FANDOM


Eras-legends

30px-Era-old30px-Era-new

YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Este artigo ou seção precisa ser expandido.
Por favor, atualize este artigo adicionando as informações faltantes. Você também pode checar a página de discussão desta página. Remova esta mensagem quando terminar.


"As correntes da sepultura não podem segurar um Lorde Negro dos Sith ..."
―Marka Ragnos[fonte]

Marka Ragnos era um Lorde Negro dos Sith, que viveu durante o tempo do primeiro Império Sith, nascido muito antes de 5.100 ABY, e, em torno deste mesmo ano ele duelou o Lorde Sith Simus pelo título de Lorde Negro dos Sith e o controle do Império Sith. Ragnos derrotou Simus, que foi decapitado na batalha.

Ragnos viveu por mais de cem anos, crescendo em poder, colocando seus adversários uns contra os outros para garantir que não houvesse ameaças a seu trono. Além disso, durante sua vida, ele tomou, um talentoso aluno do lado sombrio como seu aprendiz, e já como o aprendiz era muito jovem, viu um grande potencial nele. Depois de sua morte, pouco antes da Grande Guerra do Hiperespaço, dois poderosos Lordes Sith, Naga Sadow e Ludo Kressh lutaram entre si para ocupar o seu trono, o espírito de Ragnos apareceu diante deles e proclamou que só o mais qualificado deve sucedê-lo.

Ragnos viveu como um fantasma na Força após a sua morte, preso dentro dos confins de sua tumba no Vale dos Lordes Negros em Korriban. Mil anos após sua morte, Exar Kun convocou Ragnos do seu túmulo, através do uso de talismãs, coroando Exar Kun como o novo Lorde Negro, e Ulic Qel-Droma como aprendiz de Kun, como uma tentativa de ressuscitar o império perdido.

Milhares de anos depois do Império Sith, durante a era da Nova República, o Jedi Negro Tavion Axmis fez uma tentativa para trazer de volta Marka Ragnos, usando um artefato antigo Sith, conhecido como o Cetro de Ragnos, a fim de sugar a força de muitos nexos da Força, dando o poder necessário aos Discípulos de Ragnos. O objetivo de ressuscitar Ragnos foi quase alcançado, mas sua operação foi derrubada pelo Jedi Jaden Korr, derrotando o espírito de Ragnos, e o fazendo retornar a seu túmulo, mais uma vez.

BiografiaEditar

Temido, obedecido, e admirado entre os Sith, ele foi considerado ter sido o maior dos Lordes Sith na história. Os detalhes de seu reinado de mais de um século são escassos, embora a morte de Ragnos marque o fim da Idade Dourada do Império Sith. Ele tinha relutância para continuar a expansão do Império Sith, devido sua desconfiança para com seus comandados, e na capacidade deles agirem em conjunto contra os Jedi. Imediatamente depois do funeral de Ragnos, no qual ele, não havia determinado um sucessor, houve a disputa por poder entre Naga Sadow e Ludo Kressh, ambos líderes notáveis entre o membros do Conselho dos Sith. Esta disputa entre ambos, mais os eventos adicionais conduziram o Império Sith a uma guerra principal contra a República Galáctica.

Com a ascensão do Lorde Sith, Naga Sadow, este iniciou o que ficou conhecida como a Grande Guerra Hiperespacial, mas a falta de coordenação entre os Sith, levou estes a derrota. Em uma perversão distorcida da imortalidade da força, o espírito de Marka Ragnos permaneceu dentro dos confins de seu túmulo no Vale dos Lordes Negros em Korriban, longo após a sua morte.

Aproximadamente um milênio depois, o espírito de Marka Ragnos foi chamado de sua sepultura, após um par de talismãs de Sith ter contato, e coroou Exar Kun como o novo Lorde Negro dos Sith, e Ulic Qel-Droma como o aprendiz de Kun, em uma tentativa de restaurar o império perdido de Sith. Esta ação deu origem a Grande Guerra Sith, que devastou a galáxia mais uma vez , mas o império dos Sith não foi restaurado.

O espírito de Ragnos continuou a residir em seu túmulo até que uma outra vez , ele retornou, desta vez chamada por um culto dos Sith conhecido como os Discípulos de Ragnos cujo o líder era Tavion Axmis, aprendiz de Desann.

Tavion havia encontrado com um mercador, o antigo artefato Sith, feito por Ragnos, conhecido como Cetro de Ragnos, este possuía a capacidade de drenar a energia da Força e a usá-la para repassar o poder extraído para seus seguidores, mesmo estes não sendo sensitivos à Força. Planejaram então usar a energia coletada de vários nexos da Força pela galáxia, para duas coisas: Ressuscitar novamente Marka Ragnos e criar um novo Exército dos Sith, e assim criando um novo Império Sith. Porém seus planos não obtiveram êxito devido a intervenção de um Jedi, Jaden Korr, que após uma série de ações em diversas localidades espalhadas pela galáxia, ele coletou informações sobre os Discípulos de Ragnos. E junto a outros Jedi da nova Academia, travaram uma grande batalha entre as ruínas do Vale dos Lordes Negros contra os seguidores de Ragnos e Imperiais remanescentes. Jaden Korr entrou no túmulo, pretendendo impedir Tavion, e lutou contra ela. Tavion Perdendo o combate, controlou a energia do Cetro, permitindo que o espírito de Marka Ragnos aparecesse, este com seu parcial poder, possui o corpo de Tavion, mas não o bastante, estando ele assim com poderes limitados, apesar que só pode ser derrotado por Jaden quando este destrói o cetro de Ragnos. O fantasma de Marka Ragnos foi forçado devido a esta ação a se retirar para seu sarcófago, dizendo que um dia retornaria novamente.

Marka Ragnos não usava um sabre de luz, a arma comum dos Lordes Negro dos Sith e dos Cavaleiros Jedi, mas uma espada Sith, consistindo em uma lâmina realçada pela feitiçaria Sith, uma arma de metal da espécie primitiva dos Sith. Esta espada estava escondida dentro de seu cetro. Aparentemente apenas ele sabia o lugar onde estava escondido, porque Tavion não a extraiu até que Marka Ragnos esteve a possuir o corpo dela.

ApariçõesEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.