bem estavam entre aqueles que o fizeram. Solusar tornou-se administrador da Academia de Ossus. Um novo Templo Jedi em foi levantado em Coruscant, mas o seu uso foi principalmente formal, para facilitar a comunicação e cooperação entre a Aliança Galáctica.

Durante a Crise do Ninho Sombrio e da subseqüente Guerra Swarm, a Ordem usou Ossus como sua principal base de operações. Em 36 ABY, Luke Skywalker convocou uma reunião de toda a Ordem Jedi para resolver a crise que eles estavam enfrentando. A confirmou o compromisso dos Jedi com a Aliança Galáctica emitindo um ultimato a todos os presentes para que pudessem colocar o seu compromisso com o Jedi antes de mais nada, ou deveria deixar a Ordem. Também se designou como Grande Mestre da Ordem com a finalidade de que os Mestres colocasem suas diferenças de lado para confrontar a sua aparente usurpação do poder.

Problemas com a Aliança GalácticaEditar

Quando Jacen Solo assumiu o governo da Aliança Galáctica em 40 ABY, ele sabia que os Jedi iriam se opor ao seu mandato. Quando a maioria dos Mestres Jedi havia abandonado Ossus para assistir o funeral de Mara Jade Skywalker em Coruscant, deixando apenas Kam e Tionne Solusar e mais um punhado de cavaleiros, Jacen aproveitando-se da oportunidade enviou uma divisão de Guarda da Aliança Galáctica para tomar controle da Academia. Dirigido pelo Major Salle Serpa, a divisão justificou suas ações para a segurança dos Padawans que ainda estavam lá, mas seu real propósito era levar os reféns Jedi e impedir que os Padawans se oposem a Jacen.

Logo depois, a Dark Jedi Alema Rar chegou Ossus para investigar as gravações que o ajudariam a entender a sua nova Esfera de Meditação Sith. Uma expedição composta por Jaina Solo, Jagged Fel, e Zekk estava imediatamente atrás dela, para atender a academia que estava sob controle de Serpa. Alema encontrou a informação que eu queria e deixou o planeta, mas teve de deixar para trás as suas conclusões.

Os eventos foram acontecendo rapidamente. Após o assassinato de Cal Omas, os Jedi terminaram seu relacionamento com a Aliança Galáctica. Jacen Solo decidiu que o Jedi havia o traído, e concluiu que ele deveria assumir o treinamento dos Padawan, então ordenou a execução dos Mestres e Cavaleiros. Serpa reuniu os padawan em um pátio ao ar livre e colocou atiradores para os outros Jedi. Vários cavaleiros foram mortos na luta, vários padawan foram feridos ou mortos e Tionne e Kam Solusar foram gravemente feridos por homens de Serpa. no entanto, Jaina e Jagged conseguiram escapar das patrulhas Alliance, e entre estes Zekk que eliminaram as tropas da Aliança Galáctica e capturaram Serpa. As patrulhas restantes se renderam, alguns porque discordavam das ações de Serpa, outros por temerem aos Jedi.

Posteriormente a Academia foi abandonado pelo Jedi, que estabeleceram uma nova base em Endor.

Ressurgimento dos SithEditar

Em algum momento entre 40 DBY e 130 DBY, a Aliança Galáctica e os Jedi permitiram a casta Modelador dos Yuuzhan Vong que terraformassem o mundo árido e restaurar a sua beleza original. Uma parte desolada do planeta foi escolhido para testar a tecnologia. Apoiada por Kol Skywalker, o Projeto de Ossus foi um grande sucesso e depois muitos outros planetas recorreram a tecnologia Yuuzhan Vong para terraformar seus próprios mundos.

Templo Ossus
A Academia Jedi em Ossus após vongformação.
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

No entanto, a sabotagem da Nova Ordem Sith que, eventualmente, levou à Guerra Sith-Imperial. No despertar da guerra, a Aliança Galática caiu e o Império Galáctico assumiu o poder. Os Jedi se recusaram a seguir o Império e seus aliados os Sith, refugiando-se em Ossus. Nei Rin e vários outros Yuuzhan Vong passaram a estudar o seu trabalho e descobriram que algo deu errado com o projeto Ossus. No entanto, o planeta não foi afetado por nenhuma das mutações que ocorreu em outros mundos.

Os sith, aliados com o Moff Rulf Yage, atacaram o Templo Jedi em Coruscant, e dois dias depois atacaram Ossus. Entre os defensores da Academia de Ossus estavam Kol Skywalker, seu filho Cade Skywalker, Wolf Sazen e Shado Vao. Kol pediu a Cade para escapar do planeta em uma nave cheio de Padawans. Kol más tarde foi derrotado por Darth Nihl e mutos dos jedi restantes em Ossus foram massacrados. Cade foi posteriormente resgatado pelo pirata Rav e sua tripulação, e em troca de ter salvado sua vida, se ofereceu para mostrar onde estavam os tesouros templo, afirmando que havia explorado e que sabia muito bem que estavam nos arredores de Ossus. Mais tarde, o Império estabeleceu um sistema de vigilância no planeta para explorar o templo regularmente em busca de vida. Rin e seus guerreiros, que estavam mas longe do Templo durante o ataque, refugiaram-se na sua estrutura, onde eles mantinham um estoque de artefatos Jedi.

HabitantesEditar

Ysanna bestia
Um nômade Ysanna montado em uma fera.
Vitin-edAdicionada por Vitin-ed

Por incontáveis ​​gerações Ossus foi habitado por vidas inteligentes. Durante os tempos da Velha República antes do cataclismo, os habitantes do mundo eram em sua maioria estudantes Jedi ou da força. Havia uma grande população de acadêmicos e estudantes também adquiriram vantagens da enorme riqueza de conhecimento da Ordem. Membros da maioria das espécies da República podiam ser encontrados lá. Em tempos de guerra, o planeta desempenhou um papel de anfitrião dos soldados da República, que usou o planeta Terra como uma plataforma para lançar seus ataques sobre o espaço inimigo.

No entanto, a supernova alterou tudo isso. Muitos dos que não evacuaram morreram pelo impacto da onda de choque. Aqueles que se refugiaram nas cavernas das montanhas tiveram uma vida perigosa no planeta agora estéril. Eventualmente se tornaram tribos nômades Ysanna. Quase todos Ysanna foram sensíveis à Força, mas faltou treinamento e utilização no que eles eras fracos. No entanto, foi o suficiente para dar-lhes uma vantagem em seu ambiente hostil, especialmente para projéteis e armas de impacto guiadas com mais precisão. Uma espécie maciça quadrúpedes e resistente que também sobreviveu ao desastre, foram domesticados pelos Ysanna para serem usados como montaria. Eles foram decorados com máscaras rituais baseados nos objetos do lado negro que tinham descoberto nas ruínas da Grande Biblioteca. Apesar de terem esquecido as especificidades de seus antepassados jedi, ainda mostraram reverência para as ruínas da Ordem.

Outras pessoas vieram para Ossus nos anos seguintes, incluindo aqueles que pousaram de emergência e invasores ocasionais. Acredita que os visitantes a Ossus eram uma ameaça para eles, e tentou assustar as expedições ao planeta. No entanto, não interferiram quando Luke Skywalker chegou. Com a redescoberta da Ossus em 10 ABY eo estabelecimento definitivo da nova Academia Jedi no planeta, assim sendo novamente povoado pelos Jedi. Os Ysannas continuaram seu estilo de vida, como sempre tinha sido, sendo agora abriga os visitantes ao longo de toda a galáxia. Alguns Ysanna optaram por aderir à Ordem e aprender os caminhos da força. Cerca de metade da Ordem Jedi em Ossus viveu antes do ataque do Império em 130 ABY.

Rede da Wikia

Wiki Aleatória