FANDOM


Este artigo detalha um assunto considerado cânon.

"É dever da Primeira Ordem remover a desordem de nossa existência, para que a civilidade retorne a estabilidade e promover o progresso. Uma estabilidade que existia no domínio do Império, foi reduzida à anarquia pela Rebelião, foi dizimada por essa assim chamada "República", e será restaurada por nós. Os historiadores no futuro vão estudar esse período como uma época de quando uma mão firme trouxe as regras e as leis de volta para a civilização."
Kylo Ren para a Tenente Dopheld Mitaka[fonte]

Primeira Ordem era uma organização política e militar que foi ativa aproximadamente 30 anos após a Batalha de Endor. Inspirada pelos princípios do Império Galáctico, a Primeira Ordem lutou contra a Resistência pelo controle da Galáxia.

Contexto históricoEditar

Blue Glass Arrow.png Artigo principal: Era da Ascensão do Império

Por mais ou menos mil anos, a República Galáctica manteve a paz e estabilidade na galáxia, ajudada pelos esforços da Ordem Jedi, que acreditava na extinção dos Sith, seus antigos inimigos. No entanto, o último Sith, Darth Sidious secretamente conspirou para derrubar a república e formar seu próprio Império Sith.[2][3]

Orquestrando um Movimento Separatista e fomentando o caos político pela galáxia, com apoio da Confederação dos Sistemas Independentes, Sidious causou as Guerras Clônicas, ao mesmo tempo em que, encarnando seu alter-ego Palpatine, exercia o papel de Supremo Chanceler da República. Usando poderes emergenciais que lhe foram conferidos, por meio de manipulação política do Senado da Galáxia, Sidious proclamaria o inicio de um novo regime, acabando com a democracia milenar e se autoproclamando Imperador Galáctico.[4]

Contando com uma máquina militar capaz de implantar suas vontades e tendo destruído a Ordem Jedi, o Imperador não enfrentou resistência significativa no início do seu governo, empreendendo a conquista de toda galáxia conhecida. Após dezenove anos, finalmente, a Aliança para Restauração da República seria formada para se opor a suas ações agressivas de expansão e ações genocidas, resultando na Guerra Civil Galáctica, que durou cerca de cinco anos. Quatro anos após a destruição da Primeira Estrela da Morte por Luke Skywalker, o Império seria derrotado na Batalha de Endor, onde a Segunda Estrela da Morte também seria destruída, junto com o Imperador Palpatine e seu aprendiz Darth Vader.[5][6]

Depois de outro ano de conflito, o Império teria seu último suspiro nos desertos arenosos de Jakku contra a Nova República.. Derrotado e sofrendo com insubordinação de suas próprias tropas, o Império foi forçado a assinar o Tratado Galáctico, que oficialmente pôs um fim a facção.

HistóriaEditar

Ascensão da Primeira OrdemEditar

Com o Império impossibilitado de guerrear e reduzido a um mero fragmento de sua antiga glória, as naves de guerra Imperiais começaram a frequentar regiões desconhecidas num esforço de se esconderem dos olhos da Nova República. Lá, distanciados do resto da galáxia e com a descoberta de uma vasta fronteira inexplorada, a Primeira Ordem viria a ser formada das cinzas do Antigo Império.[1]

Com muitos dos antigos servos do Imperador levando alguns dos maiores segredos militares do Império para as Regiões Desconhecidas, a Primeira Ordem começou esforço massivo de militarização para produzir e criar um exército superior tecnologicamente ao do Império, porém, seu exército ainda era menor que o de seu antecessor. Inúmeros estaleiros, bases, e estações de pesquisa foram construídas nos novos sistemas estelares e mundos colonizados enquanto a Ordem multiplicava e planejava seu retorno futuro em grande escala. Crescendo em força e tamanho, a Primeira Ordem passaria a ser comandada pelo Líder Supremo Snoke, um poderoso usuário do Lado Sombrio. Seu aprendiz, Kylo Ren e os Cavaleiros de Ren frustrariam a tentativa de Luke Skywalker de recomeçar a Ordem Jedi. Após ter seduzido Ben Solo, discípulo de Luke, Snoke começou a caçar aqueles que eram sensitivos a força, muito parecido com os Inquisidores do Antigo Império.[1]

Nas três décadas subsequentes de Endor, a Ordem conseguiu escapar da atenção da galáxia, muitos senadores da Nova República não a consideravam ameaça significativa. O Chanceler Lanever Villecham dizia que enquanto eles mantivessem sua parte do Tratado Galáctico, não havia nada com que se preocupar. Entretanto, a Ordem desafiou o tratado ao convocar uma larga mobilização de forças stormtrooper, adquirir armas e construir naves de guerra. Algumas disputas menores e sem importância aconteceriam entre a Primeira Ordem e a República, enquanto secretamente a Ordem procurava por um planeta que pudesse aguentar a implementação Starkiller.[1]

Eras-canon.png Este artigo é um esboço canônico. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.


ApariçõesEditar

FontesEditar

ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória