FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Este artigo ou seção precisa ser expandido.
Por favor, atualize este artigo adicionando as informações faltantes. Você também pode checar a página de discussão desta página. Remova esta mensagem quando terminar.

"Devemos manter nossa fé na República. O dia em que pararmos de acreditar na democracia pode ser o dia que perderemos ela."
―Rainha Jamillia[fonte]

A República Galáctica, vulgarmente designada simplesmente como a República, e mais tarde também conhecida como a Velha República, foi uma união democrática que governava a galáxia por mil anos antes da ascensão do Império Galáctico. A República foi ajudada pelos esforços da Ordem Jedi, que permaneceram como os guardiões da paz e da justiça, que permite à República de ser livre de conflito em grande escala por mais de mil anos. No entanto, trinta e dois anos antes da Batalha de Yavin, a República Galáctica sofreu sua primeira grande crise em milênios durante a Invasão de Naboo, que levou-a para as Guerras Clônicas dez anos depois.

Durante este conflito em toda a galáxia, a República sofreu um rearmamento militar maciço através do apoio de Senadores do Senado Galáctico, que foram conduzidos pelo democraticamente eleito Supremo Chanceler, Sheev Palpatine. Sem o conhecimento de todos mas de um grupo secreto, Palpatine era, na realidade, o Lorde Negro dos Sith, e tinha projetado a crise para nomear a si mesmo como Imperador Galáctico, efetivamente fazendo isso em 19 ABY. Após o Jedi descobrirem sua verdadeira natureza, Palpatine anunciou a Ordem 66, um protocolo projetado para os soldados clone do recém-formado Grande Exército da República para que os mesmos se voltassem contra seus Generais Jedi, efetivamente decimando a Ordem Jedi em um instante, tudo enquanto Palpatine anunciava a criação do primeiro Império Galáctico.

Eras-canon Este artigo é um esboço canônico. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.

ApariçõesEditar

Notas e referênciasEditar