FANDOM


Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends.

O assunto deste artigo aparece na era da Ascensão do Império.

"Não se preocupe, Mestres. Vou protegê-los deste lixo Sith!"
―Kazdan Paratus para uma sala vazia, antes de enfrentar Galen Marek[fonte]

Kazdan Paratus foi um Cavaleiro Jedi da espécie Aleena, que serviu como General Jedi durante as Guerras Clônicas. Sobreviveu à Ordem 66 e se escondeu no planeta Raxus Prime. Durante o período de 3 ABY, Kazdan foi descoberto por Darth Vader, que mandou seu aprendiz secreto, Starkiller para matá-lo.

BiografiaEditar

Kazd.jpg

Kazdan Paratus

Antes das Guerras ClônicasEditar

Durante os seus primeiros anos e trabalho para o Templo Jedi, Paratus não possuía o destaque que a maioria dos Jedi possuía para passar pelos Testes Jedi, em vez disso preferia se isolar no seu quarto e construir droides para o Templo Jedi, com o objetivo de ajudar no treinamento de novos Padawans. Após concluir os Testes com a ajuda de sua arma mais nobre, sua inteligência, ele se tornou um Cavaleiro Jedi [1].

Durante os dias finais da República Galáctica, Paratus era o engenheiro-chefe do Templo Jedi e líder da divisão técnica, essa foi a posição em que o Conselho Jedi o colocou devido à suas extraordinárias habilidades como criador de droides. Ele foi responsável pela criação de várias máquinas extraordinárias que possuiam habilidades muito melhores do que a de um droide comum. Ele trabalhou isolado em Coruscant até o início das Guerras Clônicas [1].

Guerras ClônicasEditar

Recusando passar a oportunidade de estudar os droides dos Separatistas, Kazdan passou a ir as guerras nas linhas de frente, construindo droides para dar suporte ao Grande Exército da República. Eventualmente, ele foi comandante de um grupo de clones dos quais a maioria foi morta em uma campanha desastrosa. Devido às circustâncias, ele foi forçado a construir seu próprio exército constituído de droides de combate que ele montou usando partes improvisadas. Após uma grande batalha, o Cavaleiro retornou ao Templo poucous dias antes da emissão da Ordem 66.

Operação: ExtermínioEditar

Após a ativação da Ordem 66, e da subsequente Operação: Extermínio, o Templo Jedi foi saqueado pela 501ª Legião, liderada por Darth Vader. Após encarar a brutal carnificina, Kazdan entrou em pânico e ,num ato de covardia, fugiu do Templo[1], abandonando seus companheiros Jedi. Ele escapou de Coruscant em um cargueiro não-identificado com vários protótipos de droides embarcados.[2] Arruinado pelo sentimento de culpa por abandonar os Jedi, Kazdan enlouqueceu, se exilou no planeta Raxus Prime, e se tornou um criador solitário de robôs, construindo um exército de droides personalizados para proteger-se de intrusos. Para aumentar seu tamanho e flexibilidade, ele projetou quatro braços robóticos para usar em suas costas. Durante sua estadia em Raxus Prime, Paratus construiu uma réplica do Templo Jedi a partir do zero e também cópias droides de todos os membros do Conselho, os armando com vários tipos de armas.[1]

Duelo e MorteEditar

"Você não é bem-vindo aqui!"
―Kazdan Paratus para Starkiller[fonte]

Aproximadamente 16 anos após a Ordem 66, Darth Vader descobriu a localização de Kazdan Paratus e enviou seu aprendiz secreto Galen Marek, ou "Starkiller", para eliminar o mesmo. Paratus, após a chegada da nave de Marek, foi consultar a cópia metálica de Mestre Yoda para ser aconselhado e começou a ficar nervoso após receber a "resposta" silenciosa dele.

GalenContraKazdan.jpg

Kazdan Paratus enfrenta Starkiller

Ao destruir todos aqueles que ficaram em seu caminho, Galen Marek chegou a uma cópia feita de lixo da Câmara do Conselho Jedi. Paratus então se prepara para lutar e jura proteger os "Mestres". Então os bonecos começam a se mover, distraindo o aprendiz. Paratus investiu no aprendiz, que defendeu e lutou de volta, tendo todos os seus golpes defendidos ou perdidos pelos pulos constantes do Jedi. Durante a batalha, Marek foi de repente atacado por trás e seu sabre de luz caiu de sua mão.[3]

ParatusDeath.jpg

A morte de Kazdan Paratus

Ele então se virou e viu uma versão lixo de Plo Koon na Forma V, segurando uma vibrolâmina ao invés de seu sabre de luz. Após um momento de surpresa, Galen Marek utilizou a Força para destruir a efígie. Mais "Mestres", incluindo Obi-Wan Kenobi, Anakin Skywalker e Yoda, tentaram atacar o aprendiz mas todos foram destruídos, com cada "morte", Paratus apertava o peito mais profundo em desespero e dor com a perda, chegando até a chorar quando o último morreu.

Kazdan começou a arremessar coisas em Marek mas todas foram desviadas e a batalha continuou em uma plataforma acima da câmara, Starkiller então arremessou uma pilha de lixo sobre Paratus que segurou e mandou de volta. Starkiller bloqueou novamente e carregou o seu ataque e mandou de volta com uma força colossal. Incapaz de defender o feroz ataque, o destroço bateu em Paratus, quebrando o chão e batendo no chão abaixo, deixando-o mortalmente ferido.

Enquanto morria, murmurou suas últimas palavras, se desculpando com os mestres por ter falhado com eles novamente. Paratus então se tornou um com a Força e seu corpo desapareceu.

LegadoEditar

"Sinto muito, mestres, eu falhei com vocês... de novo."
―As últimas palavras de Kazdan Paratus[fonte]

Depois de matar Paratus, Starkiller pegou seu sabre de luz como um presente para seu mestre. Ele levou o sabre para seus aposentos e tentou por horas consertá-lo, mas não conseguiu alinhar os cristais de concentração às lentes e conectar o emissor matriz ao condutor de energia.[3]

Devido a morte de Paratus, Raxus Prime ficou indefeso, já que seus droides protegeram o planeta durante sua vida. Apesar de catadores Rodianos permanecerem no planeta por algum tempo, o Império logo tomou posse do planeta, tirando o metal de sua superfície e enviando para fábricas de construções na órbita do planeta através de um canhão de minério para construir Destróieres Estelares, e deixando pouco para os catadores adquirirem.

Poderes e habilidadesEditar

"Kazdan Paratus é bem mais poderoso que você. Eu não espero que você sobreviva."
Darth Vader para Starkiller[fonte]

Devido ao seus membros metálicos, Kazdan tinha a habilidade de andar nas paredes e superfícies verticais. Um praticante de Shien, ele segurava seu sabre com as duas mãos com dois de seus membros metálicos, que lhe permitia manejar sua arma com grande destreza. Adepto com a Força, Kazdan tinha um grande nível de controle sobre seus droides, e era capaz de dar a vida às suas criações robóticas, que eram sujeitos à sua vontade. Kazdan era capaz de criar droides como o Titã de Lixo num curto espaço de tempo e com facilidade.

Em combate, Kazdan possuía a habilidade de ficar suspenso no ar por um tempo e de arremessar objetos com a Força. Ele também sabia usar a técnica da repulsão da Força.

Personalidade e característicasEditar

"Nossa casa... Pare de arruinar nossa casa!"
―Kazdan Paratus[fonte]

Quando era um jovem Jedi, Kazdan era mais anti-social do que outros Padawans, preferindo se trancar em seu alojamento e criar droides do que socializar. A princípio, Kazdan criava droides para ajudar outros Padawans com o treinamento no Templo, e passou nos Testes não por proeza física com um sabre de luz, mas por inteligência. Quando a Ordem 66 foi iniciada, Kazdan fugiu do Templo num ato de covardia, deixando seus companheiros para morrer nas mãos de Darth Vader e da 501º Legião.

Após abandonar os Jedi em Coruscant, Kazdan foi consumido pela culpa, que aos poucos o levou à loucura. Nos primeiros estágios de sua insanidade, ele começou a sentir um complexo de inferioridade por causa de seu tamanho, o que fez com que ele construísse membros mecânicos para aumentar seu tamanho e flexibilidade. O próximo estágio de sua loucura, fez com que ele pensasse ser um membro do Conselho Jedi, o qual o motivou a fazer uma réplica do Templo utilizando os restos de construções e máquinas de Raxus Prime. Pelo tempo em que Kazdan enfrentou Marek, ele já tinha passado a beira da esquizofrenia, pois tinha construído membros do Conselho com lixo e acreditava que eles eram reais.

Nos bastidoresEditar

635px-KazdanParatusModelandConcept.jpg

Modelo sem textura e arte conceitual de Kazdan Paratus

Kazdan Paratus foi dublado por Larry Drake no jogo Star Wars: The Force Unleashed.

Kazdan utiliza um sabre de luz duplo azul nas versões para Xbox 360 e Playstation 3 do jogo, e um sabre de luz duplo amarelo com o cabo alongado nas versões para Wii, Nintendo DS, PSP e PS2. A romantização descreve seu bastão sabre de luz com duas lâminas, uma significamente menor do que a outra.

A morte de Kazdan também é mostrada de forma diferente nas versõe para Wii e PS2; ao invés de imprensá-lo com lixo, como nas versões para PS3 e Xbox 360, Starkiller esmaga-o contra a parede antes de matá-lo com relâmpagos da Força.[1]

Kazdan Paratus não aparece na adaptação para gibi de The Force Unleashed.[4]

A palavra em latim "Parātus", o sobrenome de Kazdan, é um adjetivo que significa "preparado", ou "pronto". Paratus pode ser também uma brincadeira com a palavra "apparatus," uma alusão a suas habilidades técnicas e seus membros mecânicos.

Por algum motivo, Shaak Ti não tem uma réplica de metal na versão do Playstation 3 do jogo. Isso talvez seja uma referência a Tsui Choi, que iria substituí-la antes de decidirem que ela não iria ser morta na Mão Invisível.

ApariçõesEditar

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória