Wikia

Star Wars Wiki em Português

Endor

Redireccionado de Lua Florestal de Endor

5 400páginas
nesta wikia
Falar0
Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends Clique aqui para ir ao artigo da Star Wars Wiki sobre a versão Cânon desta página
Este é um Artigo Destacado!
Este artigo é sobre a lua florestal. Você pode estar procurando outros usos do nome..

Endor (também conhecido como Lua Florestal de Endor ou Lua Santuário) era uma pequena lua que orbitava o gigante gasoso Endor, sua lua mais distante dele. Um mundo encantado, Endor foi reconhecido por ser a terra natal dos Ewoks, e por ser o local da Batalha de Endor, o que resultaria na queda do Império e a primeira morte do Imperador Palpatine. Devido à suas proximidades com Regiões Desconhecidas, Endor era um planetóide relativamente calmo antes da batalha.

Endor também era conhecido pela grande quantidade de espécies sencientes que o habitavam. Isto foi em grande parte devido ao número invulgarmente elevado de naufrágios, dizem que Endor tenha sido comparado a uma "ilha deserta" no espaço.

Características Geográficas Editar

GeologiaEditar

O manto da lua era consistia em grande parte Diorite e Feldospato, embora Endor era uma lua vulcânica ativa e com vários gêiseres.

Terreno e ClimaEditar

O terreno de Endor foi em grande parte coberto por florestas bastante fechadas de pinheiros e sequoias. No entanto a Lua Florestal também continha vastos desertos e planícies secas, pequenos oceanos, lagos isolados, e cadeias de montanhas. Baixa inclinação axial da lua e de sua orbita no gigante gasoso ajudou a garantir um clima confortável. O clima era temperado e ameno, com calotas polares que regulavam o nível dos mares. A flora da lua incluía Arvore Cambylictus e outros tipos de plantações, prosperando muitos tipos de frutas, in cluindo os Berry Grava.

EspéciesEditar

SencienteEditar

Ewokatkgorax.jpg

Ewoks atacando um Gorax

A lua florestal era a casa dos Ewoks famosos por derrotarem o império durnte a batalha de Endor. Outras 4 espécies Sencientes da lua foram os Yuzzums, os Teeks, os anfíbios Gorphs e os primos genéticos dos Ewoks os Duluks. A lua também tinha outros seres estranhos como o Rei Sol e a fada Wisties.

Semi SencienteEditar

Um grande número de espécies Semi-Senciente são nativas da lua. incluindo Kagles, Trekkers, e Dandelions.

Não SencienteEditar

Abaixo há uma lista de espécies Não sencientes de Endor

NáufragosEditar

Além das 4 espécies sencientes (Ewoks,Duloks,Gorphs e Yuzzum) a lua tinha espécies que viam de naufrágios incluindo:

HistóriaEditar

Antes do ImpérioEditar

Em 3.645 ABY um negociante do Mercado Negro afirmou que tinha um produto, uma flor rara, que veio de um bio-laboratório secreto na lua. O negociante foi encontrado depois como um fraudador, a flor que tinha vendido era mal cuidada e não sobrevivia na lua.

A história da lua estava constantemente a ser moldada por naves que deixaram de funcionar no satélite remanso, a introdução de novas espécies e tecnologia alterou as politicas locais e o eco-sistema. Naufrágios incluindo Sicly Tremor antes de 1.100 ABY (com Pholgs e Gorax), em 800 ABY uma arca do zoológico Starhunter (com Gupins, Teeks e a Arvore Cabra), a Free Enterprise em 130 ABY (Jindas e Tulgues, uma nave roubada em 100 ABY (Sanyassans e a Bruxa Charal), em 26 ABY a nave de Noa Briqualon (carregando Noa Briqualon e Salak Weet), e o Cruzador Estelar da Família Towani em 3 ABY(carregando Cindel Towani e sua familia).

Endor foi posto como uma reserva natural protegida durante a existência da República Galáctica, dando-lhe o nome de Lua Santuário. Poucos espaçadores nunca tinham ouvido de Endor, muito menos visitar a lua. Daqueles que tinham Haviam dois tipos: aqueles que continuaram em seu caminho, não querendo perder seu tempo com a importância de viajar até uma das mais lindas luas, mas alguns destes viajantes tiveram que pedir comida e abrigo aos nativos.

Como as naves desapareciam na região, a lua de Endor ganhou a reputação como uma "Ilha deserta no espaço", e geralmente era dado um amplo espaço.

A lua tinha um posto Ffib estabelecido antes das Guerras Clônicas. No final das guerras Aayla Secura descobriu lá uma base Separatista.

Pesquisa ImperialEditar

Endor visto da Lua.jpg

O planeta Endor visto da lua

Quando milhares de equipes de pesquisa foram enviadas pelo imperador para explorar canteiros de obra onde se construiria um escudo para a Estrela da Morte II. Endor foi um dos lugares potencias, a lua seguia os requisitos rigorosos exigidos por ninguém menos do que Darth Vader; o local deveria ser remoto, e ter uma diversificada geosfera capaz de sustentar vida humana. A sua localização era bastante vantajosa, o Setor Moddell estava longe da maioria dos postos imperiais. Vader pensou que a Rebelião não esperaria por uma nova base escondida e tão longe.

A primeira expedição de reconhecimento imperial: IX3244-B foi liderada pelo Capitão Toss, que recomendou a lua de Endor antes mesmo de sua equipe examinar a superfície. Os nativos Ewoks atacaram sua equipe em círculos, depois de escaparam dos Ewoks tenente Kiviett recomendou que os Ewoks fossem estudados. Ele achava que eles uma ameaça potencial para a nova base. Toss querendo encontrar o local de construção ignorou ele.

Ewok Nativo.jpg

Um nativo Ewok

em 3 ABY o Império Galático tinha instalado um Posto Avançado de Pesquisa em Endor para permitir um estudo mais aprofundado. Os "inofensivos" Ewoks que passaram por la não eram despercebidos pelos imperiais. Dr. Raygar um servo do imperador, acreditava que os Ewoks tinham guardado um poderoso artefato que vinha procurando: o Sunstar. Embora ele não ter a intenção de apresentar o Sunstar ao imperador, Raygar decidiu que com um artefato tão poderoso em suas mãos, ele poderia derrubar Palpatine e governar a galáxia inteira, ele usou o Sunstar para construir uma arma devastadora

O incidente terminou desastrosamente para Raygar, como os Ewoks enbarcaram em sua nave, roubaram o Sunstar e voltaram para Endor. O Almirante Kazz, que nunca acreditou no poder do Sunstar, prendeu Raygar por traição. Antes de sua execução Reygar foi arrastado chutando e gritando, mas Palpatine por sua vez estava curioso para saber mais sobre a lua florestal.

Há mais de uma dúzia de espécies sencientes, embora apenas uma pequena porcentagem deles não eram Ewoks, e muitos poderiam ser de outros lugares. O movimento foi intencional da parte de Palpatine: colocando o canteiro de obras sobre uma lua florestal protegida, ele fez a decisão da Aliança para atacar um pungente.

O império estabeleceu um posto avançado na Lua Santuário, e foi a partir daí que os preparativos foram feitos para que o canteiro de obras da segunda estrela da morte pode-se mudar pra lá. Quando as equipes imperiais chegaram pra construir o complexo gerador de escudo, eles encontraram o Capitão da Aliança Junas Turner, que tinha vindo a lua para encontrar a nova Estrela da Morte. Ele estava preso em uma estação de prisão Balis Barugh juntamente com um Ewok chamado Grael. Eles escaparam e alertar a Rebelião da ameaça.

Embora o Sunstar retornou com segurança a Vila da Árvore Brilhante, o seu poder não impediu Raygar de rouba-lo, e assim os Ewoks evitavam o império sempre que possível. Eles desprezavam os crimes contra a natureza perpetrado pelas equipes de construção do complexo gerador, mas não viram nenhuma maneira de lutar contra esses seres poderosos, particularmente Darth Vader varreu vários Ewoks com seu Sabre de luz.

Esta atitude mudou quando Wicket Wystri Warrick avistou um AT-ST caindo sobre as Falésias Yawari. Isto provou os anciões tribais que os invasores podiam ser mortos. Por recomendação de Wicket, armadilhas feitas para os gigantes Gorax foram modificadas para combater os imperiais

Batalha de EndorEditar

Blue Glass Arrow.png Artigo principal: Batalha de Endor
Gerador de Escudo de Endor.jpg

O gerador de escudo que protegia a segunda Estrela da Morte

Como a Guerra Civil Galática estava chegando ao fim em 3-4 DBY uma equipe de ataque da aliança, comandada por Dash Rendar e Luke Skywalker, capturando informações do cruzador Suprosa em Kothlis. Eles confirmaram que havia uma nova Estrela da Morte, e que estava sendo construída sobre a lua de Endor. Porém os planos foram entregados propositalmente aos rebeldes, o imperador estava preparando um armadilha.

A frota rebelde ficou acumulada em Sullust e foi comandada por Mon Mothma. Ela e o almirante Gial Ackbar informou os combatentes que o imperador estaria a bordo da nave, enfatizando a necessidade de vencer, o que poderia trazer o fim da guerra. Toda a ação foi orquestrada e comandada por Ackbar, e um esquadrão de caças era liderado por Lando Calrissian para entrarem na velocidade da luz e chegarem até o destino, a Estrela da Morte II. A equipe de comando iria na frente para desativar o escudo na lua.

A equipe de comando era liderada por Han Solo a Princesa Leia Chewbacca e Luke Skywalker, eles teria roubado a Tydirium e passando pelas defesas imperiais na lua. Depois de Leia e Luke perseguir soldados com uma Speeder bike FC-20, a equipe caiu em armadilha primitiva dos nativos Ewoks. No início eles viram C-3PO como uma divindade, e se prepararam para sacrificar a equipe como oferenda ao droide. Os rebeldes logo foram libertados quando Luke usou A Força para levitar C-3PO, fazendo com que os Ewoks acreditassem que o "Deus" poderia usar uma magia contra eles caso não libertassem os rebeldes. Depois C-3PO cativou os Ewoks contando um relato épico sobre o que antecedeu antes de chegarem na lua. Os Ewoks, em seguida introduziram os rebeldes em sua base com muito entusiasmo, se preparando para a batalha, em que os Ewoks tiveram um papel fundamental.

A frota rebelde saiu da velocidade da luz, entrando com um assalto a Estrela da Morte. Com o escudo ainda ativado, uma grande frota imperial apareceu dando inicio a batalha. Luke propositalmente teria deixado ser capturado pelos imperiais para se encontrar com seu pai, na esperança de puxa-lo para a luz, ele assistia da sala do imperador como a armadilha se desenvolvia. Na lua abaixo, Han Solo e a equipe tinham sidos capturados. As coisas estavam graves, Ackbar ordenou que as naves partissem para cima.

Festa em Endor.png

Ewoks celebrando a Vitória em Endo

Mas a sorte ajudou os rebeldes, Os Ewoks graças a uma distração improvisada de R2-D2 e C-3PO, eles atacaram uma legião de Stormtroopers. Apesar da quantidade, os Ewoks venceram as tropas imperiais com táticas de guerrilha. No espaço, a frota sucedeu todas as possibilidades de ataques contra as naves inimigas. Vários Destróiers foram derrubados pela frota da aliança. A equipe de Solo finalmente destruiu o gerador; Lando Calrissian, Tycho Celchu, Wedge Antilles, e um punhado de outros pilotos entraram para destruir o núcleo; Luke assistiu Darth Vader se redimir e matar seu própio mestre, eles escaparam por pouco antes da explosão, mas o seu pai não sobreviveu por muito tempo. Foi um dia vitorioso para a aliança. Logo, ocerreram corridas e festas em varios lugares da galáxia de Tatooine até Coruscant e logo se fundou a Nova República. No entanto para ajudar, a Aliança dos Planetas Livres foi criada e Endor se tornou a capital temporaria.

Invasão NagaiEditar

A paz em não permaneceu por muito tempo em Endor, devido ás táticas expansionistas dos Nagai. Os Nagai era uma raça alienígena vinda das Regiões Desconhecidas, e tinham encontrado a Aliança dos Planetas Livres em várias ocasiões, mas estas foram apenas missões menores para a sua invasão na galáxia. Em 4 DBY eles fizeram um grande ataque a Endor, a fim de atacar o centro da aliança e iniciar um novo conflito.

Os Nagai foram ajudados pelas forças imperias de Lumiya, que chegou perto da vitória, mas as ações heroicas de Luke Skywalker e de Lando Calrissian ajudaram a trazer a vitória para a Aliança. No entanto foi uma batalha vazia, em vez de uma batalha épica em que tinha custado muitas baixas a aliança e começado um novo conflito galático.

TurismoEditar

Endor foi super visitado, e se tornou um dos melhores destinos turísticos, da agências de viagens, tais coma a Galaxy Tours e a Star Tours. Imediatamente apos a Batalha de Endor, algumas empresas tentaram se lucrar com a notoriedade da lua. Viagens oferecidas pela agênica Star Tours se juntou a vários contratempos antes da empresa ter de fechar o negócio. O interesse da lua diminuiu ao longo dos anos, apenas um pequeno numero de postos de comércio se mantiveram-se.

Grão-Almirante ThrwanEditar

Após a Segunda Batalha de Endor, o planeta foi abandonado pela Nova República e pelas forças imperiais como eles mudaram os sues focos para outras batalhas. Cinco anos depois da Batalha de Endor, Leia Organa Solo escolheu Endor como um centro de encontro com Khabarath. Quando Khabarath chegou, ela deixou a Millennium Falcon na órbita de Endor, enquanto iria viagar com Khabarath até Honoghr. Algum tempo depois o Grão-Almirante Thrawn veio para Endor e capturou a Falcon até sua nave, ao descobrir que estava em órbita. Em Endor, Thrawn se reuniu com Mara Jade Skywalker, e depois de lhe prometer condições muito favoráveis em troca da localização da Frota Katana, ele a seguiu e capturou brevemente Talon Karrde.

Mesmo após cinco anos, os indivíduos Sensitivos à Força ainda eram capazes de sentir o rompimento na Força causada pela primeira Morte do Imperador Galáctico Palpatine. Enquanto em Endor, tanto Leia quanto Mara Jade sentiram a evidência da morte do imperador, que Mara Jade denominava como não muito agradável.

Universidade de estudos de SanbraEditar

Em 12 DBY, biólogos da Universidade de Sanbra estudaram e catalogaram as muitas espécies menos conhecidas de Endor para determinar como elas viveram juntas. O estudo foi liderado pelo Professor Mankuskett. O estudo foi focado nos Jindas, Gupins, Duloks, Phlogs, Makants, Guerreiros Dandelianos, Arvore cabra e Wisties. Esperava-se que o estudo iria corrigir as deficiências causadas pelos soldados imperiais durante a batalha de Endor.

Segunda Guerra Civil GaláticaEditar

Outra vista de endor.jpg

Outra vista de Endor

Em 40 DBY, um conflito entre a Aliança Galática e Corellia explodiu em uma guerra em grande escala. Jacen Solo caiu para o Lado sombrio da Força e tomou o nome de Darth Caedus. Quando Caedus enganou Ben Skywalker para matar o ex-chefe da Aliança Galática Cal Omas, o Jedi retirou seu apoio, apesar do fato de que Caedus tinha tomado os alunos da refém Praxeum Jedi em Ossus. Depois de um ataque lançado por Caedus em Kashyyyk, os Jedi se refugiaram em Endor.

Os Jedis se fixaram em antigas instalações imperiais ainda localizadas em Endor. Muitos de seus caças Stealth X estavam escondidos sobre os detritos da explosão da Estrela da Morte II caíram sobre a superfície de Endor. Os jovens estudantes sobreviventes resgatados de Ossus foram escondidos em uma série de cavernas em Endor, a fim de protege-los de Darth Caedus, enquanto muitos dos Jedi mais velhos e seus aliados mudaram-se para opor a Darth Caedus.

Tenel Ka viajou para Endor logo após Caedus ter sequestrado Allana Solo de sua mãe, e se reuniu com o Grão-Mestre Luke Skywalker. Luke informou a Tenel Ka que a Ordem Jedi iria ajudar a resgatar a filha de Anakin Solo.

General Tycho Celchu viajou mais tarde para Endor com o Capitão Syal Antilles para retransmitir um pedido oficial do governo da Aliança Galática para a Nova Ordem Jedi para retomar ao serviço a Aliança. Mesmo que se acreditava que o pedido era do Almirante Cha Niathal, ou de facções aliadas a Alainça, Luke recusou a oferta, uma vez que poderia ter deixado a Ordem à mercê de Caedus. Percebendo isso general Cha iria relatar a localização da base dos jedi a Darth Caedus, que mais cedo ou mais tarde iria descobrir onde os jedi estavam escondidos, Luke então deixar Endor antes que Caedus pudesse agir contra os Jedi.

Antes dos Jedi abandonarem sua base em Endor para as Brumas Transitórias, Ben Skywalker se encontrou com sua tia Leia Organa Solo e sua prima Jaina Solo para falar sobre a sua convicção de que Alema Rar não tinha sido responsável pela morte de sua mãe e lhes mostrou a gravação em que provou que Caedus tinha matado ela.

Nos bastidoresEditar

CânonEditar

Endor apareceu pela primeira vez no Universo Star Wars no filme Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi.

Com três filmes, uma série de televisão, e uma série de quadrinhos baseados em torno dele, Endor é um dos lugares mais documentados no universo de Star Wars.

A órbita e o fundamento de Endor serviu como local para partidas do Modo Versus em Star Wars: Rogue Squadron III: Rebel Strike. A partida ocorre entre uma batalha de Destroyers, e também uma corrida de Speeders Bikes nas florestas.

OrigensEditar

Posto imperial de Endor.jpg

Uma parte da arte conceitual do posto Imperial de endor

Esboços anteriores de O Retrono de Jedi identificaram Endor pela primeira vez como Lua-Verde e mais tarde como Jus-Endor. Originalmente, Lua-Verde era para orbitar Had Abbadon agora conhecido como Coruscant, juntamente com duas Estrelas da Morte em construção.

A localização real de Endor é no Parque Nacional de Redwood na California.

Discrepâncias no cânonEditar

O planeta Endor não é visto em nenhuma das cenas de O Retorno de Jedi, um fato que seu romance explica ao afirmar que o planeta fora destruído algum tempo antes, e que a lua agora orbita em um sistema estelar próprio. The Essential Atlas contradiz essa versão. Deve ser notado, porém, que, em duas cenas da batalha espacial em Retorno de Jedi, um globo cor-de-rosa pode ser visto ao fundo, na vizinhança da lua florestal. Outra cena mostrando caças TIE voando em direção à Estrela da Morte com vários Destróiers Estelares ao fundo mostra o globo cor-de-rosa. Além disso, um grande globo pode ser visto no céu em algumas cenas de Caravana da Coragem: Uma Aventura dos Ewoks e Ewoks: A Batalha por Endor, embora tais cenas não se assemelham às do filme. Star Wars: Battlefront II mostra o planeta Endor como um grande planeta azul no modo de Conquista Galáctica.

Alguns fãs com conhecimento de física notaram que a destruição da Estrela da Morte II, conforme é mostrada no filme, resultaria no Holocausto de Endor. Como as publicações posteriores confirmar que tal evento jamais ocorreu, várias explicações foram sugeridas, como vários escudos defletores trazidos pela Rebelião para proteger a lua da chuva radioativa, ou um buraco de minhoca sendo formado logo após a explosão da segunda Estrela da Morte, o que explica para onde os destroços da estação bélica foram parar (confirmado em The Glove of Darth Vader).

ApariçõesEditar

Aparições não-canônicasEditar

FontesEditar

Ao redor da rede Wikia

Wikia aleatória