FANDOM


Eras-canon-transp

30px-Era-imp30px-Era-real

"O entendimento é uma virtude a ser cultivada, jamais uma fraqueza a ser desprezada."
―Moral[fonte]

"Liberty on Ryloth" é o vigésimo primeiro episódio da primeira temporada da série de televisão Star Wars: The Clone Wars.

Descrição oficialEditar

Com suas forças reduzidas, Mace Windu precisa convencer o lutador da liberdade Twi'lek Cham Syndulla a ajudá-lo a salvar a cidade capital de ser destruída pelos droides.

Resumo da tramaEditar

Episódio 21
Liberty on Ryloth
A vitória da República é iminente! Os Soldados
Clone sob o comando dos Jedi conseguiram invadir
o mundo de Ryloth ocupado pelos Separatistas.
Anakin Skywalker venceu o inimigo nos céus e
Obi-Wan Kenobi libertou os nativos do julgo do
cruel líder separatista Wat Tambor.

Agora o General Mace Windu lidera o ataque as
linhas inimigas numa ofensiva final para libertar
a capital do planeta Lessu...
Wat Tambor & TA-175

TA-175 e Watt Tambor seguem o avanço da República.

Mace Windu e suas forças seguem para Lessu pela beira de um penhasco com AT-TE walkers, eles são emboscados por vários AATs. Os tanques incapacitam o primeiro walker na fila e depois miram nos próximos walkers, procurando prender e destruir as forças da República. Mace salva o artilheiro, e depois o Comandante Ponds vem até ele e informa Windu que eles estão presos. Windu e Ponds ordenam ao Esquadrão Relâmpago avançar enquanto Windu empurra com a Força o primeiro walker caído pra fora do penhasco, abrindo o caminho. O Esquadrão Relâmpago é colocado nos AT-TEs e segue em frente. Mace, Comandante Ponds e o Esquadrão Relâmpago então invadem os tanques dos droides usando AT-RTs e granadas. Depois Ponds diz a Windu que perderam 32 homens, juntamente com equipes de comando de três walkers. Um droide de reconhecimento espiona Windu e Ponds, descobrindo que as forças da República vão chegar mais cedo do que o esperado a Lessu e que eles precisarão de ajuda para tomar Lessu.

Observando tudo em seu centro de comando em Lessu, Wat Tambor confere a situação com seu Droide Tático, TA-175, recusando-se a recuar, apesar das probabilidades serem contra ele. Tambor afirma que Windu não tem tropas para tomar a cidade. Tambor ordena todos os droides voltarem para a cidade e controlar a ponte. Em uma conferência holográfica a bordo do AT-TE de Windu, Anakin Skywalker informa a Mace, o Supremo Chanceler Palpatine, Yoda, Almirante Yularen e o Senador Orn Free Taa que seus combatentes têm o espaço em torno de Ryloth garantido. Mace menciona que Obi-Wan tomou o Deserto Jixuan, e que o hemisfério sul de Ryloth é seguro, a única coisa que resta é retomar Lessu. Espiões da República estão certos de que Tambor tem o seu centro de comando lá. Yoda afirma que, quando eles tomarem a cidade, eles devem capturar Tambor, mas Mace não tem certeza se isso é possível: Tambor escolheu sua fortaleza bem, e com a única maneira de entrar ou sair de Lessu é uma ponte de plasma, um cerco pode se arrastar indefinidamente. Com as forças da República reduzidas, Mace decide recorrer a ajuda dos Lutadores da Liberdade Twi'lek sob o comando de Cham Syndulla. O Chanceler Palpatine afirma que Syndulla era um radical antes da guerra e pode ser muito imprevisível. O senador Taa menciona que antes da guerra, eles eram rivais políticos, e ainda são e afirma que Syndulla procura ganhar poder. Windu deixa a política para o senador Taa, que vai fazer o que ele precisa para ajudar seu povo. Palpatine sugere serem enviados reforços como alternativa, mas o almirante Yularen informa que não estão disponíveis. Mace declara que a República não pode vencer sem a ajuda de Syndulla.

Mace e dois membros do Esquadrão Relâmpago chegam nas planícies de Cazne, descobrindo o local de um massacre, acompanhado por sepulturas Twi'lek. Mace descobre trilhas de animais frescas, e ouve o som de um dos animais. Mace se aproxima junto com os soldados Razor e Stak.

Enquanto isso, Conde Dookan informa Tambor que seu droide tático o informou do "trabalho lamentável" que ele fez. Tambor insiste que o droide exagerou, e afirma que ele não perdeu; Dookan afirma que Tambor não é páreo para Windu e o ordena a recuar com todos os objetos de valor que ele puder e destruir todo o resto. Tambor é um pouco alarmado, mas Dookan explica: o destino de Ryloth vai demonstrar à galáxia o custo de uma "vitória da República". Mace e os dois soldados se deparam com uma patrulha de droides de batalha à procura de outra patrulha perdida, mas em vez de atacá-los, Mace permite que os rebeldes possam derrotá-los. Eles vieram pela luta pela liberdade, mas Cham Syndulla é bastante inflexível em dar a sua ajuda para a República.

Mace Windu & Cham Syndulla

Mace Windu com Cham Syndulla e os lutadores da liberdade.

TA-175 notifica Tambor que seus bombardeiros estão prontos para o lançamento e afirma que ele irá preparar a nave de Tambor para evacuação. No entanto, Tambor ainda não está pronto para sair. Mace, Razor e Stak acompanham Cham para seu esconderijo sob umas embarcações de desembarque C-9979 destruídas. Mace menciona que eles podem impedir que aconteça outro massacre, mas Cham afirma que, quando os droides invadiram, a República foi incapaz de ajudar, e eles foram forçados a se render. Em seguida, os Separatistas trouxeram tanques para exterminá-los. Stak examina um Blurrg, mas depois que ele tenta mordê-lo, Tae Boon ri e fala que seu blurrg é mais rápido que suas máquinas andadoras, embora Stak duvide.

Apesar de seus receios sobre a República, Cham mostra a tradição dos Twi'leks e proporciona aos hóspedes comida e bebida que eles ainda têm. Os bombardeiros separatistas partem, e Tambor põe como alvo todas as aldeias na região, começando com as mais habitadas. Ponds leva as suas tropas e os AT-TEs a uma aldeia onde ele pretende poupar algumas de suas rações para as mulheres e crianças Twi'lek com fome na aldeia, mas a aldeia é de repente explodida em pedaços pelos bombardeiros. No esconderijo, Cham diz a Mace que ele não confia no senador Taa. Apesar do fato de que os soldados clone vão ficar por um tempo depois da guerra para garantir a segurança e manter a paz, Cham insiste que outra ocupação armada não significa um Ryloth livre. Syndulla pergunta quanto tempo levará até que ele esteja lutando contra a república e os Jedi. Então, quando os dois recebem o relatório de Ponds sobre as aldeias destruídas, Cham decide que ele vai falar com Taa.

Tambor supervisiona o carregamento de objetos de valor em seu transporte por escravos Twi'lek. O droide diz a Tambor que dois transportes ainda estão vindo do setor sul, assim Tambor decide esperar até que a última das riquezas do mundo chegue e seja carregada em seu transporte, para grande fúria de Dookan, que quer ele fora da cidade antes da República chegar: uma vez que Windu invada a cidade, Dookan ordenou que ela seja bombardeada de longe. TA-175 irá fazê-lo, apesar de contrariar Tambor. Cham e o senador Taa participam de uma conferência holográfica e começam a discutir; Mace regula a conferência, e vê o relatório de Anakin que seus combatentes estão tentando destruir os bombardeiros, mas há muitos. Mace o instrui a destruir os bombardeiros e depois encontrá-lo na capital, e Anakin continua a perseguir os bombardeiros com a ajuda de sua Padawan Ahsoka Tano. Com a ajuda de Mace, Cham e Taa chegam a um acordo: Taa não vai deixar Ryloth em outra ocupação armada, enquanto Cham promete que não vai buscar o poder, e se reúne com seus homens.

Windu Stak Razor

Windu, Stak e Razor após atravessarem a ponte de plasma.

Enquanto isso, droides de batalha escoltam os civis de Lessu à parede exterior para atrasar Windu. Como Mace e Cham descobrem isso, eles chegam a dois MTTs fazendo seu caminho em direção à cidade. Cham relata que seus espiões dizem que estão cheios de tesouro roubado, e eles decidem usá-los para ativar e atravessar a ponte, apesar de que os MTTs vão ser escaneados. Mace, Razor e Stak fatiam um droide de batalha em um STAP e entram no transporte de trás, enquanto Cham se prepara para liderar o ataque. Mace ordena a Pond criar uma distração e preparar o Esquadrão Relâmpago. A ponte de plasma é ativada para o transporte, e eles começam a cruzar; Tambor se prepara para sair com o último dos tesouros. No entanto, o droides de batalha escaneiam os transportes, e detectam uma anomalia no segundo transporte. Quando os droides abrem as portas do transporte, Mace e os soldados saem do transporte e destróem os dois droides de batalha, enquanto que as forças da República começam a abrir fogo. A ponte é desativada, e Mace usa a Força para empurrar Razor e Stak transversalmente. Mace usa um STAP para chegar ao outro lado, e droides de batalha começam a atacar os três. Mace ordena os soldados para obterem o controle da ponte de volta enquanto ele segura os droides, e Cham começa seu ataque. Mace pega um esquadrão droide inteiro e um tanque por conta própria, enquanto Razor e Stak chegam até a ponte apenas a tempo para Cham, Ponds e suas forças atravessarem a ponte. Os cidadãos de Lessu acenam felizes aos combatentes da liberdade passando; Mace instrui Cham a cuidar dos droides enquanto ele encontra Tambor. Os combatentes da liberdade e o Esquadrão Relâmpago eliminam os AATs e os droides rapidamente.

Mace Windu auf Ryloth

Mace Windu, Razor e Stak avançando até os MTTs.

Na sala de controle, Razor e Stak são emboscados por droides de batalha, e em seguida, por um par de droides de comando mas os derrotam. TA-175 decola no ônibus sem ter que esperar Tambor, para grande surpresa deste último. TA-175 relata a Dookan sobre a recusa do Tambor de se retirar a tempo. Apesar deste revés infeliz, Dookan dá a ordem para os bombardeiros destruirem a cidade imediatamente. Mace destrói dois droides de batalha guardas e detém Tambor. Tambor tenta argumentar com o Jedi, mas Windu se recusa já que ele tem as vantagens. Tambor, em seguida, afirma que a rendição é desnecessária, já que os bombardeiros estão chegando e os dois morrerão pela glória da Aliança Separatista. Quando os bombardeiros chegam perto, Anakin e Ahsoka os destróem rapidamente. Lutadores da liberdade e soldados clone cercam Tambor. Tambor em seguida, pede para Cham os termos da rendição; Cham estata que são incondicionais e Tambor relutantemente concorda. Syndulla agradece Windu por libertar seu mundo. Mais tarde, Cham e senador Taa acenam para o povo em um desfile com ambos os lutadores da liberdade e as forças clone com Windu e Ponds assistindo satisfeitos. Ryloth está livre.

ElencoEditar

ApariçõesEditar

Por tipo [Esconder]
Personagens Criaturas Modelos de Dróides Eventos Lugares
Organizações e títulos Espécies Veículos e naves Armas e tecnologia Miscelânea

Personagens

Criaturas

Modelos de dróides

Eventos

Lugares

Organizações e títulos

Espécies

Veículos e naves

Armas e tecnologia

Miscelânea

Línguas

A Força

Por trás das cenasEditar

"Olhe, é um RB-551."
"Não admira que ele foi atingido. Ele é um daqueles modelos mais antigos programados por um computador central."
"Não como nós; nós somos pensadores independentes."
"Sim, senhor."
"Sim, senhor."
"Sim, senhor."
―Droides de Batalha[fonte]
RB-551

Cena cortada onde os droides de batalha encontram os RB-551 remanescentes

O guia de episódios revela uma citação de uma cena deletada, introduzindo o personagem RB-551.[1] A cena foi depois reinserida na versão para DVD e Blu-Ray da primeira temporada.

A Arca da Aliança, um antigo artefato bíblico muito famoso, pode ser visto sendo carregada em um transporte de Tambor com outros tesouros de Ryloth.[1] A única diferença é que os Querubins de ouro foram trocados por Twi'leks dourados.[1]

Os Blurrgs fazem uma aparição, criaturas vistas pela primeira vez em Ewoks: The Battle for Endor.[2]

O plano original era ter Mace Windu usando seu sabre de luz para abrir caminho pelos andadores caídos, mas isso foi mudado para mostrar seu talento para encontrar e utilizar o Estilhaçamento da Força.[1]

Uma primeira versão da história foi feita Mace resgatando Twi'leks cativos de uma prisão suspensa sobre um vulcão; entretanto, os primeiros desenhos acabaram parecendo muito com Mustafar, e a história foi alterada.[1]

Este episódio marca a segunda aparição dos Droide comando série-BX até agora; os droides apareceram pela primeira vez em "Rookies".[3]

Cham Syndulla era originalmente para ser aliado dos separatistas, trabalhando para Wat Tambor e mentindo para o povo Twi'lek. Ele iria fugir com os separatistas na nave. No entanto, devido a complicações de enredo, Syndulla foi alterado para um "guerreiro da liberdade".[4]

Notas e referênciasEditar

Links externosEditar

[Esconder][Fonte]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.