Wikia

Star Wars Wiki em Português

Mace Windu

Discussão0
4 421 pages em
Este wiki
30px-Era-imp
YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Esse artigo ou seção precisa ser atualizado.
Por favor expanda esse artigo adicionando as informações mais relevantes que faltam. Você também pode checar a página de discussão dessa página. Remova essa mensagem quando terminar.

Mace Windu

Mace Windu

Informações biográficas
Planeta natal

Haruun Kal

Data de nascimento

72 ABY, Haruun Kal

Data de morte

19 ABY, Coruscant

Descrição física
Espécie

Korun (Humano)

Gênero

Masculino

Altura

1,88 metros

Cor do cabelo

Preto (raspado)

Cor dos olhos

Castanhos

Cor da pele

Escura

Informações cronológicas e políticas
Era(s)

Era da Ascensão do Império

Afiliação
Mestre(s)
Aprendiz(es)
"Pela Ordem e a República, eu darei tudo e todas as coisas, inclusive minha vida."
―Mace Windu[fonte]

Mace Windu foi um Mestre Jedi e um dos últimos membros do Conselho Jedi antes do Grande Purgo Jedi. Windu era várias vezes estimado como segundo melhor no Alto Conselho, perdendo apenas para o Mestre Yoda. Sua sabedoria e poder eram lendários, juntamente com o peso de suas palavras.

Windu era considerado um dos melhores duelistas de sabre de luz, ele participou de inúmeras campanhas durante as Guerras Clônicas além de sua palavra ter grande peso nas decisões do Conselho Jedi. Ele teve grande participação na Batalha de Geonosis, e por volta de 21 ABY, Windu participou de diversos conflitos ao longo da galáxia ao lado do Grande Exército da República.

Eventualmente, ele participou de uma missão especial ao lado de Obi-Wan para defender o Supremo Chanceler Palpatine de um sequestro. Posteriormente, Anakin Skywalker veio à descobrir sobre a vida de Palpatine, e relatou ao Conselho que Palpatine era o Lorde Negro dos Sith que os Jedi vinham tentando localizar. Então, Windu reuniu os Mestres Jedi Kit Fisto, Saesee Tiin e Agen Kolar para derrotá-lo. Contudo, os Mestres foram derrotados, o que resultou em um duelo feroz entre Windu e Palpatine.

Durante o duelo, Anakin Skywalker interveio. Windu defendia-se com o seu sabre de luz dos relâmpagos que eram lançados por Palpatine, e Skywalker decidiu apoiar Palpatine ao invés do Mestre Jedi, que mantinha a guarda com extrema dificuldade. Skywalker o golpeou com o sabre de luz, e Palpatine aplicou os relâmpagos da Força com uma voracidade ainda maior, lançando Windu pelo vidro do gabinete do Supremo Chanceler.

BiografiaEditar

Mestre JediEditar

FiveFamousJediContinueToFailToDetectTheSith-AotC

Windu se encontra com seus companheiros do Conselho Jedi e o Supremo Chanceler.

Considerado um dos melhores lutadores (criando o estilo de combate Vaapad), fez parte do Conselho Jedi com o título de mestre, conseguindo essa posição antes de chegar aos 30 anos, um feito raro na Ordem Jedi. Ele treinou vários Padawans, mas o principal foi o Padawan Echuu Shen-Jon. Quando Anakin Skywalker foi apresentado por Qui-Gon Jinn ao Conselho Jedi como o possível "Escolhido", aquele que traria o equilíbrio à Força, Mace Windu se opôs a seu treinamento, pelo medo que ele e os outros membros do Conselho sentiam no garoto. No entanto, após o garoto ter destruído o Centro de Comando Dróide da Federação do Comércio, o Conselho consente em seu treinamento pelas mãos do Jedi Obi-Wan Kenobi, que prometeu treiná-lo a Qui-Gon Jinn, que morreu nas mãos do Lorde Sith Darth Maul. A aparição de Maul, que depois fora morto por Obi-Wan, indicava o ressurgimento dos Sith, o que causava apreensão no Mestre Jedi. Anos depois, um grupo Separatista, liderado pelo ex-Jedi Conde Dookan, causou uma grande tumulto na República. O Chanceler Palpatine desejava agir firmemente contra os Separatistas. Mace Windu, no entanto dizia que os Jedi não estavam capacitados para enfrentar uma Guerra. Atentados contra a Senadora Padmé Amidala também foram creditados ao grupo de Dookan. Temendo pela segurança da Senadora, os Jedi ofereceram proteção. Palpatine sugeriu que ela seja guardada por Obi-Wan Kenobi, que ela conheceu na crise de Naboo, quando era Rainha, no que Mace Windu concorda. Entretanto um novo atentado acontece, obrigando o Conselho a ordenar que Obi-Wan investigue a sua autoria. Mace Windu aconselha o Padawan de Kenobi, Anakin Skywalker, que proteja Padmé e a leve com segurança à Naboo.

Mace Windu Alto Conselho Jedi

Mace Windu no Conselho Jedi enquanto em 32 ABY.

Windu e Mestre Yoda receberam uma mensagem de Obi-Wan Kenobi, vinda do planeta Kamino, que fora apagado misteriosamente dos Arquivos Jedi. Kenobi, que estava no encalço do caçador de recompensas responsável pelos ataques à Senadora Amidala, descobriu um exército de clones encomendado pelo falecido Mestre Jedi Zaifo Vias para a República, que usava como matriz Jango Fett, o tal caçador de recompensas. Surpresos, Mace e Yoda afirmaram que o Conselho jamais autorizou exército clone algum e pedem a Obi-Wan que traga Fett para ser interrogado. Mais adiante, surgiu uma nova mensagem de Kenobi, desta vez vinda do planeta Geonosis. Nela Obi-Wan revelou que Conde Dookan é de fato o autor dos atentados à Senadora e que o movimento Separatista está montando um gigantesco exército dróide. No entanto, a mensagem foi interrompida por um ataque de dróides a Obi-Wan. Mace Windu mandou que Anakin Skywalker, que estava em Tatooine, não fizesse nada e continue sua missão de proteger Padmé. Os dois no entanto, não obedeceram e partem para Geonosis.

Início das Guerras ClônicasEditar

A revelação dos planos dos Separatistas causou grande alvoroço em toda República. O Senador Jar Jar Binks, suplente de Padmé Amidala propôs poderes emergenciais ao Chanceler Supremo, proposta que foi aprovada pelo Senado. Palpatine aceitou os poderes dados e como primeiro ato autorizou a ação do Exército Clone recém descoberto em Kamino. Quando viu que a guerra seria inevitável, Windu reuniu aproximadamente 212 Jedi e partiu para Geonosis.

Batalha de GeonosisEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Primeira Batalha de Geonosis
"A festa acabou."
―Mace Windu para Conde Dookan.[fonte]
ObiWinduGeonosis

Mace Windu e Obi-Wan Kenobi na Batalha de Geonosis.

Lá, ele pensava ter surpreendido Conde Dookan. No entanto, surge um exército de dróides de batalha para atacar os Jedi. Jango Fett atacou Mace e conseguiu desarmá-lo. No entanto, a fera Reek, que estava na arena de Geonosis para a execução de Obi-Wan Kenobi, Anakin Skywalker e Padmé Amidala, atacou o caçador de recompensas. Totalmente desnorteado pelo ataque, Jango Fett virou uma presa fácil para Mace Windu, que recuperou seu sabre de luz e o golpeou, arrancando a sua cabeça. Apesar disso, os dróides continuaram atacando e cercaram os poucos Jedi sobreviventes e a civil Padmé. Mas o jogo virou outra vez quando Mestre Yoda chegou com os 192 000 clones, tomando forma a batalha, com Mace Windu liderando um dos Exércitos. Finalmente, a vitória em Geonosis era da República. Mesmo assim, muitas questões preocupavam Windu e os outros Jedi após a batalha. Primeiro a certeza de que essa era a primeira batalha de uma longa guerra que vinha pela frente. Mas o que mais preocupava era a revelação de Conde Dookan ser um Sith e as graves acusações feitas por este à Obi-Wan Kenobi, que davam conta de que um Lorde Sith comanda o Senado.

As Guerras ClônicasEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Guerras Clônicas

As Guerras Clônicas se tornaram inevitáveis e se espalharam pela galáxia. Mace Windu participou ativamente delas, liderando exércitos e consiguindo vitórias importantes para à República. Entretanto, foi com surpresa que ele viu um ataque das forças separatistas à Coruscant, o coração da República Galáctica. Windu então foi à frente para defender a cidade, tentando frear o avanço inimigo. Mas, ao se encontrar com Yoda no meio da batalha, os dois perceberam que o ataque Separatista era na verdade uma distração para esconder o verdadeiro alvo: o Chanceler. Mace correu para tentar impedir que alcancem Palpatine, mas já era tarde. General Grievous, líder dos Exércitos Separatistas sequestrou o maior líder da República. Mace Windu só teve tempo de usar a Força contra Grievous, o danificando. Mesmo assim, o General fugiu com seu cativo valioso.

Batalha de DantooineEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Dantooine (Guerras Clônicas)
Chapter13

Paxi Sylo encontra Mace Windu e lhe oferece água.

Por volta de 21 ABY, Windu participou de uma feroz batalha na superfície do planeta Dantooine. Ele lutou bravamente ao lado dos clone troopers contra os dróides de batalha B1 e super dróides de batalha, liderando as tropas da República Galáctica à vitória. Durante a batalha, os clones foram derrotados, e tanques sísmicos interviram na batalha, fazendo com que Windu entrasse em desvantagem. Contudo, mesmo tendo perdido seu sabre de luz, ele continuou combatendo as tropas separatistas até adquirir vitória sobre elas, utilizando a Força como sua maior aliada. Após recuperar seu sabre, ele aproximou-se do humano que assistia ao desenrolar da batalha, Paxi Sylo, que mostrou estar incrédulo com a situação. Sylo lhe ofereceu água, e o Jedi aceitou, tomando alguns goles da água que o garoto havia oferecido.

Assalto a RylothEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Ryloth (Guerras Clônicas)

Em um assalto ao planeta Ryloth ele aliou-se a Cham Syndulla para libertar o planeta e os Twi'leks. O Comandante Ponds tratou da ponte de laser enquanto Cham Syndulla tratava dos droides e Mace Windu prendia o Wat Tambor. Depois de Wat Tambor ter sido preso, os seus bombers começaram a destruir o seu esconderijo, mas Anakin Skywalker e a sua padawan Ashoka Tano destruiram as naves.

Resgate de PalpatineEditar

Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi foram designados para resgatarem Palpatine na nave de Grievous, a Mão Invisível, e triunfaram. Anakin ainda conseguiu matar Conde Dookan, num duelo na ponte do cruzador Separatista. Mace Windu acreditara que assim a guerra terminaria, mas o Chanceler Supremo não concordou, e a extendeu até a captura do General Grievous, que fugiu. Mace então prometeu ao Chanceler que a captura de Grievous passaria a ser prioridade do Conselho.

Ascensão do ImpérioEditar

Palpatine indicou Anakin Skywalker como seu representante no Conselho Jedi. Os Jedi não gostaram da interferência do Chanceler nas suas decisões, mas acabaram aceitando Anakin como membro. No entanto, Mace Windu comunicou que ele não seria condecorado Mestre Jedi, o que deixou o rapaz contrariado. Ainda mais porque o Conselho Jedi desejou que ele vigiasse os passos do Chanceler, que gerava cada vez mais desconfiança entre os Jedi. Windu, no entanto, estava preocupado com essa aproximação de Anakin com Palpatine. Mace demonstrou não confiar em Skywalker. Anakin revelou a localização do General Grievous consiguida através de Palpatine. O Conselho decidiu que Obi-Wan Kenobi iria à Utapau, onde supostamente Grievous estava, para capturá-lo. Essa decisão deixou Anakin ainda mais contrariado, que acreditava ser ele o Jedi ideal para tal busca. O Comandante Clone Cody se comunicou com os Jedi e informou que Obi-Wan Kenobi estava próximo de capturar Grievous.

800px-Mace 's Death-1-

Palpatine mata Mace Windu aos olhos de Anakin.

Mace Windu pediu então que Anakin fosse avisar o Chanceler das novidades. A reação de Palpatine poderia responder as dúvidas que pairavam sobre a sua pessoa. E Anakin voltou com uma terrível revelação: Palpatine era o Lorde Sith que o Conselho procurava. Mace rapidamente reuniu outros 3 Cavaleiros Jedi e partiu para prender o Chanceler. Anakin quis ir junto, mas Windu não permitiu, pedindo que ficasse esperando na sala do Conselho. Mace chegou no escritório de Palpatine e anunciou a sua prisão. O Chanceler se irritou e atacou os Jedi, sendo que rapidamente os 3 que acompanhavam Windu foram mortos. Mace sobreviveu, segurou e conseguiu render Palpatine. Nesse momento Anakin Skywalker chegou na sala. O Chanceler Supremo disse ao jovem Jedi que Mace Windu queria matá-lo para tomar o poder e atirou raios da força no Mestre Jedi. Windu se protegeu com seu sabre-de-luz e os raios deformaram o rosto de Palpatine. O Lorde Sith disse que estava muito fraco e suplicou a ajuda de Anakin. O jovem Jedi se recusa a deixar com que Windu mate o Chanceler, afirmando que ele deveria ser julgado numa corte. Mace replicou dizendo que ele mantinha controle do Senado e da Corte. A fim de terminar com tudo isso, Mace partiu para o ataque, mas foi impedido por Anakin, que por impulso cortou o braço e assim desarmando Mace. Palpatine então atacou Windu com relâmpagos da Força, atirando-o para fora da janela do escritório.

ApariçõesEditar

Aparições não-canônicasEditar

Rede da Wikia

Wiki Aleatória