FANDOM


Eras-canon2-transp

Eras-legends

30px-Era-imp30px-GoodIcon

"O nome é Rex. Mas vocês vão me chamar de 'capitão' ou 'senhor'."
―Rex para Echo, Fives e Hevy.[fonte]

CT-7567, apelidado de "Rex", era um soldado capitão durante as Guerras Clônicas, a galáxia estava dividida entre a República e a Confederação de Sistemas Independentes. Rex estava no comando da 501ª legião, uma unidade do Grande Exército da República. Rex servia ao General Jedi Anakin Skywalker, e foi um duro e agressivo soldado clone. Rex seguia suas ordens sem questionar como o resto dos clones. Rex tinha também uma boa amizade com o Comandante Cody.

Sobre o comando do General Skywalker, Rex iria para muitos planetas diferentes em toda a galáxia. Rex seguia o General Obi-Wan Kenobi e o General Anakin Skywalker durante a Batalha de Christophsis, quando ele trabalhou com o Comandante Cody para erradicar um traidor, e mais tarde liderou a Companhia Torrente durante os múltiplos contra-ataques dos droides. Rex também se reuniu de novo à Padawan de Skywalker, Ahsoka Tano, depois que ela chegou. Rex também participou da Batalha de Teth, onde foi um dos poucos sobreviventes clone antes dos reforços chegarem. Durante inspeções da República a postos de escuta, Rex e Cody encontraram um esquadrão de droides na lua de Rishi, e liderou um grupo de novatos clone troopers para retomar a base.

Rex participou da Batalha de Bothawui, e depois ajudou Skywalker e Tano durante a missão para destruir um posto de escuta Separatista—e foi um dos poucos clone troopers, juntamente com o Sargento Denal, a sobreviver à missão. Após resgatar a General Jedi Aayla Secura da derrota pela Confederação com Skywalker e Tano, os Jedi e clones, incluindo Rex e o Comandante Bly, pousaram forçosamente no mundo remoto de Maridun, e Rex ficou com Anakin enquanto ele estava ferido, enquanto os outros procuravam ajuda. Após o General Separatista Lok Durd chegar ao planeta para testar uma nova arma, Rex e Bly ajudaram a derrotar a Confederação e salvar os habitantes do planeta. Rex viria a ser uma ajuda durante uma curta guerra em Orto Plutonia, e também ajudaria a deter a liberação do mortal Vírus da Sombra Azul. Rex também ajudou Skywalker e Tano durante a Batalha de Ryloth e a recuperando um holocron Jedi roubado.

BiografiaEditar

Clone CapitãoEditar

Rex foi um dos muitos clones do caçador de recompensas Jango Fett, criados em Kamino pela República Galáctica para lutar no exército de clones da República. Os soldados foram criados para lutar contra os governos planetários e setoriais que buscam sair da República, conhecidos como Confederação de Sistemas Independentes, nas guerras clônicas. Rex serviu em Geonosis junto a Denal e foi promovido ao posto de capitão, ele também estava no comando da Companhia Torrente, uma unidade na famosa 501ª Legião. Rex foi atribuído ao General Jedi Anakin Skywalker, e iria participar de muitas missões ao lado do Cavaleiro Jedi. Rex também desenvolveu uma amizade com o colega soldado clone Comandante Cody.[5]

Batalha de ChristophsisEditar

Christophsis investigation

Rex e Cody buscam o traidor em suas próprias fileiras.

"Qual é o nosso plano de ataque, senhor?"
"Siga-me."
―Rex e o General Anakin Skywalker antes de emboscarem as forças Separatistas em Christophsis[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Christophsis

Após a CSI invadir o planeta de Christophsis, o Alto General Jedi Obi-Wan Kenobi, General Skywalker, Comandante Cody e Capitão Rex chegam ao planeta para ajudar os habitantes. No entanto, após uma fracassada emboscada contra a Confederação, os Jedi suspeitaram de que havia um traidor no meio deles, e os Jedi partem para espionar atrás das linhas inimigas, enquanto Rex e Cody ficam de localizar e apreender o traidor. Uma iminente investigação revelou que Sargento Slick era o traidor, e depois que ele severamente danificou seu depósito de armas, Rex e Cody apreendem o traidor em uma briga, levando-o depois à prisão.[6]

Quando a Confederação iniciou seu primeiro ataque, os Jedi e as forças clone foram capazes de derrotá-las. Acreditando que a batalha acabou e Christophsis agora sob controle da República, Rex descansou em um posto de socorro improvisado ​​em frente onde o Sargento clone Coric estava administrando os primeiros socorros a um soldado ferido pelo nome de Ged, que tomou uma saraivada de estilhaços no ombro. Depois de oferecer algumas palavras de preocupação simpática, Rex verificou a lista de baixas para a batalha em seu datapad e viu que a lista é relativamente curta. Ao discutir a diminuição das provisões médicas e o breve retorno esperado do cruzador Hunter com Coric, o exército droide voltou com força total.[5] Rex correu para fora para lutar novamente ao lado Coric e Ged, juntando-se a Cody e os Generais Kenobi e Skywalker na linha de frente. Rex levou a Companhia Torrente com Skywalker para destruir os tri-droides avançando. Depois que o inimigo se retirou novamente devido à República artilharia pesada da República, a nova Padawan de Skywalker, Ahsoka Tano, chegou no lugar dos reforços esperados. Rex estava um pouco perplexo, como Skywalker havia afirmado que ele nunca teria um Padawan.[3] Enquanto Rex e Tano passam algum tempo conversando, Rex lhe ensina que o medo era natural em guerra e que os clones são indivíduos únicos, apesar de todos terem a mesma aparência.[5]

Anakin e Rex em Christophsis

Anakin, Rex e a Companhia Torrente em Christophsis.

Enquanto conversavam, os dois descobriram que a Confederação tinha implantado um escudo defletor, o que tornaria a artilharia de longa distância da República inútil. Depois de algum planejamento, Rex e suas tropas mantêm a linha, e como uma estratégia de distração, Kenobi "negocia" com o General da Confederação Whorm Loathsom sobre a rendição das forças da República. Enquanto isso, Skywalker e Tano se infiltram nas linhas inimigas para desativar o gerador de escudo. Uma vez que o escudo era baixo, Rex ordena seus canhões para rapidamente acabarem com o avanço inimigo. Grande Mestre Yoda chega com tropas de reforço em cima da hora, e Rex leva um caça para recuperar Skywalker e Tano, parabenizando os dois.[3]

Batalha de TethEditar

Attecliff

Rex e os soldados escalam o penhasco com um AT-TE logo atrás.

"Não gosto deste lugar. Me dá arrepios."
―Rex ao entrar no Monastério B'omarr[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Teth

Após uma reunião com Yoda, Skywalker e Tano foi dada a missão de resgatar o filho do senhor do crime Hutt Jabba Desilijic Tiure, a fim de ganhar a permissão do senhor do crime pelo acesso às rotas rotas espaciais no Espaço Hutt. Rex acompanhou os Jedi para o planeta Teth. Rastreando Hutt até um penhasco de um alto mosteiro, as forças da República foram forçadas a começar um ataque vertical para entrar no mosteiro. Eles foram bem sucedidos,[3] mas metade da Companhia Torrente se perdeu no caminho para cima.[5]

Skywalker e Tano resgatam o Huttlet enquanto Rex e seus homens guardam o mosteiro. A chegada de mais droides de batalha da Confederação forçou as forças da República a barricar-se dentro do mosteiro. Skywalker e Tano seguem para encontrar uma saída traseira para procurar atenção médica para o Hutt doente, enquanto Rex ficou para comandar os clones restantes. Uma vez que o exército de droides entrar, alguns dos soldados foram mortos, no entanto Rex fingiu a morte para espionar o comandante das forças droide, Acólito Sombrio Asajj Ventress. Rex tentou atirar na Jedi Negra, mas ela puxou seu blaster da sua mão com a força e sufocou-o. Ventress exigiu localização de Skywalker, que Rex se recusou a dar, e ela usou um truque mental para forçar Rex entrar em contato com o Jedi.[3] No entanto, Ventress subestimoo a força mental de Rex, ele contactou Skywalker, mas se dirigiu a ele como seu primeiro nome "Anakin", em vez de seu habitual "General Skywalker", que advertiu o Jedi de algo errado.[5] Ventress segue para enfrentar os Jedi, enquanto que os droides de batalha mantêm os seis clones sobreviventes em cativeiro.[3]

Rex atira em Ventress

Rex atira em Assajj Ventress.

Rex e as outras tropas remanescentes se libertam de seus captores, roubam suas armas, e usando um AT-TE caído para cobertura recomeçam a batalha com os droides. Skywalker e Tano fogem do mosteiro, e encontrou um cargueiro velho, utilizando-a para voltar para o pátio. No entanto, por causa de seu mandato para retornar com segurança o Hutt a seu pai, Skywalker e Tano foram forçados a encontrar um médico para o Hutt, e foram incapazes de dar assistência a Rex, o qual entendeu. General Kenobi e o 212º Batalhão de Ataque logo chegou para reforçar Rex e seus homens, e as forças da República foram capazes de derrotar a Confederação.[3] Nesse tempo, porém, apenas cinco outros homens da Companhia Torrente ainda estavam vivos. Mais tarde, Rex refletiu a Cody que toda a operação tinha sido planejada mal, com a falta de apoio aéreo e aplicação incorreta de infantaria.[5]

Batalha de GworiEditar

Rex acompanha Anakin Skywalker, Obi-Wan Kenobi, e Ahsoka Tano para Gwori durante a tentativa da República para se infiltrar nas defesas planetárias e destruir suas instalações de construção de naves separatistas. A fim de contornar os escâners de Gwori, que detecta todas as formas de vida e imediatamente as vaporiza, Rex foi congelado em carbonita e alijado para o planeta do espaço. Quando o grupo se separou, ele acompanhou Tano e R2-D2 para encontrar um posto avançado de comunicação e contatar Plo Koon e Saesee Tiin, que estavam esperando acima do planeta com bombardeiros para receber a localização das plantas de construção do alvo. Rex e Tano foram descobertos pelo superintendente Juhm da fábrica e foram forçados a fugir para uma caverna nas proximidades, onde foram forçados a combater a fauna nativa. Apesar dos melhores esforços para evitar a detecção, Rex e Tano foram descobertos por Juhm no dia seguinte, capturados, e presos e eletrocutados em estacas ao lado Skywalker e Kenobi, que também haviam sido apreendido durante a sua missão. Naquela noite Skywalker e Kenobi usaram seus poderes da Força para obliterar os seus guardas e R2-D2 libertou-os de suas restrições. Juntos, o grupo retornou para as senzalas e convenceu os escravvos a derrubarem seus líderes separatistas e escapar de Gwori, deixando os estaleiros um alvo livre para Koon e Tiin. Rex escapou do planeta com o resto de seus companheiros e foi capaz de assistir à destruição das instalações de construção com segurança do espaço.[7]

Missão em Mon GazzaEditar

Rex-DSD

Rex lutando contra um droide aranha.

Mais tarde na guerra, o Conselho Jedi descobriu que a inteligência da República estava sendo transferida para os Separatistas através de um espião no Senado. Encarregando Ki-Adi-Mundi de liderar a investigação contra o senador desonesto, eles logo descobrem que o senador estava sendo extorquido por Asajj Ventress. Confrontando Ventress, Ki-Adi-Mundi foi capaz de discernir que um disco com toda a inteligência da República relevante para a guerra havia sido transferido para associado do senador Messo. Lutando em Queel, Rex, Anakin Skywalker, Obi-Wan Kenobi, e Ahsoka Tano foram contatados por Yoda e Ki-Adi-Mundi. Enquanto Kenobi ficou para trás e derrotou as forças separatistas, Rex, Skywalker e Tano foram instruídos a seguir Messo a Mon Gazza, onde eles estavam para readquirir o disco de dados a qualquer custo. O trio seguiu Messo para um torneio de Corrida de Pods, onde Skywalker encurralou o espião e soube que ele já havia passado o chip para um dos corredores antes dele cair de uma varanda, morrendo instantaneamente. Conjurando um plano que colocou Tano como corredora no torneio, Skywalker e Rex começaram a investigar o seu principal suspeito, o famoso Corredor de Pods Kidd Kareen. Eles foram pegos pela equipe de Kareen e forçados a se defender, e só foram salvos do conflito quando Kareen interveio. Mais tarde, descobriram que o companheiro de tripulação de Kareen, Maxus, estava em contato direto com o Conde Dookan sobre as informações, e começou a assistir a Corrida de Pods de Tano dos bastidores, forçado a agir como observador apenas quando Maxus e Ventress tentaram matar Tano para obter o disco de dados de vez. Tano foi capaz de segurá-los na baía tempo suficiente para Skywalker chegar para ajudar, e o disco de dados foi preservado a salvo de mãos separatistas.[8]

Inspeção do posto em PastilEditar

"Tudo bem, esse é um alerta Código Aurek."
―Rex emitindo um alerta no posto[fonte]

Rex foi atribuído mais tarde para inspecionar vários postos de escuta da República com o Comandante Cody. Durante uma inspeção de um posto em Pastil, Rex comentou que a estação era muito limpa, o soldado Stripe disse-lhes que um droide série MSE apelidado de "roedor" era a razão, comentando sobre seu comportamento estranho de ser "defeituoso". Vendo um sinalizador vermelho, Rex emite um Código Aurek de alerta, ordenando todos os clones encontrarem o androide e destruí-lo. No início, os clones acreditavam que Rex estava paranóico, mas quando Rex atira no droide, ele se revela um droide espião no meio deles, quando as quatro rodas do corpo destruído começam a girar de forma independente em uma tentativa de escapar. Três rodas são eliminados antes de Stripe parar a quarta jogando um detonador térmico antes que ela pudesse escapar. Um pouco divertido, Rex ordena que as tropas "limpem a bagunça".[9]

Batalha da Lua de RishiEditar

Rex: "Tudo bem, escutem. Só há apenas um alvo de interesse nesse setor... Kamino. É o mais próximo que nós clones temos de lar. Hoje, nós lutamos por mais que a República. Hoje nós lutamos por todos nossos irmãos em casa. Entendido?"
Hevy, Echo e Fives: "Senhor, sim senhor!"
―Rex para Echo, Hevy e Fives[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha da Lua de Rishi
Rex gun

Rex mira em um droide de comando disfarçado.

Quando Rex saudou a estação, um soldado respondeu e tentou fazê-los ir embora. Após o contato, Rex pensou que algo não estava bem ali. Depois o transporte de Rex e Cody chega ao posto avançado na Lua de Rishi, os dois foram recebidos por um soldado clone, alegando que a estação não exige uma inspeção. Rex insistiu em ver o sargento no comando. Rex e Cody notam um droide chama sinal de ataque sendo demitido, e Rex prontamente dispara um blaster na cabeça do droide, para grande choque inicial de Cody. No entanto, após Rex remover o capacete do "soldado", foi revelado que ele é um novo droide de comando. Com o disfarce descoberto, os droides iniciam um ataque contra os dois clones e lançam explosivos diversos. Rex e Cody conseguem escapar. No entanto, com a nave destruída, eles não tinham como entrar em contato com a República.[10]

Rex e Cody encontram os clones novatos que guarneciam o posto de escuta Echo, Fives e Hevy, pouco antes de sua invasão. Rex declarou-os "reluzentes", um apelido depreciativo para soldados novatos, por sua armadura limpa que ainda não tinha visto a ação; e os levou a tomar de volta o posto. Rex foi capaz de enganar os droides de comando para abrirem as portas, fingindo ser um droide de comando disfarçado usando uma cabeça de droide, em seguida, levou Cody e os novatos dentro para retomar a estação. Após conseguirem, uma frota Separatista aproxima-se, sob o comando do general Grievous, revelou que Kamino, o planeta das instalações de clonagem da República, estava em risco. Além disso, os droides tinham uma ligação direta do sinal "Tudo Limpo" para manter a República sem saber do ataque. Rex elaborou um plano para explodir a base, a destruição da base iria parar o sinal e avisar a República do ataque iminente. Depois Rex descobriu uma falha com o detonador remoto, Hevy assumiu enquanto os outros clones fogem. Os quatro descobrem que Hevy estava sendo atacado pelos droides, e correm de volta para ajudá-lo. No entanto, contra a vontade de Rex, Hevy sacrifica-se manualmente detonando os explosivos. A frota da República chega no sistema, sob o comando de generais Kenobi e Skywalker e o Almirante Wullf Yularen, e foram capazes de espantar a frota de Grievous do sistema. Rex promove ​os sobreviventes, Echo e Fives, para a 501ª Legião por sua bravura, e reconhece o sacrifício de Hevy.[10]

Folga a bordo da NiveladoraEditar

"De repente todo mundo quer nos dar um dia de folga."
―Rex a bordo da RAS Niveladora[fonte]

A pedido da General Skywalker, Rex concordou em levar Ahsoka com ele para uma pausa de três dias em um cruzeiro a bordo da nave de assalto classe Acclamator do capitão Gilad Pellaeon, Niveladora. Acompanhando, haviam sete clones: Sargento Coric e seis novos clones pelos nomes de Ross, Boro, Joc, Hil, Vere, e Ince. Vindos de Kamino, os seis estavam entre as substituições para a Companhia Torrente devido às perdas devastadoras na Batalha de Teth. A bordo do transporte que eles estavam usando para ir à Niveladora, Rex fez o seu melhor para confortar Ahsoka, retirando seus temores de que Skywalker a queria lá porque ela o estava incomodando. Ele também encontrou-se com a tarefa de fazer os seis firmes soldados novatos relaxarem, se abrirem e criar amizade um com o outro. Teorizando que eles podem ter ficado nervosos sobre serem uma parte do 501ª agora, Rex estava preocupado que se eles não começassem a mostrar sinais individuais de singularidade que ajudam um clone a reconhecer o outro entre um mar de faces e armaduras idênticas, ele iria ter que recorrer ao uso de seu sensor de registro para ver quem cada um deles era, uma perspectiva que ele encarava como desrespeitoso. Com um pouco de brincadeiras bem-humoradas, ele encorajou-os a soltar-se e conversarem entre si, e encontrou com alguma satisfação que o soldado Ince tinha um senso de humor decente.

Rex and Tano Vanqor

Rex pode ser frequentemente encontrado acompanhando a Padawan Comandante Ahsoka Tano.

Uma vez que o transpote espacial se acopla com a Niveladora, Rex só pôde observar em silêncio quando Ahsoka e o Capitão Pellaeon discutiam sobre suas trajes reveladores e Pellaeon exigia que ela se encobrisse com uniformes navais. Quando a Padawan finalmente cedeu e retirou-se de volta para o transporte para se trocar, Pellaeon cumprimentou alegremente Rex e convidou o homem para uma bebida. Ahsoka, no entanto, pediu a Rex ir mostrar-lhe o novo armamento de mísseis de concussão da Niveladora. Rex obrigado e no compartimento de mísseis é onde Pellaeon encontra os dois depois de fazer suas rondas pela nave. Sem o capacete, Pellaeon foi surpreendido pelo corte de faixa tingido de azul de Rex que ele tinha adotado em apoio a sua equipe favorita de Limmie que estava nas finais. Os dois capitães estavam discutindo as recentes atualizações da Niveladora quando o alerta soou quando naves inimigas tinham saído do hiperespaço no sistema Fath. Foi então que Rex descobri que o HUD do seu capacete era incapaz de corrigir os dados operacionais e táticos da nave, outra em uma lista crescente de falhas sendo computados devido ao reequipamento da Niveladora. Ahsoka sentiu uma perturbação na Força, e embora Pellaeon estava cético, Rex atestou suas capacidades intuitivas e foi reunir os seus homens, enquanto a Niveladora se aproximava da atividade da frota Separatista.

Rex encontrou Ahsoka e seus homens em um compartimento de beliche, Coric esquematizando os esquemas de matriz de segmentação da nave para os soldados novatos. Sem os capacetes, Rex podia ver que cada um deles tinha seu cabelo preto cuidadosamente aparado, e ele sentiu um pouco culpado por seu corte de cabelo próprio, ele o raspou pouco tempo depois, em retrospecto, considerando-o um "modismo idiota" e indigno para um oficial. Enquanto no compartimento, os soldados discutiam fofocas da vida privada de Pellaeon, especificamente seus relacionamentos com mulheres. Quando Ahsoka falou sobre o perigo dos relacionamentos, tornou-se um debate aberto entre ela e os homens quais eram os sentimentos dos Jedi sobre amor, sexo e apego, e por que. No momento em que Ahsoka parecia estar um pouco sobrecarregada, Rex entra em cena e abre uma janela na conversa para que ela sutilmente se desculpa-se do antes admoestando seus homens por serem um pouco duros com ela. Por outro lado, porém, Rex podia ver que os soldados novatos foram se unindo e fixando-se bem e decidiu que ele não precisava mais se preocupar com eles.

Depois de instruir os seus homens a se prepararem para a ação caso fosse necessário, ele decidiu contactar General Skywalker para informar-lhe das últimas atividades da Niveladora. Pellaeon tinha avisado a Frota Ops, Rex suspeitava que Skywalker poderia ser questionado sobre isso mais tarde. Enquanto ele não sabia que Skywalker estava secretamente passar o tempo com Padmé Amidala em seu apartamento Coruscant, Rex sabia que poderia haver conseqüências duras se ele fosse pego fora da frota. Skywalker estava grato, e embora Rex achou desnecessário, decidiu encontrar com a Niveladora o mais breve possível. Pouco tempo depois, Rex estava na ponte quando o cargueiro Wookiee Gunner, a serviço de Mestre Jedi Djinn Altis e sua seita Jedi, saiu do hiperespaço e pediu ao assessor da Niveladora que está à procura de uma agente da Inteligência da República, cujo sinalizador os Jedis descobriram que vinha de JanFathal. Pellaeon hesitou num primeiro momento, desconfiando de uma mensagem falsa e uma potencial emboscada, mas após obter confirmação do Inteligência da República que eles realmente têm um agente operacional em JanFathal na necessidade de uma resgate, ele autorizou Wookiee Gunner a atracar e perguntou se Rex seus homens estavam preparados para extrair a agente da Inteligência. À medida que as tropas terrestres embarcavam na Niveladora, Rex rapidamente respondeu que eles podiam. Momentos depois, após descobrir a identidade do agente, Pellaeon anuncia a todos sobre na ponte que ele tinha um interesse pessoal na missão: Agente Hallena Devis era "uma grande amiga".

Uma vez que o Mestre Jedi Altis e seus companheiros Jedi Callista Ming e Geith Eris estavam a bordo, Pellaeon reuniu-os juntamente com Ahsoka, Rex, e os seus homens em uma das salas de reunião da Niveladora para planejar o resgate. Quando Pellaeon aludiu à possibilidade de que ele poderia ir pessoalmente e participar do resgate de sua amante, Rex objetou. Ele afirmou que era sua responsabilidade e de seus homens, pois não havia outras tropas embarcadas, e declarou que esse resgate seria feito de modo a não repetir a trágica perda de vidas em Teth. Ele sabia que não seria uma batalha, não havia nada que pudessem fazer face à hegemonia de forças da CSI e não haviam reforços a caminho, exceto Skywalker, então tudo que sua equipe poderia fazer era tentar resgatar a Agente Davis e sair. Rex surgiu com um plano da forma como eles iriam realizar o resgate, mas como o local onde Devis estava era deconhecido, eles não podiam planejar o onde. Geith sugeriu que os clones deixassem o trabalho para os Jedi, devido às suas habilidades para localizar outras pessoas através da Força, mas Rex insistiu, afirmando que nem ele nem seus homens se sentiriam direito de deixar a missão, enquanto outros fossem em seu lugar.

Enquanto o transporte anônimo que a equipe de resgate iria usar durante a missão estava sendo preparado, Rex falou com Pellaeon sobre o seu processo de infiltração e Ahsoka desconfiava em torno dos novos Jedi que possuíam crenças diferentes do que as das raízes da Ordem Jedi. Quando Pellaeon expressou suas dúvidas sobre a capacidade da jovem Padawan, Rex foi rápido para defendê-la, dizendo: "ela émuito mais competente do que parece". Ele também optou para as capacidades de protecção e de comunicação de sua armadura ao invés de usar roupas civis, apesar da meta considerável a armadura brilhante branco e listras azuis. Ele confortou o capitão naval preocupado quando se tornou óbvio que Pellaeon estava pensando em Hallena. Quando o Jedi terminaram de traduzir uma sensação referencial de impressão da Agente Devis com a Força através de uma conexão dela com Pellaeon, determinando que ela estava ao mesmo tempo viva e forte, Rex e suas tropas entraram no transporte com Ahsoka, Callista, Geith, e o Mestre Altis. Enquanto isso, a Niveladora se preparava para lançar o transporte.[4]

Resgate em JanFathalEditar

"Localizar, confirmar que ela está viva, ter uma equipe pronta pra distrair enquanto a outra resgata, e então saímos."
―Rex, sobre como seria o regate da agente Devis em JanFathal.[fonte]

Enquanto o transporte anônimo levava Rex e o resto da equipe de resgate da Niveladora em direção à superfície de JanFathal - com o sargento Coric no controle - Rex se aliviava ao pensar de que desta vez seria diferente do Teth, e que era "apenas meio insano" do que tentar dominar uma estação fortemente armada a partir do zero. Quando ficou claro que Ahsoka ainda estava perturbada pelo Mestre Jedi Altis e os outros de seu grupo, Rex fez o possível para aliviar sua mente e levá-la a se concentrar na missão, pedindo que a Jedi a deixar de lado suas diferenças teológicas no momento. Ele também teve de lidar com as expectativas não completas dos soldados novatos sobre os Jedi do treinamento em Kamino, já que eles tiveram contato com um Jedi real que não se comportou como eles tinham sido levados a acreditar. Uma vez na atmosfera do planeta, Altis assumiu o papel de navegador para Coric e levou-os sobre o capital da JanFathal, Athar, em busca da agente Devis. Ao invés de ficar no ar por mais tempo do que o necessário e o arriscar serem visto, Rex ordenou Coric pousar o transporte em algum lugar fora de vista, se estabelecendo perto de uma fábrica de caminhões repulsores. Os soldados Boro e Joc tomaram posições defensivas ao redor da nave, enquanto os outros corriam para se proteger.

Agora a pé, Ross lança uma pequena sonda remota para reconhecimento. A pedido de Altis, Ross tirou o capacete e entregou a ele, efetivamente permitindo o controle da sonda ao mestre Jedi. Rex se divertiu com a visão ímpar de um Jedi com o que parecia ser a cabeça de um soldado clone e saboreava a imagem. Com a sonda guiada pela Força à sua disposição, não demorou muito para Altis localizar o edifício em que a Agente Devis estava presa. Quando Rex explicou o plano de como eles iriam tirá-la, Ahsoka se ofereceu para pegar o telhado, porém Rex achou melhor que ela e Callista dessem cobertura a partir da rua no caso de droides de batalha aparecerem, insistindo que ele não estava apenas dizendo que para mantê-la fora da ação. Os droides de batalha que na verdade viriam marchando em direção a sua posição para as duas segurarem os droides lá enquanto Rex e os outros realizam o resgate.

Rex ordenou Joc, Ince, e Ross pra cobrirem a saída enquanto o resto da equipe acompanhava-o pelo telhado. Altis bateria na porta, fingindo ser nada mais que um velho procurando por sua filha perdida no caos da batalha. Ele conseguiu trazer dois dos sequestradores até a porta antes que Rex e os soldados descessem pela claraboia. Altis matou um, enquanto tiros de blasters dos soldados mataram o segundo. Dentro da sala, um terceiro homem segurava um blaster na testa da Agente Devis e tentava negociar a vida dela pela sua enquanto Rex estava com seu próprio blaster na cabeça do homem. Rex, entretanto, simplesmente puxou o gatilho, matando o homem instantaneamente antes de cortar os pregões da agente. Com o exército droide se aproximando, eles precisavam sair rápido então Geith saltou a escadaria e ergueu as mãos; Hil lançou a Agente Devis pra ele e os dois correram para a lançadeira com Ince, Joc, e Ross. Enquanto fugiam do edifício, Rex parabenizou Altis pelo seu desempenho. Lá fora, os droides de batalha alcançaram eles, mas Ahsoka e Callista formaram uma barricada improvisada de droides derrubados. Rex deu a ordem para Coric decolar quando a Agente Devis estivesse a bordo. Então, ele, seus homens, e Altis, correram pra se unir à batalha. Vere foi atingido por uma granada de droide e embora Boro tentou desesperadamente salvá-lo, ele já estava morto. Rex pôs de lado seu pesar na hora e se preparava pra se sacrificar para permitir os outros saírem vivos. Mestra Altis e os outros dois Jedi usaram a Força pra derrubar grandes blocos de alvenaria dos edifícios circundantes em cima dos droides. Enquanto se preparavam para ir para a lançadeira, Coric comunicou a Rex pra lhe falar que a lançadeira estava vindo até eles. Quando Rex reiterou sua ordem para permanecer no posto, Coric respondeu que era ideia da Agente Devis voltar até eles e que "a patroa de um oficial sempre supera ele, então ela é como um comodoro. E ela está na minha frente". Depois de uma corrida em ritmo acelerado pela rua aberta, Rex e os outros conseguem chegar em segurança a bordo da lançadeira e decolar.

JanFathalBattle

Rex, Ahsoka Tano, e Callista Masana em JanFathal

Uma vez a bordo, Hallena Devis expressou sua gratidão para Rex por salvar sua vida, e também ofereceu suas condolências por Vere. Os troopers recruta restantes haviam cortado as comunicações externas, se retirando para sua própria freqüência em um momento de privacidade que Rex não ousou intrometer. Ele assistia enquanto Altis, sentando ao lado de Boro — que parecia ser mais atingido pela morte de Vere — calmamente colocou uma simpática mão no antebraço do homem e foi tocado pela bondade da Mestra Jedi. Foi nessa hora que o General Skywalker chegou em um caça estelar V-19 Torrente. Entretanto, na mesma hora, um cruzador leve Separatista inicialmente identificado como Discórdia mas provou pouco depois de ser o muito mais mortal destróier Ceifeiro, moveu-se pra atacar a Niveladora. Rex percebeu que se uma nave tão bem armada quanto o Ceifeiro ainda não tina tentado destruir a Niveladora no alcance, ela estava interessada em desativar a nave. A lançadeira estava quase no alcance de acoplar quando Coric anunciou aos outros que a Niveladora tinha partido. Rex se recusou a acreditar que Pellaeon tinha fugido, sugerindo a possibilidade de que ele tinha desligado o transpônder, mas no entanto teve de planejar uma outra opção. Ele encarregou Boro — quem Rex acreditava que precisava de uma distração do seu enfado — em pegar uma estimatia de quanto oxigênio eles ainda tinham, e se eles poderiam chegar a Kemla; Boro calculou oxigênio suficiente pra metade do caminhp, ou mais se eles pudessem limitar seu consumo. Então, como era, Rex viu três opções: esperar a Niveladora voltar, reduzir o número de pessoas respirando da maneira mais difícil, ou voltar ao planeta onde havia oxigênio. embora Altis informou a ele da habilidade Jedi de colocar-se em um transe profundo que reduziria a quantidade de oxigênio que eles consumiam, foi finalmente decidido voltar a JanFathal — especificamente para Athar.

Skywalker, determinado a não repetir o abandono forçado de Rex em Teth, vendo a lançadeira descendo em direção a JanFathal e foi rápido em descobrir que a Niveladora tinha pulado para o hiperespaço deixando a equipe de resgate em falta de oxigênio e opções, começou a segui-los de perto. Rex avisou o general que havia pouco que ele poderia fazer pra eles nesta situação, mas Skywalker recusou sair. O respeito de Rex pelo Cavaleiro Jedi foi redobrado, e embora não houvesse transmissões da Niveladora antes dela ter pulado, Rex ainda acreditava que Pellaeon tinha um plano. Coric pousou a lançadeira na sombra de um viaduto, e Skywalker pousou seu caça por perto antes de correr para se juntar a eles. Apresentações foram feitas e Skywalker enviou Ince e Boro pra localizar um dos transportes de tropas CR-20 da Confederação para eles poderem usá-lo como uma forma de sair do planeta. Ao mesmo tempo, Altis recebeu uma mensagem de outros membros de sua facção Jedi que eles haviam encontrado a Niveladora, a qual passava por problemas técnicos e estaria returnando o quanto antes. Quando eles encontraram uma CR-20, Altis elaborou um plano onde ele iria de novo ser um velho modesto, com a ajuda de Ahsoka, estava à procura de ajuda para sua neta ferida para os donos Neimoidianos da nave. Enquanto ele saía, carregando Ahsoka nos braços, Rex e seus homens tomaram posições de apoio não longe com Callista. Depois de vários momentos de choro teatral e sutil influência mental que totalmente absorveu a atenção dos Neimoidianos e seus droides, Skywalker e os outros Jedi, junto com Devis, correram para o transporte enquanto Rex e seus homens abriam fogo. Nesse momento, Altis e Ahsoka cessaram a sua enganação e atacaram. Em instante, eles mataram os Neimoidianos, destruíram os droides sentinelas lá dentro, e os Jedi avançaram para dentro do veículo, eliminando os droides de batalha no interior até garantirem a nave. Com Skywalker na cadeira de piloto e Altis como co-piloto, eles decolaram e moveram a nave para resgatar Rex, Callista, e os soldados que estavam sob fogo dos droides.

Ince estava caído, tendo sido acertado na perna, e Hil tentou manter pressão na artéria femoral enquanto Rex e Callista continuavam com o fogo de cobertura. Quando Skywalker pouso a nave, todos menos Rex e Ross levaram Ince pra dentro, Callista usando a Força pra ajudar a diminuir o sangramento. Os dois soldados afastaram um droide Abutre, eventualmente o destruindo antes de chegar a bordo do CR-20 e decolar. Nessa altura, a Niveladora tinha retornado e a nave de guerra tornou-se o destino de sua fuga. Rex e Ahsoka armaram os canhões do transportador de tropas enquanto os outros estavam com Ince, desesperadamente tentando parar o sangramento de sua perna e salvar sua vida. Skywalker conseguiu pousar o transporte dentro do hangar da Niveladora e as equipes médicas levaram Ince para o compartimento médico da nave. Enquanto Ahsoka e Callista corriam pra reparar a matriz do míssil de concussão da nave, Rex permanecia ao lado de Ince. Era onde Pellaeon iria encontrá-lo quando a batalha tivesse terminado. Ele informou o capitão naval da falência dos rins e perda maciça de sangue de Ince enquanto ele observava do lado tristemente. Não demorou muito até que Ince finalmente sucumbisse aos seus ferimentos, e Rex saísse do compartimento médico, chateado que agora tinha "dois soldados que ele tinha que substituir" enquanto escondia o rosto debaixo do capacete.

Quando Ahsoka encontrou o aflito capitão, ele estava na bagunça do suboficial da Niveladora. Primeiramente ele achou que ela estava lá pra tentar fazê-lo se sentir melhor, mas ela na verdade tinha vindo a ele para pedir conselho pra seu próprio problema, um surpreendentemente semelhante ao seu: dúvida. Quando ela perguntou como ele lidava com dias assim, ele só poderia responder que ele era um soldado e era o que os soldados fazem, mas depois revelou que ele se sentia enganado por seu lugar limitado na vida. Rex ficou surpreso quando Ahsoka segurou sua mão e perguntou se era verdade que os clones estavam sendo usados, e ela era culpada de usá-lo. Pensamentos como esses incomodaram Rex por algum tempo mas, apesar de tudo, ele decidiu deixá-los de lado, acreditando que, se ele pensasse assim, ele não seria capaz de fazer o seu trabalho. Eles falaram sobre as diferenças entre o Mestre Altis e as crenças daqueles que o seguiam, em comparação com os dos Jedi mais ortodoxos — especificamente sobre o tema do apego — e Rex começou a suspeitar que Ahsoka poderia ter sentimentos por alguém. No fim, Rex percebeu que soldados clone e os Jedi não eram totalmente diferentes, ambos "em um lugar que não escolheram, e dando o melhor de si" e que tudo o que ele podia fazer era focar em cuidar de seus irmãos e amigos, derrotando o inimigo antes que ele lhe pegasse.[4]

Batalha de BothawuiEditar

Ahsoka: "Rex, meu velho, é hora de se juntar à festa!"
Rex: "Com prazer, senhora!"
―Rex e Ahsoka Tano antes da emboscada da República em Bothawui[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Bothawui (Guerras Clônicas)
830px-Anakin Ashoka Rex Obi-Wan

Rex em uma conferência com Kenobi, Skywalker e Tano.

Rex foi enviado mais tarde com o General Skywalker e a Comandante Tano para proteger o planeta Bothawui. Após a derrota da República no planeta Falleen, General Grievous e sua frota da Confederação dirigiu-se para atacar Skywalker e sua frota de três cruzadores classe Venator[11], incluindo sua capitânia, a Resoluta.[12] General Kenobi contactou Skywalker, aconselhando-o se retirar, no entanto, Skywalker pretendia ficar e lutar.[11]

Skywalker despachou Rex para comandar uma brigada de AT-TE, com o objetivo de flanquear a frota de Grievous uma vez que ela viesse. A frota de Grievous de várias fragatas classe Munificent facilmente caiu na armadilha de Skywalker, e o general ciborgue fugiu a bordo de seu caça, vendo que sua frota havia sido atacada de frente e atrás. Skywalker perseguiu Grievous em seu próprio caça, junto com seu droide astromecânico, R2-D2. A nave de Skywalker foi severamente danificada por detritos, e Rex conseguiu salvá-lo. No entanto, quando Skywalker acordou na baía médica da Resoluta, ele descobre que R2 tinha desaparecido.[11]

Skywalker e Tano saíram a bordo da Crepúsculo para procurar R2 a bordo de uma nave de captação nas proximidades, mas não sabiam que o capitão da nave, o captador Trandoshano Gha Nachkt, já tinha roubado o droide e o prometido a Grievous. Depois que eles voltaram, R2-D2 foi substituído pelo droide R3-S6 em seu caça para explorar em frente a um posto de escuta da Confederação. No entanto, o droide "acidentalmente" ativou o dispositivo de rastreamento do caça, e Tano e Rex apressadamente reuniram um esquadrão de soldados e partiram a bordo da Crepúsculo para ajudar Skywalker. Saindo do hiperespaço, eles chegaram a tempo de salvar Skywalker de duas fragatas Munificent sob o comando Grievous, e escaparam do sistema.[11]

Missão à Estação SkytopEditar

"Da próxima vez, vocês que vão carregar o droide."
―Rex insiste que não vai carregar um astromecânico novamente[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Missão à Estação Skytop

A Crepúsculo recebe uma mensagem de R2-D2, e Rex e os clones foram capazes de rastrear o sinal. Sob a ordem de Skywalker, o grupo se dirige para o local da transmissão—Estação Skytop, o posto de escuta da Confederação que a República estava procurando. Ao entrar na estação, Skywalker sai pra procurar R2, enquanto Tano, Rex, o Sargento Denal e os outros quatro clone troopers foram plantar explosivos em torno da estação.[13]

AhsokaSavesRex-DotD

Ahsoka salva Rex do golpe mortal de Grievous.

R3 tentou abrir uma porta protegida por um escudo de raios, mas duas patrulhas de droides de batalha chegaram, e Tano e os clones foram pegos em um fogo cruzado. Rex utilizou diversas granadas EMP, e os droides foram imobilizados. Entretanto, o General Grievous surgiu, e derrubou Tano pro lado antes de atacar os clones. Rex e Denal foram nocauteados, e os outros clones foram mortos. Grievous tentou dar um golpe mortal ao inconsciente Rex; entretanto, uma Tano revivida rapidamente parou o golpe de Grievous com seu próprio sabre de luz. Tano enfrentou o general ciborgue sozinha, permitindo que os clones completassem a missão. Após se recuperar, Rex reportou suas perdas para Tano, e também protestou a sua intenção de enfrentar Grievous sozinha, mas obedeceu quando ela deu uma ordem direta.[13]

Rex-Skytop

CT-7567 na Estação Skytop.

Rex e Denal chegaram à baía do hangar e encontraram-se com a Crepúsculo, Skywalker e R3-S6. Skywalker tinha resgatado R2, mas se alarmou quando descobriu que Tano tinha enfrentado Grievous sozinha. À medida que o grupo tentava encontrar e auxiliar Tano, R3 revelou sua verdadeira aliança—à Confederação—e selou o grupo dentro do hangar, e também ativou vários droides Abutre. Super droides de batalha chegam, e Skywalker e os clones se esconderam atrás de várias caixas. Skywalker ordenou a Rex acionar os explosivos, e Rex obedeceu. Tano logo chegou, e Rex notou várias células de combustível ao lado das caixas. Skywalker arremessa uma nos droides com a Força. Rex lança um certeiro tiro no caixote, e ele explode, destruindo os droides. R2 foi capaz de abrir a porta a partir de um conjunto de controles externos, bem como destruir R3-S6 em um duelo, e após as forças da República partirem a bordo da Crepúsculo, Skywalker foi buscar o droide em seu caça.[13]

Missão a ChristophisEditar

Em algum ponto durante as Guerras Clônicas, Rex, juntamente com a senadora Padmé Amidala, R2-D2 e droide de protocolo C-3PO, foi enviado para Christophsis para investigar cristais sendo roubados do planeta pelas Nightsisters. Rex foi ferido em uma luta, e os quatro foram capturados e encarcerados. Uma equipe de dois Jedi, junto com mais clones liderados pelo Comandante Gree, foram enviados para Christophsis para resgatá-los. O Jedi conseguiu encontrar os prisioneiros, e os quatro fugiram para a nave de Gree, que possuía uma baía médica de prontidão para Rex.[14]

Batalha de QuellEditar

Rex: "Cuidado!"
Ahsoka: "Eu sei, eu sei! Eu tô segurando."
―Rex e Ahsoka Tano, durante um típico pouso forçado[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha nos Céus de Quell
Eu tô segurando

Rex e Ahsoka se seguram enquanto sua aeronave cai em direção à Liberdade.

Depois, Rex ajudou Skywalker e Tano a resgatarem a General Jedi Aayla Secura, cujas forças estavam à beira da derrota pela Confederação. Skywalker e suas forças chegaram na Resoluta, e usou várias canhoneiras para pousar no cruzador da Secura, a Liberdade. No entanto, após Skywalker prosseguir, a canhoneira de Tano e Rex foi atacada por um droide foguete, e eles foram forçados a fazer um pouso forçado no cruzador. Tano, Rex e suas forças se juntararam com Skywalker, Secura e o Comandante Bly, e continuaram a fugir do cruzador através de uma fragata da República. Entretanto, uma enorme rajada de tiros laser passou pela nave, e Skywalker sacrificou-se para salvar os outros. Tano e Secura foram capazes de trazer o inconsciente e gravemente ferido Cavaleiro Jedi a bordo da fragata, mas enquanto tentavam acoplar com a Resoluta, um ataque por droides Abutre danifica o hiperpropulsor da fragata, mandando-a para o hiperespaço. O grupo por pouco evita bater numa estrela, mas pousa forçosamente em um planeta remoto.[15]

Rex-Maridun

Rex protegendo o acampamento.

Rex fica para proteger Skywalker, enquanto Tano, Secura e o resto dos clones saem para encontrar ajuda. Skywalker acorda, e Rex é atacado por um mastim phalone—uma ave carnívora nativa do planeta. Rex foi capaz de afastar a criatura com tiros de blaster, mas na manhã seguinte, mais duas das criaturas chegam. Apesar de seus ferimentos, Skywalker insistiu em lutar, e Rex incapacita uma das criaturas com um tiro de laser. Rex foi derrubado, mas a volta de Tano, Bly e Wag Too—um curandeiro da colônia Lurmen no planeta—salva sua vida. Rex e Tano ajudaram Too a amarrar a última criatura, e o grupo volta para a colônia com ele, levando o ferido Skywalker em uma maca.[15]

Batalha de MaridunEditar

Rex: "Comandante Bly, temos companhia."
Bly: "São amigos?"
Rex: "Negativo, senhor. É uma nave droide. E está vindo em nossa direção."
―Rex e Bly[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Defesa de Maridun
Clones maridun

Rex, lutando ao lado do Comandante Bly em Maridun.

Enquanto os ferimentos de Skywalker eram cuidados pelos Lurmen, Rex percebeu uma nave de desembarque C-9979 da Confederação chegando. Não querendo que os Lurmen sofressem por sua presença, as forças da República decidiram se esconder, e Rex e Bly ajudaram o ainda ferido Skywalker a escapar. Uma sonda droide Separatista se depara com o grupo, e Tano, Rex e Bly perseguem o droide antes de Secura abatê-lo. De uma árvore, o grupo percebe que as forças da Confederação tinham montado sua base—e trazido uma lançadeira, a qual as forças da República pretendiam roubar para escapar do planeta. Entretanto, Skywalker percebeu que o general Separatista, o Neimoidiano Lok Durd e seu técnico de armas Pune Zignat, testavam uma nova arma, Rex e Bly chegam mais perto pra investigar. A arma disparou um míssil, o qual após pousar, explodiu e começou a destruir todas as formas de vida dentro do alcance. Despreparados, Rex e Bly escaparam por pouco, e os Jedi e clones perceberam que as forças da Confederação estavam indo em direção à colônia Lurmen, a única razão possível era testar a arma na própria colônia.

Rex, Bly, e Skywalker mantiveram os guardas droides distraídos enquanto Aayla e Ahsoka infiltravam-se na base e tomavam as torres de vigia e droides junto à parede. Após Ahsoka abrir a entrada principal, Rex, Bly e Anakin terminam com os droides restantes. Rex e Bly então encontraram geradores de escudo e os levaram na nave de volta à aldeia Lurmen. Rex e Bly então ajudaram seus comandantes Jedi a montar as defesas ao redor da aldeia. Quando o Gen. Durd chegou, ele disparou sua desfolhador mas, Rex e Bly conseguiram ligar os escudos. Quando Durd enviou um esquadrão, Rex, Bly e os Jedi foram capazes de proteger o seu terreno contra a primeira onda, mas quando a segunda onda chegou, Rex e Bly tiveram que recuar para proteger os geradores de escudo e os Lurmen. Felizmente, Anakin foi capaz de destruir o desfolhador e capturar Durd, e os Lurmen decidiram ajudá-los. Rex e Bly então vigiaram Durd e seu técnico de armas enquanto os colocavam a bordo da lançadeira no momento em que a frota da República os encontrava.[16]

Batalha de Orto PlutoniaEditar

"Temos que segurá-los!"
―Rex durante a emboscada dos Talz em Orto Plutonia[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Orto Plutonia
RexColdAssaultArmor-SWE

Rex equipado para assalto no frio.

Rex foi com Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi a Orto Plutonia para investigar a destruição de uma base de segurança clone. Depois que a guerra foi declarada entre os nativos Talz e os dignitários Pantoranos, especificamente o arrogante Presidente Chi Cho, Rex foi ordenado a proteger o Presidente Cho a todo custo. O Presidente então ordenou Rex a atacar os Talz quando eles se aproximassem deles, mas Rex afirmou que eles só estavam lá para protegê-lo. No entanto, ele foi forçado a atacar quando os Talz os atacaram, montando Narglatch, e o Presidente foi gravemente ferido. Rex levou-o para a segurança, afastando os Talz até a chegada dos Jedi e da Senadora Riyo Chuchi. O Presifente Cho morreu devido aos ferimentos, e a Senadora Chuchi estabeleceu um tratado de paz com os Talz.[17]

Batalha em NabooEditar

Jar Jar: "Puxa vida, mim vai ser treinado!"
Rex: "Eu é que não vou treiná-lo."
―Rex insiste que ele não treinará Jar Jar a usar um blaster[fonte]
Rex em Naboo

Rex, e outros clones combatem as forças droides no laboratório de Nuvo Vindi.

Quando a Senadora Padmé Amidala e o Representante Jar Jar Binks foram capturaddos procurando por um laboratório Separatista secreto em Naboo, cabia a Anakin, Obi-Wan, Ahsoka e Rex resgatá-los. Eles conseguiram, e também impediram o Dr. Nuvo Vindi de liberar o mortal Vírus da Sombra Azul.[18] Infelizmente, o droide assistente de Vindi pegou um dos recipientes de vírus e colocou-o em uma bomba. O droide então detonou a bomba, que espalhou rapidamente o vírus por todo a casamata. Anakin e Obi-Wan estavam do lado de fora com o cientista, quando o vírus foi liberado, assim para salvar seus companheiros, eles foram em busca de um antídoto em Iego. O vírus quase matou todos lá dentro, incluindo Rex, Ahsoka, Padmé, e vários outros clone troopers, mas felizmente os Jedi encontraram o antídoto a tempo, e todos infectados foram curados. Enquanto Rex estava sendo levado em uma maca, ele ouviu Obi-Wan falar a Jar Jar que a Senadora Amidala tinha recomendado que lhe dessem treinamento para aprimorar sua perícia com um blaster. Jar Jar ficou entusiasmado, mas Rex rotundamente disse que não iria treiná-lo.[19]

Batalha de RylothEditar

Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Ryloth
"Eu queria que o General Skywalker tivesse discutido esse plano conosco. As chances estão contra nós."
―Capitão Rex para Ahsoka[fonte]
Rex Ahsoka Storm Over Ryloth

Rex e um oficial de navegação conversam com Ahsoka.

Após o líder da União Tecnológica Wat Tambor ter ganho o controle de Ryloth e seus habitantes, Rex foi enviado com Anakin, Ahsoka e o Almirante Yularen para destruir o bloqueio e abrir caminho para as forças de invasão pousarem. Infelizmente, após Ahsoka ter liderado um esquadrão de caças, reforços Separatistas chegaram, e ela desobedeceu uma ordem direta para recuar e ajudar os cruzadores. A Resoluta foi danificada, e o Almirante Yularen gravemente ferido, e Ahsoka finalmente voltou, mas perdeu metade do seu grupo no caminho. Após as forças da República terem recuado, Anakin tentou consolar Ahsoka. Rex informou que o General Mace Windu estava solicitando um relatório da situação. Anakin então comentou que não tinha feito nenhum progresso, mas foi com Rex entregar seu relatório.[20]

Mesmo com apenas metade de suas forças restando, Anakin foi ordenado a continuar com o ataque. Anakin enviou Rex pra encontrar Ahsoka, que a encontrou na baía médica, pedindo desculpas a um inconsciente Almirante Yularen. Anakin então elaborou um plano para ele pilotar a Defensora sozinho e batê-la com a nave de controle líder, deixando apenas os droides no comando do bloqueio. Rex apoiou Ahsoka, que ainda estava abalada mas encarregada de resgatar Anakin além de destruir o resto do bloqueio. Ao elaborar um plano de ataque, Rex hesitou sobre o plano de Anakin, e tentou apoiar Ahsoka, inexperiente em comandar, mas ao mesmo tempo via a realidade da situação. Ahsoka, ainda hesitando, elaborou um plano para virar o casco da Resoluta em direção ao bloqueio, atuando como um escudo para lançar os caças, e o apoio do Almirante Yularen impulsionou a sua confiança quando o oficial de navegação duvidou da chance do plano ter sucesso. O plano funcionou, e após Ahsoka liderou um ataque bem-sucedido nas fragatas restantes no bloqueio, as forças de invasão chegaram, e ela despachou Rex para enviar uma lançadeira para resgatar a cápsula de fuga de Anakin.[20]

Pouco depois que o planeta foi liberado pelo Grande Exército da República, Rex, a Companhia Torrente, e seus comandantes Jedi foram encarregados de libertar o planeta da presença droide restante. Rex, juntamente com o sargento CS-2207—Boomer—saíram em uma patrulha noturna com AT-RTs pela cidade de Resdin. Os dois clones eliminaram um grande número de droides de batalha, mas foram emboscados e capturados pelo caçador de recompensas Cad Bane. Bane precisava dos clones vivos para proteger a arma de gravidade que ele tinha recentemente roubado da CSI, dos droides de batalha enviados para recuperá-la. Enquanto eles estavam inconscientes, Bane tinha equipado os clones com algemas explosivas e prometeu deixá-los ir se cooperassem com ele, mas ameaçou matá-los se eles se recusassem ou tentassem traí-lo. Sob as circunstâncias, Rex e Boomer não tinham escolha a não ser concordar com as exigências do caçador de recompensas. Juntos, eles derrotaram várias ondas de droides de ataque e um caça Abutre Separatista, até Anakin Skywalker e Ahsoka Tano—que rastrearam o sinal de Rex—chegaram para ajudar.[21]

Bane manter os Jedi afastados, novamente ameaçando detonar os explosivos nas algemas ao redor do punho dos clones, mas Skywalker magistralmente corta as algemas com seu sabre de luz, removendo o único poder de barganha de Bane. Efetivamente capturado, os Jedi ordenaram Rex e Boomer desarmá-lo. Com a mudança de situação, Bane foi forçado a cooperar, e com o hangar em que tinham lutado prestes a ruir a qualquer segundo, os Jedi e clone troopers decidem usar a sua nave, a Truque de Mão. Bane foi forçado a carregar a arma à nave enquanto os Jedi o vigiavam e Rex e Boomer seguiram para uma posição elevada da qual poderiam fornecer cobertura e limpar o caminho pra eles. Enquanto os dois clones deixavam o hangar, eles atravessaram uma passagem na qual dava pra ver sucata de Ryloth. Após destruir outro Tri-droide vagando pelas sucatas, os clones foram atacados por ondas de droides de batalha descendo de uma colina próxima. Deixando a colina, Rex e Boomer encontraram um par de Tri-droides emergindo de dentro de um túnel. Usando lança-foguetes, os clones destruíram os muitos droides e continuaram. Na nave, os Jedi foram emboscados pelo Skakoano Kul Teska, o criador da arma de gravidade, e uma briga se seguiu na qual os Jedi acabaram presos dentro de uma bolha de energia até Rex e Boomer chegarem pra ajudar. Diante de um ultimato—salvar seus Jedi comandantes ou matar Teska—os clones decidem resgatar os Jedi, permitindo que Teska escape no transporte de Bane, levando a arma de gravidade, e o próprio Bane, com ele.[21]

Evacuando FeluciaEditar

RexFelucia-HolocronHeist

Rex segurando terreno em Felucia.

"Venham! Vamos embora daqui!"
―Rex a suas tropas[fonte]

Em algum ponto após a Batalha de Ryloth, a República Galáctica lançou um assalto ao planeta Felucia mas acabou sendo derrotada pelas forças do General Grievous. Quando as forças da República em desvantagem em Felucia pedem por ajuda, uma frota de evacuação sob comando do Alto General Jedi Plo Koon foi ao sistema, e Rex e o Comandante Clone Cody evacuaram suas tropas clone da derrota certa. Antes de fugir para Coruscant, a República teve que evacuar as forças da Comandante Ahsoka Tano. Após isso, Rex foi movido a Coruscant por um tempo.[22]

DevaronEditar

Rex participou da Batalha sobre Devaron apoiando a tática de Anakin Skywalker de dispor AT-TEs do espaço para uma nave Separatista. Após pousar a bordo, Rex lutou contra droides e Cad Bane pra tentar resgatar Bolla Ropal. Seus esforços falharam e Bolla Ropal foi morto. Anakin e Ahsoka disseram a Rex para arranjar um transporte para fora da nave enquanto eles iam atrás de Bane. Rex seguiu ao hangar mas precisava da ajuda dos Jedi pra conseguir a nave. Depois de pegar Bane na armadura de Denal, eles fugiram da nave em explosão. Após retornar à Resoluta Rex encontrou sangue que não era de um clone na parte de trás do transporte. Descobriu-se que era o sangue de Bane, que conseguiu escapar em uma armadura de clone roubada.[23]

Segunda Batalha de GeonosisEditar

"Da próxima vez é só pedir que eu pulo."
"Só que daí não teria graça nenhuma."
―Rex, para Skywalker, depois de ser jogado de uma parede e pego com a Força[fonte]
RexBlastersGeonosis

Rex lutando em Geonosis

Rex foi oficial das forças do General Skywalker em um ataque de três frentes a um gerador de escudo Separatista em Geonosis. Quando todas as canhoneiras foram derrubadas, Rex, Anakin, e Ahsoka destruíram uma fortaleza fortemente armada e se encontraram com os Generais Obi-Wan Kenobi e Ki-Adi-Mundi e os Comandantes Clone Cody e Jet. Eles então destruíram o gerador de escudo. Eles então precisavam destruir a fábrica de droides que o gerador de escudo protegia. Ki-Adi-Mundi e Obi-Wan saem para se recuperar [24], mas Luminara Unduli e sua Padawan, Barriss Offee, se juntaram ao ataque. As Padawans invadiram a fabrica através de uma rede subterrânea comum na arquitetura Geonosiana para explodir o reator. Nesse meio tempo, Rex, Luminara, e Anakin distraíam as forças droide de Poggle o Menor. Um novo projeto de tanque foi liberado por Poggle, mas ambos Rex e as Padawans tiveram êxito.[25] Depois, Skywalker, Unduli e Kenobi capturaram Poggle, Rex foi com os generais para escoltar Poggle até Coruscant. Rex foi o primeiro a ter notícias das padawans Barriss e Ahsoka após perder contato com elas [26].

Primeira Batalha de SaleucamiEditar

"Rex é um homem esperto."
"De fato, age sempre com os pés no chão."
Cody e Obi-Wan Kenobi[fonte]
Blue Glass Arrow Artigo principal: Batalha de Saleucami
Bacta patch

Rex, ferido em Saleucami.

Quando o Mestre Jedi Eeth Koth foi capturado por Grievous, Rex foi com os Generais Skywalker e Adi Gallia resgatá-lo. Rex e um pelotão de clone troopers esteve a bordo da nave de comando de Grievous e protegeu a saída, enquanto os Jedi resgatavam o Mestre Koth. Quando Anakin trouxe o Mestre Koth de volta, Rex e um de seus troopers ajudaram Koth a entrar na nave. Após Grievous escapar à superfície de Saleucami, Rex, junto a Jesse, Kix e Hardcase foram enviados pelo Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi para encontrar o General Grievous nos pantanais. Pelo caminho, Rex foi ferido por um Droide Comando Atirador. Jesse disse a Kix ajudar Rex, mas não poderia fazer isso a céu aberto. Precisando de cuidados médicos, os clones, carregando Rex em um dos speeders, foram em busca de abrigo e finalmente pararam numa pequena fazenda onde eles encontraram uma Twi'lek chamada Suu segurando um blaster. Jesse disse que eles precisavam de ajuda e cobertura, o que Suu logo lhes ajudou. Enquanto Rex descansava, ele ouviu um barulho; ele agarrou seu blaster, mas foi desarmado por Cut Lawquane. Em seguida, Cut convidou Rex pra jantar com ele e sua família. Rex e Cut discutiram sobre a guerra e um papel de um clone nela. Depois quando os filhos de Cut, Jek e Shaeeah, ativaram uma cápsula de fuga cheia de droides de Comando, Rex ajudou Cut a defender sua família dos droides e destruiu muitos deles. Rex foi depois contactado por Kenobi e ele partiu para se juntar ao grupo, dizendo que Cut ainda era um desertor, mas certamente não um covarde.

Defesa da CoronetEditar

Após a investigação de Kenobi em Mandalore, Rex, Anakin, Cody e seus troopers foram designados com Kenobi para defender a Duquesa Satine a bordo da Coronet contra o Olho da Morte. Kenobi e Skywalker informaram Rex, Cody e seus soldados da importância da segurança da Duquesa. Rex e Cody, junto a seus troopers foram patrulhar o compartimento de carga da nave. Quando Rex perdeu contato com 2 de seus troopers, Skywalker chegou pra ajudar a encontrá-los. Rex, Anakin e Cody em seguida encontraram um contêiner aberto. Eles foram então procurar o conteúdo. Quando Anakin foi atacado por uma sonda assassina, Rex, Cody e os seus homens destruíram-na. Infelizmente, uma das sondas chegou ao elevador. Após isso as sondas caídas liberaram sondas menores. Rex, Cody e Anakin ficaram perto um do outro até eles destruírem as sondas menores. Rex, Cody e Anakin depois foi encontrar o droide responsável pelo manifesto de carga, para ver quem trouxe as sondas assassinas a bordo. Após Anakin ter informado Kenobi que um dos senadores era um traidor, Rex, Cody e Anakin então procuraram pela última sonda assassina. Quando Rex e Cody encontraram um capacete de seus troopers, uma das sondas menores saltou neles. Felizmente, Anakin e R2-D2 salvam ambos Rex e Cody antes dela matá-los. Quando encontraram a última sonda assassina, ela tentou matar Rex com suas garras, mas Rex foi capaz de usar suas mãos para afastá-la. Quando Anakin corta as pernas da sonda, Rex pulou em cima e atirou nela. Após isso o traidor Senador Merrik contactou o comandante do Olho da Morte, que enviou três embarcações Separatistas para ajudá-lo. Após elas se anexarem à Coronet, descarregaram super droides de batalha. Enquanto Obi-Wan tentava salvar Satine, Rex, Anakin, Cody, e seus troopers junto com os guarda-costas de Satine lutaram contra os super droides de batalha. Eles conseguiram derrotá-los e Kenobi, agradece a Anakin por ter matado Merrik, salvado Satine e a nave da destruição certa.[27]

Batalha de MalastareEditar

"Precisamos segurar eles até que soltem a bomba."
―Rex[fonte]
Rex valente

Rex mantém a linha de defesa

Rex serviu em Malastare ao combater uma massiva força de invasão enviada pela Confederação de Sistemas Independentes. A República testava uma arma de pulso eletromagnético protótipo, a bomba de elétron-próton, que foi desenhada para desativar todos os droides de batalha sem ferir as tropas da República ou os nativos guerreiros Dug. Rex e suas tropas foram encarregados de manter a linha de defesa tempo o suficiente para um voo dos bombardeiros chegar com a bomba e desativar o exército droide.[28]

A bomba teve sucesso em desativar ou destruir toda a força inimiga. Apesar de sua eficácia, o poder de explosão da bomba criou uma reação sísmica que abriu um buraco no ponto de impacto. O buraco engoliu muitas unidades remanescentes da República; Rex por pouco evitou esse destino, fugindo para terra firme. A explosão também despertou uma Fera Zillo hibernando, uma espécie que se pensava estar extinta. Doge Nakha Urus, o líder do povo Dug, insistiu que a República os ajudasse a destruir a criatura, ou ele não assinaria um tratado que forneceria combustível crítico necessário para alimentar as máquinas de guerra da República. Os Jedi se opuseram a matar uma criatura única e em vez disso encontraram uma maneira de forçá-la inconsciente e transportá-la para um local seguro fora do planeta. Com a eliminação bem sucedida da ameaça da Fera Zillo, Rex esteve presente enquanto Urus assinava o Tratado de Malastare.[28]

Alvoroço da Fera ZilloEditar

"Muitos dos planos do general envolvem quedas."
―Rex[fonte]

Após os Jedi trazerem a Fera Zillo a Coruscant, ele escapou e alvoroçou toda a cidade. Rex esteve entre os clone troopers tentando impedir a Fera. Quando Anakin Skywalker, Padmé Amidala, e o Chancellor Palpatine foram capturados pela fera, Rex apontou o plano do Anakin de cortar sua nave no meio para escapar. Quando Obi-Wan lembrou Mace Windu de pegá-los quando caíssem, Rex comentou que muitos doa planos de Anakin envolvem quedas. Rex estava observando canhoneiras LAAT lançarem bombas de gás cheias de óleo Malastariano na Fera Zillo e incapacitá-la.

Defendendo o LarEditar

RexCodyFivesEcho-Kamino

Rex lutando em Kamino com Cody, Echo, e Fives

Algum tempo após a sua primeira tentativa de atacar as instalações de clones de Kamino, Asajj Ventress e Grievous planejavam atacar o planeta de novo, mas a República interceptou comunicações sobre a emboscada pouco antes dela. Rex liderou a 501ª de volta ao seu planeta natal para defendê-lo das forças Separatistas. Durante a batalha, Rex mais uma vez lutou ao lado do Comandante Cody, que acompanhou Rex aos quartéis, onde encontraram os soldados sobreviventes do posto avançado da lua de Rishi, Fives e Echo, junto a vários cadetes e o clone malformado 99. Juntos, os clones defenderam o quartel dos droides usando provisões do arsenal. Entretanto, quando eles ficaram sem granadas, 99 saiu para reabastecer, mas os droides de batalha o mataram. Após a batalha, Rex e os outros clones honoraram seu irmão caído, reconhecendo-o como um verdadeiro soldado. Rex e Cody depois anunciaram Fives e Echo que estavam a ser oficialmente designados como soldados ARC por seus atos corajosos defendendo seu lar.

Respondendo ao sinal de socorroEditar

Mais tarde na guerra, Rex foi despachado para encontrar Anakin Skywalker, Obi-Wan Kenobi e Ahsoka Tano para investigar um antigo sinal de socorro Jedi de 2.000 anos. Acreditando ser uma armadilha Separatista, Rex foi enviado a bordo de um destróier fortemente armado, onde entrou em contato com o trio para relatar uma anomalia nos escâneres da nave. Em seguida, ele perdeu a conexão com eles e não foi capaz de retomar o contato. Mais tarde, foi divulgado que o sinal de socorro havia sido do misterioso Pai para atrair Anakin ao seu planeta, Mortis, a fim de verificar se ele era o escolhido, e interrompeu as comunicações de Rex. Um momento depois no tempo de Rex, o sinal com os Jedi foi recuperado. Rex ficou confuso quando Skywalker lhe disse que eles tinham desaparecido por mais tempo, mas observou que Rex não acreditaria se ele lhe dissesse.

Resgatando o Mestre PiellEditar

Após o Mestre Jedi Even Piell ser capturado, Rex atendeu às instruções do Mestre Plo Koon por holograma. Sue missão era resgatar o Mestre Piell da prisão inexpugnável conhecida como a Cidadela. Durante as instruções, Rex questionou se o Mestre Piell would still be alive and was reassured thatainda estaria vivo e obteve a garantia de que, uma vez que ele carregava informações valiosas sobre a Rota Nexus, os Separatistas não o executariam.

Após as instruções, Rex reuniu-se com Skywalker, Kenobi, Cody e o resto de sua equipe no hangar do Templo Jedi. Rex foi então congelado em carbonita com o resto da equipe, para enganar os sensores. Sua lançadeira de transporte foi capaz de cruzar as defesas externas e pousar em uma caverna perto da Cidadela. Depois que a equipe foi descongelada, eles viajaram para a Cidadela. Durante uma travessia perigosa de um campo minado de sensores, o membro da equipe Charger foi detectado, alertando o diretor da Cidadela, Osi Sobeck, de sua presença.

No caminha para a cela do Mestre Piell, Rex, junto aos ARC Troopers Echo e Fives, desativaram câmeras e torretas em paredes pelo caminho. Após libertarem o Mestre Piell, Rex e o resto da equipe, em seguida, foram libertar o capitão de Piell. Em seguida, foram emboscados por droides comando. Rex e o resto da equipe foram capazes de derrotar a primeira onda de droides comando, mas quando uma segunda onda de droides comando chegou, Sobeck ativou imãs no teto que atraíram as armas de Rex, desarmando-o totalmente. Rex lutou com as próprias mãos até Skywalker desativar os campos magnéticos e a equipe foi capaz de recuperar as armas. Após o oficias de Piell, incluindo seu capitão, Wilhuff Tarkin, serem resgatados, Rex ajudou na criação de um desvio. Skywalker localizou uma antiga caverna mencionada nos dados arquivados, e Rex abrigou-se com seus companheiros.[29]

Rex-Cidadela

Rex e sua equipe lutam na Cidadela

Mais super droides de batalha e droides comando atacaram a equipe por trás, e um droide comando equipado com um gerador de escudo portátil, abriu fogo contra Rex e seus clones. Ahsoka Tano conseguiu acabar com a unidade e garantir uma rota de fuga. A rota, entretanto, passava por um bolsão de gás inibidor de blaster. No ponto de encontro para a evacuação, o grupo foi atacado mais uma vez. Entretanto, reforços chegaram e, usando a escotilha do túnel como cobertura, Rex e o grupo conseguiu escapar dos droides perseguidores. Skywalker implantou um detonador térmico no interior do túnel, causando uma enorme explosão e destruindo os droides presentes.

Depois de perceber que a evacuação foi abortada, Rex e os outros dirigiram-se para a pista de aterrissagem, onde R2-D2 deveria apanhar Kenobi e sua equipe. Kenobi, sua equipe, R2 e seu esquadrão droide já estavam envolvidos em um tiroteio com droides caranguejo, droides comando e droide de batalha B1. A equipe imediatamente correu para a pista de aterrissagem para ajudar Kenobi e sua equipe. Porém, eles não conseguiram proteger sua nave que foi destruída, matando Echo np processo.[30] Rex e o restante da equipe recuaram para as cavernas abaixo da Cidadela e esperaram por reforços, que Kenobi tinha chamado antes. A equipe prosseguiu para uma pequena ilha onde Plo Koon iria resgatá-los. Ao descer um penhasco, um clone trooper e um oficial naval foram mortos, e o esquadrão droide de R2-D2 se sacrificou. Desesperado para capturar os fugitivos, Osi Sobeck liberou uma matilha de Anoobas para caçar a equipe. Em um plano para emboscar os Anoobas, Mestre Piell foi morto. Rex assistiu enquanto os Jedi realizavam um funeral para ele, e então seguiram. Quando chegaram à ilha, Rex avisou sobre a equipe de Osi Sobeck vindo com um pelotão de PAMs. Na batalha, Fives derrubou Osi Sobeck, que quase matou Tarkin, mas foi resgatado por Ahsoka. Plo Koon então chegou e resgatou o grupo, incluindo Rex, e a equipe partiu de Lola Sayu.[31]

Retorno a FeluciaEditar

Rex, junto a Skywalker, Ahsoka, Gen. Plo Koon, e o Comandante Wolffe retornaram a Felucia para neutralizar um posto avançado inimigo que tinha sido reforçado por Grievous. Enquanto as equipes de Ahsoka e Plo Koon invadiam pelas laterais do posto avançado, Rex, Skywalker, batedores Felucianos, e o resto dos clones ocuparam posições para que Turbo Tanques e AT-TEs foram capazes de abrir fogo contra os droides acampados na base. Rex, Skywalker e seus homens então emboscaram os droides, auxiliando na operação de limpeza do Mestre Koon. Após isso, Rex ajudou Skywalker em sua busca ao redor da base por Ahsoka, que havia desaparecido durante a luta. A expedição foi então encerrada.[32]

Segunda Batalha de Mon CalamariEditar

Após isso, Rex supervisionou de um Cruzador Jedi a distribuição dos troopers mergulhadores do Gen. Kit Fisto e de Ahsoka Tano durante a Segunda Batalha de Mon Calamari.[33]

Batalha de UmbaraEditar

"Ele é metido a durão, mas é leal"
"Ele me faz lembrar você."
"Talvez... há muito tempo."
―Rex e Anakin Skywalker falando de Dogma[fonte]

Rex, junto com o General Skywalker e a 501ª foram enviados a Umbara para tomar a Capital. Rex e as tropas de Skywalker eliminariam os reforços inimigos atacando o ataque conjunto dos Generais Obi-Wan Kenobi, Pong Krell e Saesee Tiin. Após Rex, Skywalker e o resto da 501ª pousaram, eles e os TR-TTs abriram caminho para o ponto de encontro em um cume. Rex e Skywalker descansaram suas forças. Os Umbaranos lançaram então um ataque surpresa a partir de sua retaguarda com Droides Assassinos Millicreep. Após Skywalker pedir um bombardeio no cume, Rex fez a 501ª ir para longe do cume enquanto o Comandante Osso duro bombardeava os Umbaranos.

RexvsKrell-Umbara

Rex e o General Pong Krell discutem a estratégia durante a Batalha de Umbara.

Depois disso, Krell chega e diz a Skywalker que o Supremo Chanceler solicitou que Skywalker volte a Coruscant e passe o comando da 501ª para Krell nesse ínterim. Krell então disse a Rex para preparar o batalhão para marchar até a Capital. Ao longo do caminho, eles foram atacados por dois Banshees. Após Krell matar ambos os banshees, Rex pergunta a Krell se seus homens poderiam fazer uma pausa, o que Krell recusa, sabendo que o tempo não era um luxo da República podia ter. Quando Rex, Krell, e a 501ª chegaram aos arredores da Capital, Krell ordena as tropas para lançar um ataque frontal total em vez de usar ataques surpresa preventivos apesar do desacordo de Rex com o plano de Krell. Contudo, Rex cumpriu a ordem e depois levou seus soldados e TR-TTs à estrada principal para atacar o capital.

Enquanto Rex e a 501ª marchavam pela estrada, eles se toparam com um campo de minas, matando alguns soldados. Depois de passar pelas minas, Rex e a 501ª foram pegos numa emboscada liderada pela Milícia Umbarana. Rex e a 501ª seguraram seu terreno mas estavam muito expostos para resistir por muito tempo. Rex depois ordenou à 501ª a recuar de modo a ganhar uma melhor posição de combate. Rex e seus homens foram capazes de se juntar a Krell e o resto da 501ª. Juntos, eles foram capazes de repelir os Umbaranos. Após isso, Krell criticou Rex por desistir da estrada. Rex e Fives conseguiram convencer o general que eles fizeram o que era melhor para os seus homens. Após Krell dar a Rex um elogio duvidoso, ele, Fives, e o resto da 501ª continuaram a impedir um contra-ataque Umbarano.[34]

Death-star-2 Esse artigo está em construção.

O autor deve estar treinando seus poderes de Jedi.

Armaduras e equipamentosEditar

RexPhaseII-IGN

Rex na sua armadura Fase II com o capacete modificado.

A armadura do Rex usava os desenhos coloridos que todos na 501ª Legião tinham em 19 ABY, embora a armadura ainda era a armadura Fase I. Ele também usava um kama e pauldron, e seu capacete ostentava olhos Jaig. Ele carregava blasters de mão DC-17 duplos, mas também utilizava os rifles blaster padrões. Seu capacete possuía um telêmetro, que era um instrumento mais comum entre os Comandos Avançados de Reconhecimento. Quando necessário, Rex também usaria mochilas propulsoras ou determinadas armas na missão, tais como as armaduras personalizadas de assalto no frio.

Quando a armadura Fase II foi lançada para as tropas clone, Rex a viu como um substituto inferior às originais Fase I: acreditando serem mais pré-fabricadas, Rex pegou seu capacete original da fase I, o cortou e soldou junto com as peças da Fase II, sentindo uma melhoria, tais como os filtros de respiração e sistemas de comunicação. Os demais aspectos de sua armadura, no entanto, foram trocados para as variantes da Fase II. Sua armadura também contou com as marcas de soldagem em seu capacete e tronco e manteve os desenhos da mesma cor azul como da sua armadura Fase I.

Personalidade e traçosEditar

"Ao meu ver, a experiência supera tudo."
―CT-7567 "Rex"[fonte]
Rex-SWM

Rex com blasters esfumaçantes.

Rex resumiu sua filosofia em afirmar que a experiência supera tudo. Um pensador independente, ele não tinha medo de expressar sua opinião a oficiais de maior categoria, mas ainda obedecia ordens de seus superiores sobre tudo exceto circunstâncias extremas. Rex também era muito educado, adepto à difusão de situações de tensão ou constrangimento. Por causa de sua estreita relação com o General Skywalker, Rex aprendeu a nunca subestimar a capacidade dos Jedi, nem duvidar de sua determinação.

Treinado em uma variedade de estilos e táticas de combate, ele era um soldado qualificado, sem medo de se colocar em perigo se necessário para o cumprimento do dever. Estas características permitiram a Rex sobreviver a muitas campanhas e levar suas tropas para inúmeras vitórias. Rex demonstrou força mental suficiente para resistir a um truque da mente de um usuário da força do calibre de Asajj Ventress.

Rex esperava muito do General Skywalker, que também respeitava o capitão e colocava um alto grau de confiança nele. Ambos se ajudavam em grande estima, e apesar de Rex protestar às vezes sobre as ordens de Skywalker, ele as seguia à risca. Por sua vez, Skywalker colocava um alto valor nas sugestões do Rex, às vezes dando ao capitão a prerrogativa durante as operações de combate.

RexJetpack-SWE

Rex usando sua mochila propulsora.

Rex também foi capaz de deduzir que Skywalker era apaixonado por Padmé Amidala, devido à sensibilidade dos clones em perceber detalhes pessoais - tais como olhares excessivamente longos, uma tendência a tirar a atenção à menção de seu nome - desenvolvido pela vida em que todos os indivíduos parecem o mesmo. No entanto, Rex acreditava que os sentimentos não eram retribuídos e não suspeitava que os dois se casaram secretamente.

Rex era conhecido por ter uma estreita relação com Ahsoka Tano; os dois muitas vezes interagiam usando o primeiro nome ou até mesmo apelidos. Inicialmente, meio surpreso por seu entusiasmo, Rex cresceu uma confiança com a ansiosa jovem Jedi, inicialmente atuando como mentor e oferecendo-lhe conselhos e apoio, e ajudá-la quando a sua competência foi contestada por outros. Quando Ahsoka ganhou experiência, Rex passou a respeitá-la como capaz e de confiança superior.

Rex tinha um forte relacionamento de trabalho com o Comandante Cody, e parecia ser amigo do comandante, trabalhando de perto com ele durante muitas das missões compartilhadas do General Skywalker e do General Kenobi. Enquanto Cody era às vezes cético sobre a originalidade e tendências criativas de Rex, ele admirava as habilidades de raciocínio rápido de Rex, e muito respeitava o oficial de classificação mais baixa.

Rex era um ávido fã de Limmie, parcialmente devido à equipe Sullustana, Atlético Byllurano. Quando pela primeira vez chegou a bordo da RAS Niveladora, ele tingiu seu cabelo de azul e cortou em tiras para dar apoio à equipe, que estava nas finais.

Rex demonstrou pela primeira vez sua própria independência, permitindo que a deserção de Cut Lawquane não fosse declarada, embora ele recusou a oferta de Lawquane para uma chance de também desertar e viver na fazenda. Rex no entanto foi afetado pela família de Cut, e afirmou que a sua lealdade para com a TAG estava enraizada no desejo de defender as pessoas como a família de seu irmão. Ele reconheceu que pessoas como os Lawquanes eram a razão pela qual ele lutava, e não por causa de seu condicionamento.

RexHomeHero

Rex usando sua pistola blaster de mão DC-17.

Rex acreditava firmemente na humanidade de si mesmo e de seus clones companheiros. Enquanto ele não hesitaria em seguir seus superiores em missões perigosas ou onerosas, ele reagiria se ele acreditasse ferozmente que seus homens estavam sendo desrespeitados ou tratados de forma desumana. Apesar disso, Rex ainda acreditava que era o dever de um soldado sacrificar sua vida pela vitória, se necessário.

Depois de seus encontros com Cut Lawquane e General Krell, Rex começou a rejeitar a crença de que ser um bom soldado significava que ele devia obedecer ordens sem questionar. Rex comparou a noção de obediência cega à programação de um droide, e argumentou que, como indivíduos, ele e seus clones companheiros necessitavam tomar suas próprias decisões quando eles acreditassem que uma ordem estivesse errada.

Nos bastidoresEditar

De acordo com os comentários do DVD do filme, os criadores, a princípio tinham decidido colocar em Alpha, o ARC Trooper conhecido da Dark Horse em Star Wars comics, como personagem clone primário da série. No entanto, Lucas se opôs porque sua inclusão tornaria muito de uma aliteração (Anakin, "Artoo", Ahsoka, e agora Alpha), então um personagem clone diferente foi criado.

Notas e referênciasEditar

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Databank title Clone Captain Rex no Databank (Em inglês) (Conteúdo agora obsoleta; links de backup 1 2 em Archive.org)
  2. 2,0 2,1 2,2 Star Wars Episódio II: O Ataque dos Clones
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 3,5 3,6 3,7 Star Wars: The Clone Wars film
  4. 4,0 4,1 4,2 The Clone Wars: No Prisoners
  5. 5,00 5,01 5,02 5,03 5,04 5,05 5,06 5,07 5,08 5,09 5,10 Star Wars: The Clone Wars romantização
  6. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "The Hidden Enemy"
  7. Star Wars: The Clone Wars Volume 1: Shipyards of Doom
  8. Star Wars: The Clone Wars Volume 2: Crash Course
  9. The Clone Wars: Mouse Hunt
  10. 10,0 10,1 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Rookies"
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Downfall of a Droid"
  12. The Clone Wars: Wild Space
  13. 13,0 13,1 13,2 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Duel of the Droids"
  14. Star Wars: The Clone Wars: Jedi Alliance
  15. 15,0 15,1 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Jedi Crash"
  16. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Defenders of Peace"
  17. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Trespass"
  18. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Blue Shadow Virus"
  19. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Mystery of a Thousand Moons"
  20. 20,0 20,1 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Storm Over Ryloth"
  21. 21,0 21,1 Star Wars: The Clone Wars: Republic Heroes
  22. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Holocron Heist"
  23. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Cargo of Doom"
  24. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Landing at Point Rain"
  25. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Weapons Factory"
  26. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Brain Invaders"
  27. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Voyage of Temptation"
  28. 28,0 28,1 TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "The Zillo Beast"
  29. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "The Citadel"
  30. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Counterattack"
  31. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Citadel Rescue"
  32. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Padawan Lost"
  33. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Water War"
  34. TCW mini logo Star Wars: The Clone Wars – "Darkness on Umbara"

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.