FANDOM


Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends.

O assunto deste artigo aparece na era da Ascensão do Império.


"No momento em que nós fizemos o nosso caminho para a superfície fundida de Mustafar, ficou evidente que Dellso era um bichinho ocupado. Na sua solidão ele encontrou uma anteriormente oculta fábrica de droides. Ele construiu e pôs em marcha seu próprio exército particular de droides de batalha. É necessário dizer que os homens da 501 se sentiram um pouco quentes por baixo do capacete, e não apenas por causa de toda aquela lava. Verdade seja dita nós já estávamos cheios durante a guerra, das engregagens das cabeças deles e não conseguiríamos digerir o pensamento de ter de vê-los outra vez. Então nós os explodimos, explodimos os droides, explodimos a fábrica, e ficamos perto de explodir o planeta."
―Stormtrooper não-identificado da 501[fonte]

A Batalha de Mustafar, foi uma batalha isolada em Mustafar que ocorreu entre o Império Galáctico e os Redutos Separatistas nos primeiros anos do Governo Imperial. O conflito foi travado pela Legião 501 Imperial sob o comando de Darth Vader, contra um exército secreto de droides controlado por Gizor Dellso. A batalha resultou na morte de Dellso e na destruição das suas forças de solo e espaciais.

Prelúdio Editar

"Embora as Guerras Clônicas tivessem terminado, algumas pessoas nunca pareceram captar a mensagem. O pior caso de negação foi Gizor Dellso, um Separatista Geonosiano, que de alguma forma escapou dos esforços de Lord Vader para acabar com os remanescentes da CSI. Lord Vader o localizou em Mustafar, e nos trouxe para terminar o serviço."
―Stormtrooper não-identificado da 501[fonte]

Um engenheiro Geonosiano, Gizor Dellso era um membro empenhado da CSI, durante as Guerras Clônicas, e desde a morte de seus líderes pelas mãos de Darth Vader anos antes, ele viva procurando meios de reviver a CSI. Mais tarde em posse de planos roubados de um caça Imperial, Dellso fugiu para Mustafar, onde por sorte esbarrou em uma fábrica droide escondida e esquecida há muito tempo. Para algúem tão obcecado em reviver o movimento Separatista, como Gizor, ele tinha acabado de ganhar na loteria. Ele imediatamente reativou a fábrica, e no pouco tempo que levou para o Império encontrar-lhe, ele já tinha construído seu próprio exército e frota droides, que não responderam à desativação de Darth Vader dos droides. Dellso também planejava usar a fábrica droide escondida, para criar um novo tipo de droides de batalha superiores.

A Batalha Editar

Batalha Espacial Editar

"Parecia uma missão bastante simples, mas quando vimos a frota de naves droide pairando sobre o planeta, de repente nós percebemos que os mecanismos de negação de Dellso eram mais perigosos do que nós tínhamos imaginado"
Stormtrooper não-identificado da 501ª Legião[fonte]
BatalhadeMustafar espacial.jpg

Marinha de Gizor Dellso sobre o planeta.

Os membros da Legião 501, sob o comando de Vader, foram transportados para Mustafar por um Destróier Estelar classe Imperial para esmagar a revolta de Gizor Dellso. No entanto, o hangar da nave foi imediatamente invadido por uma Plataforma Pesada de Mísseis, da Marinha de Gizor Dellso que despachou Droides de batalha piloto e Fuzileiros Droide a bordo da nave. Apesar de um dos pilotos entrar em pânico quando o Império não conseguiu lançar os seus caças, um Oficial Imperial, enviou tropas que fizeram os droides recuarem. Os Fuzileiros Imperiais, usaram os seus lançadores de foguetes e detonadores térmicos contra o canhoeiro, enquanto os pilotos TIE usaram bombas-relógio. Depois que o canhoeiro foi destruído, os fuzileiros e pilotos usaram os seus blasters para eliminar os inavasores restantes.

Os pilotos da 501 entraram em seus caças, e depois de destruir um pequeno número de caças de Dellso, conseguiram com sucesso destruir os escudos do Destroier/cargueiro classe Providence. A nave vulnerável foi então atingida pelos tiros de um turbolaser do Destroier Estelar nas proximidades, causando enormes prejuízos a todos os sistemas críticos.

O bloqueio espacial de Dellso tinha sido demolido, no entanto, suas forças de terra ainda estavam prontas para o ataque.

Excepcionalmente, Darth Vader enviou um pedido especial para seus stormtroopers, ordenando-lhes para recuperar um Caça estelar Belbullab-22 e devolvê-lo para o hangar do Destroier Estelar.

Cerco à instalação mineradora Editar

"Qualquer droide que nós não destruírmos hoje vai voltar para nos assombrar amanhã."
―Oficial Imperial não-identificado, durante a batalha[fonte]
Gizor Dellso em Mustafar.jpg

Gizor Dellso momentos antes de sua morte

Desembarcaram os soldados da 501ª em uma plataforma fora da instalação droide em Mustafar. Muitos tinham acabado de pisar na plataforma, quando foram mortos por tiros disparados pelos droides que estavam nas janelas abertas no corredor de entrada. Quando os super droides de batalha correram para a plataforma de desembarque, a 501 foi capaz de repeli-los. Eles conseguiram assegurar sua zona de de desembarque, e em seguida, tomaram os corredores e invadiram a sala de observatório de lava, o que lhes dava acesso a uma passagem do lado de fora. Mesmo com os restos dos temidos MagnaGuardas IG-100 atacando suas fileiras, a Legião 501 conseguiu tomar o comando sobre sobre uma estação de observação das forças droides. Em seguida, os reagrupados stormtroopers correram para o centro de controle da fábrica, onde eles foram capazes de destruir tanto os planos de construção de um novo droide de batalha, quanto um protótipo desse mesmo droide que não estava terminado, arruinando os planos de Dellso de ganhar vantagem em possíveis batalhas futuras.

Terminando a batalha Editar

"A destruição da instalação mineradora pôs um fim a qualquer pensamento de uma segunda "rebelião droide". Pela primeira vez em anos, os homens da 501 podiam relaxar e ficar na condição de manter um Império ao invés de construir um."
―Stormtrooper não-identificado da 501, depois da batalha[fonte]

Um stormtrooper carregando um Sinalizador de bombardeio orbital foi baleado, e uma vez o sinalizador recuperado, ele foi colocado na estação de observação para orientar o Destroier Estelar na órbita do planeta para bombardear a base.

No entanto Gizor Dellso e seus guarda-costas Geonosianos chegaram para destruir os stormtroopers restantes, e uma batalha selvagem começou; embora a maioria dos stormtroopers tenham sido mortos, Gizor Dellso foi morto junto com seus droides restantes.

Os soldados tiveram tempo apenas o suficiente para partir, quando suas forças executaram um comando de bombardeio orbital no complexo de Mustafar, destruindo completamente as instalações e a fábrica de droides.

Resultado Editar

Nos anos seguintes, o complexo em ruínas seria substituído pela Fábrica de Mineração Mensix em operação durante a Guerra Civil Galáctica. Esta nova instalação seria o local de uma batalha entre o Remanecente Imperial e as forças da Nova República.

Nos bastidoresEditar

A batalha espacial e a batalha de superfície são duas missões da campanha em Star Wars: Battlefront II. A primeira missão, a batalha espacial é opcional, assim como os outros níveis espaciais na campanha do jogo, enquanto que a batalha na superfície é necessária para avançar para o próximo nível.

Uma data exata para a batalha não foi dada; no entanto sabe-se que tenha ocorrido nos primeiros dias da Era Imperial, logo após a Batalha de Naboo, como os acontecimentos do jogo Star Wars: Battlefront II enumeram a ordem.

Aparições Editar

Fontes Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória