Wikia

Star Wars Wiki em Português

Gungan

Discussão0
4 344 pages em
Este wiki
YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Esse artigo ou seção precisa ser atualizado.
Por favor expanda esse artigo adicionando as informações mais relevantes que faltam. Você também pode checar a página de discussão dessa página. Remova essa mensagem quando terminar.

Help Por aqui! Socorro! Por favor, socorro!

Esse artigo ou seção precisa ser arrumado para atingir um patamar maior de qualidade.
Por favor, siga as instruções no Guia de Leiaute e no Manual de Estilo e complete este artigo visando maior qualidade antes de continuar em artigos menores. Remova essa mensagem quando terminar.

Gungan

Gunganinfob

Classificação biológica
Raças

Ankura e Otolla

Características físicas
Altura média

1,89 metros

Cor de pele
  • Marrom
  • Verde
Características socioculturais
Planeta natal

Naboo

Língua

Antigo Gungan, depois Básico Gungan

Membros famosos

Os Gungans foram uma espécie de humanóides anfíbios nativos do planeta Naboo. Eram seres arredios encontrados nos grandes pântanos de seu planeta natal. Uma espécie anfíbia com esqueletos flexíveis e cartilaginosos, os Gungans geralmente eram guerreiros aplicados e artesãos habilidosos. Eles davam grande ênfase à responsabilidade pessoal, à lealdade e à coragem.

CaracteristicasEditar

JarJar
Jar Jar Binks um gungan da raça Otolla.
Daniel DoodleAdicionada por Daniel Doodle

Os Gungans possuem algumas raças distintas. O Chefe Nass, por exemplo, é um Gungan da raça Ankura, enquanto Jar Jar Binks é da raça Otolla. Muito antes da Batalha de Naboo, a antiga e rara linhagem Ankurana se aliou aos Otollanos que haviam construído Otoh Gunga. Embora os Gungans Ankura, como o Chefe Nass, tenham características únicas, a maioria dos Gungans é alta e esguia. Eles têm línguas longas e musculosas, olhos saltados parcialmente retráteis e mãos com quatro dedos. Seus dentes grandes e fortes são apropriados para quebrar mariscos duros, que é a base da dieta Gungan. Duas grandes orelhas, conhecidas como "haillu", são usadas para mostrar agressividade, amizade e medo. Os Gungans possuem narinas que se selam quando entram na água e membranas translúcidas cobrindo seus olhos. Eles também têm pulmões compostos, que lhes permite respirar na água ou fora dela, e possuem rótulas esponjosas e pernas fortes para nadar mais rápido. Como a espécie é tão bem adaptada ao seu ambiente aquático, sua pele seca facilmente em climas quentes e áridos. O esqueleto de um Gungan é composto de cartilagem dura e resistente, que é muito mais flexível que o osso e permite uma maior amplitude de movimentos físicos. As famílias normalmente consistem de mãe, pai e alguns filhos, que saem de ovos.

Aonde vivemEditar

Povoados Gungan podem ser encontrados nos pântanos de Naboo, embora muitos tivessem sido construídos sob a água de grandes lagos ou baías. Fora da grande Otoh Gunga, os Gungans viviam em vários povoados, todos eles unidos por tratados e acordos. Por causa de seu longo isolamento, eles suspeitam dos Naboo, que têm uma cultura muito diferente. Embora os comerciantes na fronteira da sociedade Gungan interajam com os Naboo, muitos Gungans nunca entraram em contato com Humanos.

Sua religiãoEditar

Os Gungans veneram um panteão de divindades, muitas das quais controlam a natureza. De acordo com a mitologia Gungan, estes deuses vivem em Ossorus, uma bela cidade subaquática protegida por monstros encantados sando aqua e guerreiros Gungan gigantes montados em seus leais kaadus. A principal divindade Gungan é Oma-Oma, que é reverenciada em lendas como a criadora de toda a vida em Naboo.

Sua tecnologiaEditar

Geralmente considerados primitivos pelos estrangeiros, os Gungans na verdade alcançaram um nível de tecnologia que supera muitas outras sociedades. A tecnologia Gungan é baseada no uso de materiais orgânicos e eles "cultivam" muitos de seus veículos, armas, ferramentas e, até mesmo, edifícios. Quase tudo que os Gungans produzem é feito à mão até certo ponto, fazendo que não existam bongos completamente idênticos.

Seu exércitoEditar

Movie bgio
Grande Exército Gungan
Lucas22Adicionada por Lucas22

Acredita-se que os Gungans se mobilizaram pela primeira vez para a guerra quando eram ameaçados pelos semi-inteligentes bursas, criaturas monstruosas que atacavam povoados Gungan com freqüência, muito antes dos Naboo chegarem. Os Gungans reuniram um "grande exército" para enfrentar esta ameaça, que ao fim, levou os bursas à extinção. Mais tarde, muitas tribos Gungan guerrearam lideradas por generais sedentos pelo poder. O general Gungan mais notório foi Rogoe, que foi definitivamente derrotado por Gallo. Com a derrota de Rogoe, Gallo conseguiu unir todas as tribos Gungan, tornando-se o primeiro "Chefe" verdadeiro. Sendo os Naboo totalmente pacíficos, os Gungans agora não têm inimigos reais. No entanto, eles mantêm um grande exército por tradição e também para se proteger de grandes predadores. O exército utiliza algumas armas baseadas nas estranhas bolas de energia Gungan. As bolas de energia chamadas grandes-buns, que são compostas por uma substância gosmenta e eletrificada envolvida por uma membrana orgânica, podem ser lançadas de catapultas, atlatls e cestas.

O Grande Exército Gungan é a principal força de combate da espécie. Composto por soldados de todos os povoados Gungan em Naboo, o Grande Exército só pode ser convocado pelo atual Chefe. Em uma batalha, alguns generais bem treinados comandam seus próprios grupos de soldados.

A maior parte das tropas do Grande Exército Gungan são milícias, ou soldados em meio período. Eles são relativamente inexperientes, mas lutam com convicção e coragem. Como o Grande Exército é apenas levemente organizado, as milícias arranjam seu próprio equipamento e roupas. Eles são treinados para usar cestas e atlatls para atirar bolas de energia a que eles chamam mini-buns, no inimigo e podem se defender com escudos pessoais. As unidades de cavalaria montam em kaadus treinados. No campo de batalha e durante manobras, os generais do Grande Exército usam cornetas, apitos e gestos para dar ordens e comandos. Embora certamente estejam equipados para o combate, a maior parte da fantástica tecnologia do Grande Exército é dedicada a defender as tropas. O exército utiliza grandes geradores de escudo, montados em fambaas, que são combinados para proteger legiões inteiras de artilharia pesada.

O Grande Exército Gungan não era convocado há quase 100 anos quando a Federação do Comércio decidiu invadir Naboo. Depois de formar uma aliança com a Rainha Amidála, Chefe Nass concordou em organizar o exército para ajudar os humanos a lutar contra as forças dróides. No entanto, o conflito representaria uma grande ameaça aos Gungans: quando a Rainha Amidála alertou o Chefe Nass que muitos Gungans poderiam morrer durante a batalha contra a Federação do Comércio, ela não estava subestimando o Grande Exército Gungan. Ao contrário, a Rainha percebia que os Gungans precisariam colocar-se na linha de fogo para criar uma distração convincente. Com sua tecnologia avançada, numerosas tropas dróides e incrível poder de fogo, a Federação do Comércio teria que superar as forças Gungan num campo de batalha aberto. O fato dos Gungans terem resistido por um tempo considerável é uma prova de sua força. Como muitos generais fazem questão de apontar, a Batalha de Naboo não é um exemplo das táticas militares Gungan. Poucos comandantes Gungan atacariam as forças da Federação do Comércio. De fato, antes que a Rainha Amidála chegasse a implorar uma aliança, líderes como o General Ceel e o Capitão Tarpals já estavam planejando revidar o ataque da Federação do Comércio à Otoh Gunga. De acordo com seus planos, os Gungans iniciariam uma guerrilha, lançando ataques rápidos nas forças da Federação do Comércio e então desaparecendo nos pântanos. Estes planos foram engavetados quando o Chefe Nass concordou em fornecer à Rainha uma manobra diversionista. Para atrair a atenção da Federação do Comércio, Nass convocou todos os membros disponíveis do Grande Exército Gungan. Dois mil soldados vieram de cada vila e cidade, ficando para trás apenas algumas milícias para proteger o território Gungan caso o plano da Rainha falhasse. Nass também usou catapultas Gungan pesadas, que ele esperava que detivessem o avanço das forças da Federação do Comércio e autorizou o uso dos grandes geradores de escudo. Com o Grande Exército Gungan reunido, Chefe Nass ordenou marcha constante em direção a Theed. General planejou posicionar boa parte do exército no topo da Serrania Shaak, uma fileira de colinas ao sul de Theed e a norte das Montanhas Gallo. Com a vantagem tática de uma posição elevada, Ceel esperava dizimar os veículos inimigos com as catapultas do exército e tirar as tropas avançadas do caminho usando esquadrões de atiradores treinados com o atlatl e a cesta. Infelizmente, a Federação do Comércio reagiu mais rapidamente ao exército que se aproximava do que os Gungans esperavam. Quando o exército Gungan entrou no vale das Grandes Planícies Gramadas, os patrulheiros de Ceel avistaram uma linha de mais de um quilômetro de extensão de AATs da Federação do Comércio, avançando sobre as colinas. O general ordenou que parassem antes do previsto. Embora permanecer no vale significasse que as catapultas teriam eficiência reduzida, Ceel sabia que a proximidade dos pântanos permitiria ao menos uma retirada rápida se isto fosse necessário. De fato, a Federação do Comércio planejava encurralar os Gungans no vale. Liderados por OOM-9, o exército dróide moveu-se rapidamente de Theed com o objetivo expresso de dominar a Serrania Shaak. Tendo os AATs e os MTTs de suporte tomado posição na Serrania, a parte principal do exército se preparava para descer ao vale das Grandes Planícies de Grama. Enquanto isso, forças invasoras adicionais tentavam encurralar os Gungans pelo leste e oeste. OOM-9 calculou que as manobras pelos flancos acabariam com os Gungans. Felizmente, o pirata Nym e a mercenária Vana Sage interceptaram um destes grupos, enquanto uma unidade da resistência formada por soldados das FSR, sob a liderança do Tenente Gavyn Sykes, destruiu o outro.

Com o exército da Federação do Comércio se aproximando, os Gungans usaram de todos os esforços para manter longe os invasores. Sob o comando do General Ceel, o Capitão Tarpals ativou os escudos de energia que protegiam o Grande Exército dos ataques dos AATs. Quando se tornou óbvio que os AATs não poderiam penetrar os escudos, OOM-9 trouxe os tanques para longe do alcance das catapultas e liberou os soldados de infantaria. Ordenados em unidades de cinqüenta e seis, os dróides de combate emergiram dos MTTs e avançaram sobre os escudos. Atrás dos dróides de combate, AATs, droidekas e transportes de reserva se aproximavam.

No momento em que os dróides passaram pelo escudo, General Ceel lançou um contra-ataque. Usando cestas e atlatls, os Gungans desmobilizavam grupo após grupo de dróides de combate. Infelizmente, as forças da Federação do Comércio concentraram seu fogo nos geradores de escudo, finalmente destruindo o equipamento Gungan e desativando os escudos. OOM-9 mandou seus AATs avançarem para acabar com o Grande Exército Gungan.

Enquanto as catapultas retardavam os AATs, as milícias enfrentavam os dróides em combate corpo-a-corpo. Usando suas cestas e seus atlatls como clavas, os Gungans derrubaram dúzias de dróides, mas o General Ceel rapidamente percebeu que a batalha havia sido perdida. Os AATs que avançavam logo alcançariam os Gungans, e os perigosos droidekas já haviam matado muitos. Com relutância, Ceel ordenou retirada total. A cavalaria Gungan, montada nos kaadus, resgatava os feridos enquanto os Gungans mais corajosos mantinham posição a fim de dar tempo aos outros para escapar. No meio do caos, os Gungans conseguiram destruir mais alguns ATTs, mas estas vitórias vieram tarde demais.

OOM-9 assumiu que as forças designadas para encurralar os Gungans pelos flancos deteriam qualquer retirada, mas estes exércitos menores nunca chegaram e mais da metade do Grande Exército Gungan conseguiu alcançar os pântanos. Dróides de combate e droidekas cercaram os Gungans restantes, incluindo o General Ceel, o Capitão Tarpals e o General Binks. Neste momento, a estrutura de comando do Grande Exército estava desmantelada. Enquanto alguns Gungans decidiam que a rendição era a única opção, outros se preparavam para a luta decisiva. No final, nenhuma delas seria necessária. Justo quando as forças da Federação do Comércio se aproximavam dos últimos Gungans e as unidades PK percorriam o campo de batalha para recuperar rifles e partes de dróides, Anakin Skywalker destruiu a Nave de Controle Dróide. Sem o sinal da nave, OOM-9 e o resto dos dróides de combate ficaram inertes.

Embora o Chefe Nass e o General Ceel não considerem a Batalha das Grandes Planícies de Grama uma vitória animadora, todos os Gungans se orgulham dos esforços do Exército no campo de batalha. Quinhentos e quarenta e três Gungans perderam suas vidas mas, a "distração", no final das contas, levou à libertação Naboo.

Desde a Batalha de Naboo, os Gungans se tornaram uma sociedade muito mais aberta. Eles agora interagem com os Naboo e estão até mesmo começando a se envolver em assuntos que vão além do seu mundo natal. Sob a liderança do Chefe Nass, os Gungans também chegaram às estrelas e colonizaram a lua Ohma-D'un, satélite de Naboo.

Rede da Wikia

Wiki Aleatória