FANDOM


Eras-legends

30px-Era-imp30px-GoodIcon

"O que você quer é vingança, Mestre Arana, e isso só pode o levar ao Lado Sombrio!"
"Talvez. Mas talvez com isso, possa derrotar os Sith, um precisa ir ao lado sombrio! Não é o lado sombrio que nos torna mais poderosos? Para salvar a Galáxia dos Sith, porque não ousaremos usar qualquer arma?"
Tsui Choi e Koffi Arana[fonte]

Koffi Arana foi um Mestre Jedi da espécie Humana nascido em Turkana. Serviu à Ordem Jedi e à República Galáctica em seus últimos anos durante as Guerras Clônicas, onde serviu como um General Jedi. Durante os últimos anos das Guerras Clônicas, Arana lutou na Batalha de Boz Pity.

Com a execução da Ordem 66, Arana foi um dos poucos a sobreviver em seus primeiros estágios, indo a se esconder junto a vários outros Mestres Jedi, sendo eles: Tsui Choi, Roblio Darté, Jastus Farr, Ma'kis'shaalas e Shadday Potkin numa mina abandonada em Kessel.

Contudo, o Lorde Negro dos Sith Darth Vader invadiu a mina onde se encontrava, procurando pelo Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi. Arana e os outros Jedi emboscaram Vader e o atacaram, determinados a matar o Lorde Sith. Após Vader ter derrotado Wezz, Potkin e Ma'kis'shaalas, Vader desativou o sabre de luz de Arana com a lâmina do Sabre de Luz de Potkin. Choi e Swan conseguiram ferir o braço de Vader, do qual empunhava seu Sabre de luz, e enganou os Jedi fingindo rendição. Arana por sua vez, queria que os Jedi matassem logo o Lorde Sith. Após dialogar com Swan, Arana a assassinou, tentando cravar o seu sabre em Vader. Após as tentativas de assassinato de Arana, Vader usou a Força para lançar seu braço (que ainda estava com o sabre de luz ligado) no peito de Arana, o matando. Após sua vitória, Vader junto à 501ª Legião mataram Choi, Farr e Darté.

BiografiaEditar

Ordem 66Editar

"Não há mais República, Mestre Darté. O Senado optou para ser tornar um Império, se lembra?"
"Eles foram manipulados, assim como todos nós fomos manipulados com a Guerras Clônicas. Palpatine e Dookan estavam em conjunto um com o outro, o que muito está claro agora."
Tsui Choi e Koffi Arana[fonte]
AranaJediTemple

Koffi Arana em frente ao Templo Jedi após o início do Grande Purgo Jedi.

Koffi Arana nasceu nas décadas finais da República Galáctica, vindo do planeta de Turkana. Arana serviu à Ordem Jedi e a República Galáctica como um Mestre Jedi e, um General Jedi para o Grande Exército da República durante as Guerras Clônicas. Durante a guerra, Arana visitou a Orla Exterior quando foi ao planeta de Tatooine.

Em 19 ABY, durante os estágios finais da guerra, Arana lutou contra as forças Separatistas durante a Batalha de Boz Pity. Ele mais tarde, participou de uma reunião no Centro de comunicação do Templo Jedi para saber como iria o andamento das guerras. Após a reunião ser concluída, Arana deixou a sala juntamente a outros Jedi.

Arana sobreviveu aos estágios iniciais da Ordem 66 emitido pelo Chanceler Supremo Palpatine, para todas as Tropas Clones matassem seus Comandantes Jedi. Pouco tempo após a ordem ser dada, o Lorde Negro dos Sith Darth Sidious, declarou-se o primeiro Imperador Galáctico do Império Galáctico recém formado. Arana eventualmente voltou a Coruscant e se juntou a multidão na base do Templo Jedi. Arana assistiu os corpos falecidos dos Jedi sendo queimados na Entrada do Templo Jedi e testemunhou um ataque feito por um Jedi aos clones. Arana e outros Jedi em meio a multidão —Shadday Potkin, Dass Jennir, Kai Hudorra, e a Padawan Noirah Na— não se juntaram ao Jedi que atacou os Clones, e o assistiram ser morto.

Emboscada em KesselEditar

Jedi em Kessel

Os Jedi se preparam para sua luta contra Vader.

"Ele precisa morrer! Se você não quer matá-lo, de-me o Sabre de Luz que eu mesmo o faço!"
"Não se deixe levar pela sua raiva Mestre Koffi! Cuidado com o Lado Sombrio!"
"Qualquer arma eu mato o Sith, eu vou tomar, Bultar Swan."
―Koffi Arana mata Bultar Swan.[fonte]
Após terem se escondido por um mês no subsolo, Arana viajou para o planeta de Kessel. Ele secretamente se encontrou com os Mestres Jedi Tsui Choi, Roblio Darté, Jastus Farr, Ma'kis'shaalas, Shadday Potkin, e as Cavaleiras Jedi Bultar Swan e Sia-Lan Wezz em uma minha espacial abandonada. Em pouco tempo, os Jedi estava á discutir sobre a queda da República e a Ascensão do Império. Durante sua reunião, Arana defendia a luta contra os Sith, mesmo que podesse cair para o Lado Sombrio. Logo, Potkin revelou falsas informações de que Obi-Wan Kenobi estaria nessa reunião, que o Lorde Negro dos Sith Darth Vader o procuraria em Kessel. Após a revelação, Arana e os outros Jedi se prepararam para a batalha contra Vader. Logo, o Lorde Sith invadiu a sala onde se encontravam os Jedi e, exigiu que alguém lhe falasse onde Kenobi se encontraria. Arana e os outros Jedi, encurralaram Vader em um combate com os Sabre de Luz. Quando o Lorde Negro, derrotou Wezz, Arana atentou á atacá-lo por trás, mas foi empurrado pela força por Vader. Depois que Vader assassinou Ma'kis'shaalas, ele foi ferido por Farr e, Arana mais uma vez atentou atingi-lo com o seu sabre, mas Vader se evadiu de seu golpe.

Vader recuou e matou Potkin, roubando seu lâmina de Cortosis. O Lorde Sith continuou sua batalha contra os Jedi, usando a lâmina de Potkin para desativar os sabres de luz de Arana, Farr e Darté. Contudo, Choi conseguiu cortar o braço sibernético de Vader. Logo, o Lorde Negro fingiu sua rendição aos Jedi e, Arana implorou aos Mestres que acabesse com sua vida logo ali. Swan parou Arana, o repreendendo dizendo-lhe que eles eram Jedi e, que não assassinariam prisioneiros desarmado e rendidos. Arana por sua vez, disse-lhe que ele era perigoso demais para viver, pedindo-lhe seu sabre de luz. Swan suplicou que ele não sucumbisse à sua raiva, mas Arana apreendeu a sua arma, assassinado-a. Choi, ficou chocado com a atitude de Arana, então o Jedi prometeu que iria vingar a morte de Swan e dos outros. Então Arana saltou com o sabre de luz ligado, mas Vader usou a força para lançar seu braço que continha o sabre de luz de Potkin até o peito do Jedi, matando-o. Após a morte de Arana, Vader junto a 501ª Legião derrotaram Farr, Choi e Darté.

Os fatos ocorrentes da morte de Arana foram arquivadas em uma reportação do Comandante Clone Bow, um stormtrooper da 501ª Legião. Os fatos oficiais—que foram modificados pelo Assessor Imperial Sate Pestage de uma compilação de várias reportações criada pelo Moff Imperial Marcellin Wessel —Afirmando que Arana morreu pelos outros Jedi em sua busca desesperada por poder.

Traços e PersonalidadeEditar

"Dois Sith—somente dois—e toda a Ordem Jedi é perdida. O que os ensinamentos Jedi trarão de bom agora? Matar os Sith. Matar os Sith, e o Império cairá."
―Koffi Arana.[fonte]
200px-Arana Death

Koffi Arana é morto por Darth Vader.

Durante as Guerras Clônicas, Mestre Koffi Arana serviu à República como um General Jedi. Depois de Palpatine ter traído os Jedi e ter se declarado o Imperador do Império Galáctico, Arana começou a acreditar que os ensinamentos Jedi eram fracos já que somente dois Sith pôde destruir a Ordem Jedi inteira. Ele advogou matar os dois Lordes Sith, sentindo que qualquer tipo arma poderia ser usada—até mesmo o lado sombrio da Força—se isso significasse salvar as galáxia dos Sith. Durante a emboscada Jedi de Darth Vader em Kessel, o Lorde Sith tentou render-se ao grupo Jedi, Arana imediatamente suplicou que os Jedi matassem Vader. Quando Bultar Swan descordou e recusou-se eliminar Vader, Arana assassinou Swan com o seu próprio sabre de luz. Antes que pudesse matar o Lorde Sith, Vader o assassinou alí mesmo.

Durante o ano final das Guerras Clônicas, Arana usava um conjunto de túnicas marrons. Depois de sobreviver aos estágios iniciais da Ordem 66, ele usou uma armadura preta. Quando Arana e outros sete Jedi confrontaram Vader em Kessel, ele usou uma armadura vermelha. Ele também empunhava e utilizava um sabre de luz contendo um cristal azul.

Poderes e habilidadesEditar

Arana escapou dos estágios iniciais do Grande Purgo Jedi e sobreviveu durante um mês antes de se reunir com outros sete Jedi em Kessel. Como um Mestre Jedi, Arana usou um sabre de luz durante o combate. Contudo, ele não foi capaz de derrotar Darth Vader quando ele e mais sete Jedi confrontaram o Lorde Negro em Kessel. Arana também era capaz de usar a força para saltar em grande distâncias; ele demonstrou essa habilidade quando tentou assassinar Vader.

Nos bastidoresEditar

175px-KoffiArana

A descrição de Joe Corroney de Koffi Arana em Tatooine, que foi originalmente pretendido para ser o jovem Qu Rahn.

Koffi Arana foi primeiramente mencionado em Setembro de 2004 , em um comentário ao blog de Joe Corroney no site StarWars.com por Lucasfilm Ltd. No comentário, Chee identificou o personagem que Corroney havia desenhado em Star Wars Insader 84. Corroney originalmene pretendia que a ilustração fosse um pequena ilustração do Mestre Jedi Qu Rahn, outro sobrevivente da Ordem 66. Quase quatro meses depois, Corroney comentou no mesmo blog confirmando que Arana seria um personagem que haveria a aparecer em Star Wars Episódio III: Vingança dos Sith, que foi feito em 19 de Maio de 2005. Apesar de nenhuma fonte oficial afirmar explicitamente que o ator Gervais Koffi interpretou Arana, ambos StarWars.com e a página oficial de Koffi confirmam que o ator apareceu na Vingança dos Sith. Arana foi mais tarde integrado estrelado no artigo Order 66: Destroy All Jedi no In-universe, que foi publicado no Star Wars Insider 87.

Arana também apareceu na décima oitava edição da série em quadrinhos Star Wars: Republic, que foi a segunda edição do Into de Unknow. No quadrinho, ele foi desenhado por Doug Wheatley. Arana recebeu o mais proeminente papel nos quadrinhos autônomos Star Wars: Purge, escrito por John Ostrander, e pincelado por Wheatley. Star Wars: Purge detalha os eventos da morte de Arana durante o Grande Purgo Jedi. Ele foi adicionalmente estrelado no livro de referência Star Wars Chronicles: The Prequels, escrito por Stephen J. Sansweet, e Pablo Hidalgo. A Hasbro desenvolveu uma figura de ação de Arana, juntamente com a reimpressão de Star Wars: Purge, uma figura de Bultar Swan, e o braço destacado de Darth Vader segurando a lâmina cortosis que matou Arana. O Jedi, logo em seguida recebeu uma entrada no The Complete Star Wars Encyclopedia.

Star Wars: Purge relata os eventos de um mês depois dos acontecimentos da Vingança dos Sith, através de 19 ABY, no The New Essential Chronology. Contudo, em 2006, Leland Chee afirmou em seu blog que Korri Arana morreu em 18 ABY. Algumas das outras datas de mortes de alguns personagens na entrada do blog estão incorretas, e, como tal, esse artigo trata da data 19 ABY como canônica.

ApariçõesEditar

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

Links ExternosEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.