FANDOM


Eras-canon-transp

30px-Era-imp30px-Era-real

"Na guerra, a verdade é a primeira vítima"
―Moral[fonte]

"Duchess of Mandalore" é o décimo quarto episódio da Segunda Temporada da série de televisão Star Wars: The Clone Wars.

Descrição OficialEditar

Em Coruscant, a palavra chega à Duquesa Satine que o Olho da Morte está se mobilizando, dando início a uma preventiva invasão da República. Em fuga das autoridades da República, Satine e Obi-Wan partem para descobrir os verdadeiros motivos do grupo.

Resumo da tramaEditar

Episódio 14
Duchess of Mandalore
Uma missão diplomática! Como
dissidências ameaçam dividir o
pacífico sistema Mandalore, a Duquesa
Satine luta para proteger seu povo
contra a escalada da violência.

Traída por dois de seus aliados de
confiança, Satine agora viaja para 
Coruscant. Lá, ela espera convencer o
Senado que um dissidente grupo destrutivo,
Olho da Morte, não representa todo 
o governo Mandaloriano...

Conde Dookan, a bordo de uma fragata estelar classe Munificent, discutindo os planos finais via holograma com o líder do Olho da Morte, Pre Vizsla sobre plano do Olho da Morte de tomar o neutro e amante da paz mundo de Mandalore. Ele está em Concórdia no esconderijo do Olho da Morte e os seus homens estão se preparando para a invasão planetária. Dookan instrui Vizsla para enviar um assassino do Olho da Morte para Coruscant para matar a Duquesa Satine Kryze. Um olheiro Mandaloriano está escondido nas montanhas, espionando o trabalho abaixo com eletrobinóculo, e corre de volta para relatar suas descobertas a Almec em Sundari. Ele relata ter encontrado o exército do Olho da Morte, que está se preparando para a batalha. Ele alega que o Olho da Morte nunca terá a força necessária para conquistar Mandalore sem o apoio do povo. Para isso, Almec diz que se Mandalore estiver sob a ocupação da República Galáctica, o Olho da Morte vai "passar de terrorista para libertador aos olhos do povo". O olheiro pergunta como manter as forças da República fora do planeta, ao qual o primeiro-ministro afirma que esse destino fica com Satine.

Jerecundsatine

Satine fica surpresa ao ver a mensagem do Ministro Jarec.

O Senado Galáctico está em sessão na Grande Câmara de Convocação. O Supremo Chanceler Palpatine demonstra preocupação crescente sobre o Olho da Morte, declarando-o uma "ameaça significativa e mortal". Satine intervém, dizendo que Mandalore está colocando grande esforço para encontrar os líderes do grupo, que são incapazes de ganhar o controle do planeta, e será alcançado sem o uso da violência. Ela enfatiza que ainda mais violência seguirá no caso da República se envolver militarmente com estes assuntos. Para fortalecer o seu argumento para a ocupação, o Chanceler apresenta uma mensagem de holograma do Vice-Ministro Jerec; Jerec estata uma guerra civil no meio dos Mandalorianos. Satine fica chocada com suas palavras, como ele era um amigo próximo dela. Ela sabe que algo não está bem com a recodificação que ela acabara de testemunhar, ela pede para ver Jerec pessoalmente, só para saber que ele foi morto por um bombardeio do Olho da Morte em Kalevala naquela manhã. Palpatine afirma isso como uma razão ainda maior para defender Mandalore, Satine refuta a idéia de uma ocupação da República, temendo que vai trazer a guerra para eles. Anunciado que a votação terá lugar na próxima sessão, a sessão é encerrada.
Satine Kenobi Coruscant

Satine e Obi-Wan no Senado após a sessão.

Quando a Duquesa sai do edifício, Obi-Wan Kenobi se apressa para alcançá-la para expressar sua preocupação com seu bem-estar. Ele diz que ela não deve tomar qualquer decisão enquanto na histeria, que ele acredita que qualquer um ficaria após o que ela passou. Ela exclama que mais pessoas devem ficar histéricas assim que se levantar quando a República se intromete em seus direitos. Após os dois brigarem um pouco mais, seu veículo chega e ela e sua guarda partem. Em pleno vôo, um assassino do Olho da Morte aciona um explosivo escondido a bordo do veículo causando-lhe o piloto, Aramis, a perder o controle. Satine e seus guardas conseguem saltar para uma plataforma de pouso nas proximidades, só para ver o piloto e colidir com o speeder em um edifício momentos depois em uma explosão de fogo.

À noite, no escritório de Palpatine, Satine tenta convencer Palpatine que a avaria não foi um acidente, mas seu speeder tinha sido adulterado. Ele descarta simplesmente como um acidente, apesar do fato que ocorreu no mesmo dia em que ela defendeu abertamente seu planeta. Mas Amedda concorda com Satine, mas apenas para continuar a justificar a necessidade da República lidar com o Olho da Morte enquanto seu governo não pode. Ao sair do escritório, Obi-Wan se aproxima dela para perguntar sobre o acidente recente. Ela expressa descontentamento com a estrutura política da República, o Chanceler e Mas Amedda em particular, mas diz ao seu amigo Jedi que ela está bem. No meio da discussão, a senadora Padmé Amidala os informa que o Senado, ansioso para votar depois de ouvir a notícia da tentativa de assassinato de Satine, tinha acabado de votar a favor da ocupação de Mandalore e que as naves estão previstas para sair ao amanhecer.

Satine-Attentäter

Satine é perseguida por um assassino do Olho da Morte.

No Setor GL5 dos Níveis Baixos de Coruscant, Satine, agora em uma capa vermelha com capuz para esconder sua identidade, encontra-se com Davu Golec, um Mandaloriano companheiro e seu contato que obteve informações importantes a partir do Ministério da Inteligência. Ele lhe entrega um cartão com a gravação completa da mensagem de Jerec, dizendo-lhe que a mostrada ao Senado anteriormente foi alterada. Um assassino do Olho da Morte que tinha vindo seguindo Golec, o mesmo responsável pela queda do seu speeder, ele atira em Golec no peito, matando-o. A duquesa rapidamente puxa seu desativador de droide na defesa, apenas para ser confundido com um blaster por uma sonda policial que pensa que ela disparou em Golec e a marca como uma criminosa. Sorte para Satine, que se a sonda não intervisse, o assassino teria tido uma chance clara para disparar nela também. Ela foge de um par de droides da polícia e da sonda que logo se juntou a dois guardas de Coruscant, esse tempo todo ela ainda estava sendo perseguida por assassinato. Depois de algum tempo, ela pega seu desativador e atira na sonda, fazendo a sonda cair no chão e os outros agentes da lei tropeçarem nela, ela usa esta oportunidade para se esconder no meio da multidão. Pouco tempo depois, ela consegue fazê-los perder seu rastro.
Mandakriegerhelm

O assassino recebendo instruções de Pre Vizsla.

No esconderijo do Olho da Morte em Concórdia, o assassino informa Pre Vizsla que ele matou um contato de Satine e tinha assistido a uma troca entre os dois, mas a governante de Mandalore ainda vive. Vizsla irritado demanda que ela seja encontrada. A bordo de uma fragata estelar classe Munificent Dookan informa seu mestre que o Olho da Morte está pronto para lutar contra as forças da República quando chegarem, e o grupo dissidente será visto como salvador do povo. Darth Sidious expressa preocupação sobre uma possível interferência da duquesa Satine, mas é assegurado por Dookan que um assassino do Olho da Morte irá cuidar dela.
Mando-kenobifight

Obi-Wan lutando contra o assassino do Olho da Morte para salvar Satine.

Escondendo-se nos becos de Coruscant, Satine contata Obi-Wan via comunicador. Os dois se encontram, e ela passa o cartão com a gravação original para o Mestre Jedi. Eles partem juntos, mas são seguidos pelo assassino. Em um beco o assassino atira um detonador térmico neles, mas Obi-Wan avista a tempo de empurrar Satine fora do caminho e salta para sua própria segurança. O assassino determinado pula para matar Satine, mas Obi-Wan começa a lutar com ele. Finalmente, Obi-Wan consegue usar a força para atirar, o assassino ao longo da borda da passarela, mas o atacante ativa seu jetpack no tempo antes de atingir o chão e escapa.

No edifício do Senado, Satine se aproxima dos Comandos do Senado guardando a entrada para dar tempo para Kenobi andar despercebidp. Quando o Chanceler Palpatine está abrindo a Grande Câmara de Convocação para quaisquer objeções à ocupação de Mandalore, a senadora Amidala fala, exibindo a gravação completa que Satine tinha entregue a Kenobi, que está presente em sua repulsorpod. Palpatine rapidamente faz cara feia quando ele vê a gravação, em seguida, retorna a sua expressão em um sorriso. A gravação explica que o governo Mandaloriano tem se preparado para qualquer possível confronto com o Olho da Morte e a razão pelo qual eles não podem pedir apoio à República pela situação ser tão frágil.

Pre Vizsla Concordia

Vizsla deve adiar a invasão.

Na base do Olho da Morte, uma sirene soa e uma voz repetidamente ordena todas as tropas recuarem. Enfurecido, Pre Vizsla reclama com Dookan que sua promessa da ascenção do Olho da Morte ao poder em Mandalore falhou. Ele opta invadir o planeta sozinho, apenas para Dookan afirmar que ele só será capaz de segurar Mandalore por apenas um dia, se ele continuar sem apoio de qualquer planeta ou os CSI. Ele descarta a afirmação, indicando que a CSI pode atingir seus objetivos por outros meios. Vizsla continua a olhar com raiva para o Lorde Negro dos Sith através do holograma.


Kryze i Kenobi w biurze kanclerza

Obi-Wan e Satine no escritório do Chanceler.

De volta ao escritório do chanceler, Palpatine agradece Padmé para as novas informações que elimina a necessidade atual para a ocupação de Mandalore. Ela dá todo o crédito a Satine, que entra naquele momento. Ela é informada pela senadora de Naboo que o Senado realizou uma sessão de emergência e votou para revogar a previamente aprovada ocupação de Mandalore. Palpatine pede desculpas a ela pela recente série de eventos e elogia a sua lealdade para com a República. Padmé pede ao Chanceler e Vice-Presidente Mas Amedda para se juntarem a ela na realização de recente decisão do Senado. Satine agradece Obi-Wan por sua ajuda, mas expressa sua confusão remanescente quanto aos acontecimentos recentes. O Jedi não tem uma resposta, mas garante que, como ela lhe disse antes "as coisas estão mudando".

Comparação das duas gravaçõesEditar

A gravação adulterada foi vários pedaços da original emendados em sequência:

Original:Editar

"O Olho da Morte está muito mais forte do que se pensava. Mas nós temos nos preparado para isso. Podemos detê-los. Mas, se quisermos combater com eficácia, devemos ter a ousadia de nos posicionarmos firme em nome da paz. E se nós estamos a fazê-lo, devemos rejeitar qualquer tipo de assistência da República. Em vez disso, este governo vai agir. Ele age não por orgulho, mas para a segurança. Uma intervenção da República vai inflamar a oposição e é por isso que nosso governo rejeita a ajuda dos Jedi. Devemos ouvir a Duquesa Satine. Se não fizermos isso, acabaremos por causar nossa derrota".

Adulterada:Editar

"O Olho da Morte está muito mais forte do que se pensava ... se quisermos combater com eficácia, temos de ter ... assistência da República. Em vez disso, este governo ... vai agir ... por orgulho ... e .. . rejeita a ajuda dos Jedi ... Duquesa Satine ... acabará por causar nossa derrota".

ElencoEditar

ApariçõesEditar

Personagens

Modelos Droid

  • Droid Polícia

Eventos

  • Clone Wars

Locais

  • Coruscant
    • O Senado Building
      • Grand Convocação Câmara

Organizações e títulos

  • República Galáctica
    • O Senado Galáctico
      • Vice-Presidente
  • Jedi Order
    • O Cavaleiro Jedi
    • O Mestre Jedi
  • Mandalorian
    • Death Watch
      • O Novo Mandalorians
        • Duquesa
  • Coruscant Guard

Espécies Sentient

  • Chagriano
  • Humanos
    • O Clone
Wiki Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.
Considere marcar um esboço mais específico.


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.