FANDOM


Eras-canon-transp

"Estão pedindo por um indicativo."
"É... hmm... Rogue. Rogue Um."
K-2SO e Bodhi Rook[fonte]

Bodhi Rook foi um[4] Humano nascido em Jedha[1] que serviu como piloto para a Aliança Rebelde durante a Guerra Civil Galáctica. Depois de ter servido como piloto de carga para o Império Galáctico, ele desertou e se juntou à luta do grupo Rogue Um durante a Batalha de Scarif.[3] Rook morreu durante a Batalha de Scarif, quando um shoretrooper jogou uma granada na nave roubada do grupo, que estava com a rampa de carga aberta.

HistóriaEditar

Primeiros anosEditar

Bodhi Rook nasceu e cresceu em Jedha. Quando jovem, ele teve dois problemas com a lei. Um deles era para apostas ilegais em eventos esportivos e o outro era um funcionamento inseguro de um aerodeslizador. Ele se alistou no Império e pretendia se tornar um piloto de caça Imperial. Ele entrou na Terrabe Sector Service Academy [tradução necessária] em 7 ABY e estudou treinamento de vôo por dois anos, mas Rook não se classificou para ser admitido no programa de caças estelares devido a sua baixa pontuação. Dois anos depois, Rook recebeu o grau de alferes e, eventualmente, começou a trabalhar em naves de carga para o transporte de documentos e artefatos imperiais.

Juntando-se à RebeliãoEditar

G Erso & Rook

Rook falando com Galen Erso

Rook desertou do Império Galáctico depois de ter sido confiado uma mensagem importante por Galen Erso, um cientista imperial que trabalhou no projeto da Estrela da Morte. Erso disse-lhe para procurar Saw Gerrera, um lutador da resistência. Embora ele tenha encontrado Gerrera, o rebelde estava inicialmente desconfiado dos motivos de Rook, acreditando que a mensagem deveria atraí-lo para uma armadilha. Na tentativa de descobrir se Rook estava sendo verdadeiro ou não, Gerrera submeteu-o a uma experiência de tortura envolvendo uma criatura que podia sentir se ele estava falando a verdade, ao custo de uma perda temporária da sanidade de Rook.

Rook posteriormente conheceu o agente rebelde Cassian Andor, que conseguiu ajudá-lo a recuperar a sanidade. Rook também se encontrou com a filha de Galen, Jyn Erso, que depois de ver a mensagem enviada por seu pai percebeu a honestidade na deserção de Rook. Juntamente com Cassian, Jyn, o guerreiro cego Chirrut Île e o assassino Baze Malbus, Rook escapou de Jedha, enquanto a Estrela da Morte destruía a cidade de Jedha com seu superlaser. Ao viajar a bordo da U-wing de Cassian, Bodhi disse a Cassian e Jyn que Galen estava na estação de vôo imperial no planeta tempestuoso de Eadu.

Apesar das condições de tempestade, Cassian e seu dróide de segurança imperial reprogramado K-2SO conseguiram pousar sua U-Wing perto da estação de vôo Imperial. Bodhi junto com Chirrut, Baze e Kaytoo ficaram a bordo, enquanto Cassian foi assassinar Galen. Jyn seguiu Cassian na tentativa de detê-lo e os dois foram apanhados no ataque da Aliança Rebelde na estação de vôo de Eadu. Bodhi e seus companheiros conseguiram encontrar o transporte de carga Imperial SW-0608 e usaram para salvar Jyn e Cassian de serem mortos por stormtroopers. Os rebeldes então fugiram do planeta para a base rebelde em Yavin 4.

Roubando os planos da Estrela da MorteEditar

Bodhi participou de uma reunião do Alto Comando da Aliança para discutir a ameaça representada pela Estrela da Morte. Bodhi também ouviu o apaixonado discurso de Jyn instando os rebeldes a não desistir. Mais tarde, ele acompanhou Cassian, Jyn, K-2SO, Chirrut e Baze junto com vários fuzileiros rebeldes em uma missão não autorizada para roubar os planos da Estrela da Morte do complexo de segurança imperial no planeta Scarif. Para essa missão, os rebeldes usaram o transporte de carga imperial que roubaram em Eadu. Rook e K-2SO serviram como piloto da equipe. Quando o controle de tráfego aéreo da Aliança solicitou seu sinal de chamada, Rook respondeu Rogue Um, mas foi informado que não havia essa unidade. K-2S0 respondeu que havia um agora e levou a nave para o espaço.

Depois de chegar acima Scarif, Rook e seus camaradas da Rogue Um encontraram o planeta envolvido por um escudo defletor gerado por um Portão do Escudo. Scarif também era defendido por dois Destruidores Estelares Imperial. Rook controlou o controle notificado e solicitou uma plataforma de acesso. Uma vez que sua chegada não foi agendada, Rook disse ao oficial do portão que eles foram reencaminhados de Eadu e ordenou ao K-2SO que transmitisse os códigos de apuramento. Depois que os imperiais aceitaram seu código de apuramento, os rebeldes pousaram seu ônibus na plataforma de pouso do complexo de segurança imperial 9.

Quando uma tripulação de inspeção imperial, composta por um oficial, técnico e dois stormtroopers, embarcou no ônibus de carga, Bodhi e K-2SO os cumprimentaram. Eles os levaram para o compartimento de carga, onde foram levados pelos outros rebeldes. Enquanto Cassian, Jyn e K-2SO se infiltraram no complexo de segurança para alcançar o cofre de dados e roubar os planos, Rook permaneceu a bordo do navio de carga SW-0608 para manter contato com o comando da Aliança Rebelde em Yavin 4. Baze, Chirrut, e os fuzileiros rebeldes organizaram um ataque diversionário para tirar a guarnição da base do cofre de dados.

Durante a Batalha de Scarif, Rook contatou a frota do Almirante Raddus para dizer-lhes que precisavam destruir o Portão do Escudo para transmitir os planos da Estrela da Morte a eles. Durante a batalha, um shoretrooper jogou uma granada na porta de carga do navio, perto de onde Rook estava em um console, e assim o matou instantaneamente.

LegadoEditar

Graças, em parte, aos esforços e ao sacrifício de Bodhi, Jyn conseguiu usar o satélite do complexo de segurança Imperial para transmitir os planos da Estrela da Morte. Apesar dos esforços do Grande Moff Tarkin para destruir a base de Scarif, os rebeldes conseguiram transmitir os planos para a nave rebelde Profundidade. A princesa Leia Organa então fugiu de Scarif com os planos a bordo da corveta rebelde Tantive IV, preparando o palco para os eventos que levaram à Batalha de Yavin.

Personalidade e traçosEditar

Bodhi Rook era um homem humano com olhos castanhos, cabelos pretos e pele bronzeada. Embora ele fosse um piloto muito experiente, ele tendia a estar tenso e ansioso.

Nos bastidoresEditar

Bodhi Rook é retratado por Riz Ahmed no filme Série de Antologias Star Wars Rogue One: Uma História Star Wars. O lançamento de Ahmed no filme foi anunciado pela primeira vez em 15 de agosto de 2015. Quando a primeira foto do personagem também foi lançada. Seu nome foi revelado por uma prévia de Rogue One: A Star Wars Story: The Official Visual Story Guide in the Edelweiss catalogue em 17 de maio de 2016. Seu primeiro nome "Bodhi" é sânscrito e Pāli para "iluminação" ou "despertar". No budismo, Bodhi é o esclarecimento final que acaba com a transmigração e leva ao Nirvana.

ApariçõesEditar

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória