FANDOM


TFMR2reparos Esse artigo está sendo editado por Rafael Rossi.

Como cortesia, por favor não edite esse artigo enquanto essa
mensagem estiver aqui, para evitar conflitos de edição.
Se você quiser saber quem está trabalhando nesse artigo
e quando a seção de edição começou, consulte o histórico de edição e a página de discussão.

Eras-canon-transp

Conflito em Gorse foi um conflito ocorrido entre uma célula rebelde formado no planeta Gorse e forças do Império Galáctico.

Histórico Editar

PrelúdioEditar

O Planeta Gorse foi um planeta que era utilizado para a mineração do torilídio, com a mineração, foram construídos uma série de prédios de refino e extração, após a Era da República, foram descobertos uma concentração ainda maior na lua do planeta, Cynda, aonde todo o processo de mineração foi transferido para lá, mas o refino continuava sendo realizado em Gorse, fazendo com que houvesse um alto nível de tráfego de veículos entre o planeta e a sua lua.

Com a ascensão do Império Galáctico, a demanda de torilídio aumentou muito com a construção de inúmeros Destróieres Estelares e as metas passadas pelo Império as corporações de mineração foram muito pesadas. Essa meta agressiva iniciou uma onda de descontentamento e punições aos mineiros por parte do Império.

Em 11 ABY, o Conde Denetrius Vidian a bordo do Destróier Estelar Ultimatum com o objetivo de aumentar a produtividade da região na extração desse mineral. [1]

A Inspeção e Problemas em Cynda e GorseEditar

Após a chegada de Vidian na região, ele foi primeiro em Cynda realizar as inspeções nas mineradoras locais. Durante as reuniões com os chefes locais, ele matou Palfa, o Diretor da Associação Cyndana de Mineração, como forma de demonstrar os demais o que acontece quando ele era questionado. Após algumas inspeções aonde Vidian foi extremamente violento com os operários, surgiu a primeira explosão realizada por Skelly.

Como forma de demonstrar ao Império o seu estudo, Skelly criou uma explosão em uma das cavernas mais profundas da lua, aonde não houve vítimas, isso fez com que o Império o considerasse um terrorista. Enquanto todos o procuravam em Cynda, Skelly conseguiu fugir escondido no transporte Moonglow-72 pertencente à Kanan Jarrus para Gorse. Ao ser descoberto, Kanan o prendeu em sua nave e o entregou para o chefe da segurança da Moonglow Polychemical Gord Grallik.

Com a ajuda de Hera Syndulla, Skelly fugiu da Moonglow e tentou encontrar Vidian com toda a sua pesquisa relacionada à destruição da lua Cynda, após encontrar com Vidian, ao se apresentar a ele e entregar a sua pesquisa ele foi surrado por Vidian, ficando bem ferido.

Vingança e Planos Editar

Após analisar o relatório de Skelly, Vidian identificou que realmente a analise feita estava correta, e viu uma possibilidade da destruição da lua auxiliar em seu aumento na produção de torilídio que estava sendo demandada pelo Imperador, mesmo que a maior parte do minério fosse perdida durante a explosão. Com esse novo objetivo Vidian solicitou retornar para a Ultimatum.



Death-star-2 Esse artigo está em construção.

O autor deve estar treinando seus poderes de Jedi.


Aparições Editar

Fontes Editar

Notas e referências

Notas e referências Editar

Em outras línguas
As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.