FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

Z-95 Headhunter Conteúdo se aproximando. Classe Tarkin, Star Wars: Darth Vader 4: Vader, Parte IV.

Partes deste artigo foram identificadas como desatualizadas.
Por favor, atualize este artigo com os eventos recentes e remova este aviso quando terminar.

"Este lugar é pobre de dentro para fora."
―Anakin Skywalker[fonte]

Geonosis, referido também como Geonosia por alguns nativos, foi o planeta natal dos Geonosianos. Um mundo inóspido e desértico, Geonosis foi a primeira capital da Confederação de Sistemas Independentes, tendo dentro de si um fábrica de droide de batalha. Foi o local da Batalha de Geonosis, o conflito que abriu as portas para as Guerras Clônicas, assim como a próxima invasão pela República Galáctica. Cinco anos depois do conflito que solucionou tudo, o Império Galáctico tomou posse do planeta pesadamente e tentou minerar os asteroides do planeta à procura de minerais. Pelo menos cinco anos depois das Guerras Clônicas, o Império moveu a Estrela da Morte para outro local de construção e o planeta foi esterilizado pelo Império como uma medida de segurança, o que praticamente exterminou a população nativa de Geonosianos.


DescriçãoEditar

"Eles nunca vão chegar lá a tempo. Eles têm que vir do outro lado da galáxia. Olha, Geonosis é menos de um parsec de distância."
―Padmé Amidala[fonte]

Situado no Sistema Geonosis no Setor Arkanis na Orla Exterior,[1] o planeta Geonosis tinha 43.000 anos luz de distância do Núcleo Galáctico,[2] e menos de um parsec de distância do planeta da Orla Exterior Tatooine.[3] Foi o planeta natal dos Geonosianos, uma espécie insetoide senciente. Ele tinha uma respirável atmosfera,[3] porém tinha uma clima árido.[2] Sua superfície estava coberta de ásperos e rochosos desertos, marcado por formações sedimentares. Suas rochas e seu céu possuíam uma coloração em tons de vermelho.[3] A água na superfície era escassa, no valor de apenas 5% de toda a superfície do planeta total. Do espaço, pode-se ver que Geonosis tinha anéis rochosos imponentes. O planeta foi orbitado por quinze Luas.[2]

HistóriaEditar

História antigaEditar

Em algum ponto da história antiga da Geonosis, uma cometa colidiu com uma das várias luas do Planeta. Os destroços da colisão formaram o famoso anel de Geonosis, e também formou um pequeno campo de asteroides que caia frequentemente no planeta.[2]

As Guerras ClônicasEditar

Primeira BatalhaEditar

"Eu levarei os Jedis restantes e irei para Geonosis para ajudar Obi-Wan."
―Mestre Jedi Mace Windu[fonte]

Nos últimos anos da República Galáctica, Geonosis se tornou uma importante base de operações para a Confederação de Sistemas Independentes, uma aliança separatista que se espalhou por toda a galáxia. Dez anos após a eleição de Sheev Palpatine como Supremo Chanceler da República, o arquiduque de Geonosis, Poggle, o Menor, acolheu uma reunião de cúpula dos chefes da Confederação. Durante essa reunião, os barões do comércio deram suas forças militares para o Conde Dookan, um Mestre Jedi caído e chefe da Confederação. Enquanto os Separatistas estavam prontos para fazer a guerra, seus planos foram ouvidos por Obi-Wan Kenobi, um Mestre Jedi, porque ele tinha seguido Jango Fett até lá.[3]

Os Geonosianos levaram Kenobi para o cativeiro, mas ele conseguiu enviar um pedido de socorro a seus superiores em Coruscant, o Alto Conselho Jedi. O Conselho despachou duzentos Jedi para Geonosis. Enquanto isso, os Geonosianos condenaram o Mestre Kenobi para a morte na Arena Petranaki junto com seu aprendiz Anakin Skywalker, e a senadora da República Padmé Amidala. Eventualmente, os reforços Jedi chegaram, e rapidamente afastaram os guerreiros Geonosianos. No entanto, o imenso exército de droides da Confederação estava em espera, e muitos Jedi caíram sob fogo inimigo. Quando tudo parecia perdido, ainda mais reforços chegaram, na forma do récem-criado Grande Exército da República, que eram apenas soldados clones. Com a chegada do exército de clones, a República e a Confederação envolveram-se na primeira batalha do que viria a ser conhecido como as Guerras Clônicas.[3]

Segunda BatalhaEditar

O Conselho Jedi suspeitavam que Scipio/Clã Bancário do senador Ponta Clovis estava conspirando com a Confederação de Sistemas Independentes. Assim, eles perguntaram a senadora Padmé Amidala para espionar Clovis, mas ela recusou. No entanto, ela aceitou a atribuição quando o marido secreto, Anakin Skywalker, a convenceu a fazer esta missão.

Amidala foi capaz de convencer Clovis em deixá-la acompanhá-lo em uma viagem para Cato Neimoidia para falar com os Neimoidianos. Depois de chegar lá, Amidala descobriu que Clovis estava trabalhando com o senador Lott Dod e para o arquiduque Poggle, o Menor na construção d maior fábrica de dróides que daria a eles grandes lucros. Poggle e Dod insistiram que deveriam receber uma parte maior dos lucros, mas Clovis se recusou. Poggle e Dod, então, decidiram envenenar Amidala para fazer Clovis para alterar o acordo. Amidala roubou o disco do holograma da fábrica antes de sucumbir aos efeitos do veneno. Skywalker, disfarçado como seu piloto, foi capaz de obter o disco e salvar Amidala quando Clovis deu-lhe o antídoto. No entanto, Skywalker escapou deixando o disco para trás.[10]

2nd Battle of Geonosis

O começo da Segunda batalha de Geonosis

Quando eles retornaram e avisaram ao Conselho Jedi de todos os detalhes, Amidala transmitiu o disco de holograma da fábrica que continha um mapa de toda a fábrica, então o conselho decidiu enviar Ki-Adi-Mundi, Obi-Wan Kenobi, Luminara Unduli, e Anakin Skywalker para recuperar Geonosis com uma invasão massiva.[11]

A Era do ImpérioEditar

"Bem, deve estar mais quieto por aqui, já que o planeta foi esterilizado. Sem rainhas, sem multidões... Que arma será que eles usaram? Seria bom saber essa informação"
Doutora Aphra enquanto ela visitava Geonosis depois da esterilização[fonte]

No final das Guerras Clônicas, a República Galáctica foi substituída pelo Primeiro Império Galáctico, um regime tirânico liderada pelo Lorde Negro dos Sith conhecido como Darth Sidious.[12] Cinco anos da Era do Império, os Imperiais tentaram minerar os asteroides de Geonosis para encontrar minerais, mas que isso se mostrou inviável.[8]Com a utilização de bombas e outras armas estrangeiras, o Império dizimou quase toda a população de Geonosianos.[7]

ApariçõesEditar

FontesEditar


Notas e ReferênciasEditar


Em outras línguas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.