Fandom

Star Wars Wiki em Português

Cânon:Hera Syndulla

5 948 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar

Este artigo detalha um assunto considerado cânon.

Vader's revelation.png
Não. Eu sou o seu pai!
Este artigo ou seção contém spoilers de Star Wars Rebels
A Star Wars Wiki pode se basear em fontes internacionais para este artigo.
"Se tudo que você faz é lutar por sua própria vida, então sua vida não vale nada!"
―Hera Syndulla[fonte]

Hera Syndulla era uma Twi'lek rebelde e filha de Cham Syndulla[4] que viveu durante o reino do Império Galáctico. Uma piloto habilidosa, Syndulla era dona do cargueiro leve VCX-100 Fantasma. Sua nave servia de base para os rebeldes de Lothal, um grupo de resistência contra o Império Galáctico liderado por ela e o Jedi Kanan Jarrus, um amigo próximo.[3]

BiografiaEditar

Montando uma tripulaçãoEditar

"Essa coisa não voa faz anos!"
"Você tem que falar com ela direito."
"Eu achei que eu fosse um bom piloto. Mas você--você é incrível."
―Kanan Jarrus e Hera Syndulla[fonte]

Depois da ascensão do Império Galáctico, Hera se tornou uma piloto de naves espaciais de primeira categoria.[1] Hera então encontrou o antigo Jedi Kanan Jarrus no planeta Gorse, onde ela o convenceu a lutar contra o Império. Sua inspiração na causa vinha de seu pai, o revolucionário Twi'lek Cham Syndulla, que tinha lutado contra os Separatistas nas Guerras Clônicas e contra o Império depois do fim da guerra.[5] Hera introduziu Kanan ao seus colegas insurgentes em Golan, o teórico de conspirações Skelly e a Sullustana Zaluna Myder. Juntos, eles conseguiram prevenir que o Conde Imperial Denetrius Vidian destruísse a lua Cynda. Depois desse sucesso, o ex-Padawan decidiu se juntar a Hera a bordo do Fantasma e continuar a sabotar o Império.[6]

Depois de atacar um comboio de suprimentos Imperial sugerido por Kanan, os dois e seu droide C1-10P foram perseguidos por Caças TIE. O ataque desativou tanto os escudos do Fantasma quanto o sistema de comunicação interno, fazendo com que Hera e Kanan dessem ordens diferentes para Chopper sobre o que consertar primeiro. Eventualmente, a piloto ficou irritada o suficiente para ir ao ataque, destruincdo um dos caças ela mesma, embora estivesse pilotando a nave. Chopper acabou destruindo o último e o grupo escapou a salvo.[7]

Outra missão exigiu a ação de Sabine Wren, que se juntara ao grupo previamente, já que precisava de uma distração para que o Fantasma pudesse decolar; Depois de Syndulla dar o sinal, a Mandaloriana detonou um explosivo em uma plataforma de pouso de caças TIE, atraindo a atenção da equipe de segurança. Enquanto elas voavam para longe, Hera comentou para Sabine que a explosão tinha sido grande o suficiente para ser visível da sua posição.[8]

Insurgentes em LothalEditar

Roubando do ImpérioEditar

Algum tempo depois, a tripulação do Fantasma, agora contando com Garazeb Orrelios, passaram a operar em Lothal e tomaram como missão roubar alguns caixotes do Império que continham armamento e comida. O plano não seguiu como esperado, graças a intervenção de um garoto de catorze anos chamado Ezra Bridger. Hera conseguiu extrair seu time da perseguição e Ezra foi levado a bordo. Ao contrário de Kanan e Zeb, ela foi solidária com o rapaz, simpatizando com sua situação. Depois de despistarem os Imperiais no espaço, eles retornaram para Lothal para vender os caixotes de armas para um traficante de armamentos e distribuir a comida para a população pobre de Tarkintown, eles partiram em busca de um grupo de escravos Wookiees que estavam sendo transferidos.[9]

Aparições Editar

Aparições não canônicasEditar

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

Links externosEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória