Wikia

Star Wars Wiki em Português

Anakin Skywalker

Discussão3
4 438 pages em
Este wiki
30px-Era-imp30px-Era-reb30px-DefeaturedIcon
YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Esse artigo ou seção precisa ser atualizado.
Por favor expanda esse artigo adicionando as informações mais relevantes que faltam. Você também pode checar a página de discussão dessa página. Remova essa mensagem quando terminar.

Este artigo é sobre Anakin Skywalker. Você pode estar procurando por Anakin Solo.
Anakin Skywalker

AnakinSkywalker

Informações biográficas
Data de nascimento

42 ABY; Tatooine

Data de morte

4 DBY; a bordo da Segunda Estrela da Morte sobre Endor

Descrição física
Espécie

Humano

Gênero

Masculino

Altura
Cor do cabelo

Loiro escuro

Cor dos olhos

Azuis; Amarelos com bordas vermelhas

Informações cronológicas e políticas
Era(s)
Afiliação

Como Anakin Skywalker:

Como Darth Vader:

"Você era o Escolhido, Anakin! Deveria destruir os Sith, e não se juntar a eles! Trazer o equilíbrio à Força, e não jogá-la nas trevas!"
Obi-Wan Kenobi para Darth Vader[fonte]

Anakin Skywalker foi um lendário Cavaleiro Jedi que serviu a República Galáctica durante seus últimos anos, e mais tarde se tornou Darth Vader, um Lorde Negro dos Sith. Ele era o filho de Shmi Skywalker, e mais tarde se casou secretamente com a Senadora Padmé Amidala de Naboo, tornando-se pai dos lendários Jedi Luke Skywalker e Léia Organa Solo. Anakin também foi o avô de Ben Skywalker, e Jaina, Jacen e Anakin Solo. Ele foi o bisavô de Allana, e um ancestral de Nat, Kol e Cade Skywalker.

Apesar de ter sido uma das pessoas mais importantes da Galáxia, Skywalker teve uma vida sofrida. Ele passou os primeiros anos de sua vida como um escravo em Tatooine, e mais tarde foi descoberto pelo Jedi Qui-Gon Jinn, que o libertou e o ingressou na Ordem Jedi, onde ele se tornou o Padawan de Obi-Wan Kenobi. Foi acreditado que Skywalker era o Escolhido da profecia Jedi, aquele que traria equilíbrio à Força e destruiria os Sith. Entretanto, após anos lutando nas Guerras Clônicas, Anakin passou para o Lado Negro da Força, tornando-se aprendiz de Darth Sidious e assumindo o nome Darth Vader. Após aniquilar quase todos os Jedi durante sua servidão ao Império Galáctico, Vader foi redimido por seu filho Luke Skywalker, matando Sidious e destruindo o Império. Em seus momentos finais, Darth Vader retornou para o Lado da Luz, salvando a vida de seu filho e voltando a ser Anakin Skywalker, o Escolhido.

Biografia

Origens (42 ABY-32 ABY)

"Você é um escravo?”
” Eu sou uma pessoa e meu nome é Anakin!
"
―Anakin Skywalker para Padmé Amidala[fonte]
AnakinShmi

Anakin e Shmi Skywalker chegam em Tatooine.

Anakin Skywalker nasceu quarenta e dois anos antes da Batalha de Yavin. De acordo com o trabalho do historiador Voren Na'al, o planeta de seu nascimento foi Tatooine, mas o próprio Anakin diria que ele chegou no planeta aos três anos de idade. A mãe de Anakin, Shmi Skywalker, o gerou sem um pai, não sabendo explicar como isso foi possível. Foi acreditado que a vontade da Força causou seu nascimento. Na época, Skywalker e sua mãe se tornaram escravos de Gardulla o Hutt, mas anos depois Gardulla os perderia em uma aposta nas corridas de pod para o sucateiro Toydariano conhecido como Watto. Desde pequeno, Skywalker criou uma reputação por ser capaz de consertar e construir qualquer coisa. Exemplos disso foram a criação do dróide de protocolo chamado C-3PO e um pod de corrida, ambos construídos com sucata.

Criança prodígio, Skywalker era excelente em matemática e engenharia, mas também era muito preocupado e aventureiro. Ele arriscaria seu próprio bem-estar para ajudar os outros, não pensando em si mesmo ou nas consequências de suas ações. Aos cinco anos, Skywalker escalou uma imensa duna para afastar uma manada de banthas de caçadores, quase morrendo de cansaço por causa do calor de Tatooine. Algum tempo depois, enquanto vigiava alguns Jawas, Skywalker encontrou um Tusken Raider ferido, e o ajudou a se recobrar até ele ser levado pelo seu próprio povo. Pouco antes da Clássica Corrida de Pods de Boonta Eve, Skywalker, seu amigo Kitster Banai e outras crianças quase tiveram problemas com Gardulla. Após descobrir que Sebulba planejava vender crianças capturadas para Gardulla, Anakin e seus amigos se vestiram como Jawas e se infiltraram na fortaleza do Hutt, libertando as crianças Ghostling.

Aos oito anos de idade, Skywalker teve sua primeira experiência com os Sith. Enquanto explorava a loja de Watto, ele encontrou um antigo dróide de guerra. Esperando consertar um holoprojetor para Watto, Skywalker acidentalmente ativou um holograma perturbador, que mostrou choro e gritos de pessoas e a estranha menção da palavra "Sith". Perplexo, Skywalker resolveu fazer perguntas ao membro dos Corpos de Lutadores da República que anteriormente havia lhe contado sobre os anjos da lua de lego. O piloto, assustado, lhe contou da fúria dos Sith de quatro mil anos atrás e de como eles acabaram por se destruir. Ele também contou sobre os rumores de que um Lorde Sith havia conseguido sobreviver e restaurou a existência da Ordem Sith. Anakin Skywalker nem imaginou que essas histórias logo fariam parte de sua vida.

Descoberta

"Anakin, esse caminho foi posto à sua frente. A escolha é toda sua."
Shmi Skywalker[fonte]
Anakin pod

Anakin em seu pod de corrida.

Em 32 ABY, a vida de Skywalker mudou para sempre. Enquanto trabalhava na loja de Watto, Anakin conheceu o Mestre Jedi Qui-Gon Jinn, Jar Jar Binks, R2-D2 e uma moça chamada Padmé Amidala. Skywalker ficou deslumbrado com a jovem, a ponto de perguntar se ela era um anjo. Amidala não era um anjo, mas uma rainha—a Rainha Amidala de Naboo disfarçada como uma simples serva.

Quando uma forte tempestade de areia chegou à Mos Espa, Skywalker ofereceu abrigo para os seus novos amigos na simples casa onde ele morava com sua mãe, pouco depois de proteger Jar Jar Binks em uma briga com Sebulba. Na casa, Jinn e Amidala contaram aos Skywalkers como eles foram parar em Tatooine enquanto estavam à caminho de Coruscant, devido a um problema no hiperpropulsor de sua nave. Querendo ajudar, Anakin disse que ele poderia competir em uma corrida de pods, um evento muito perigoso, e que o dinheiro da vitória poderia ajudar seus amigos a comprar as peças necessárias de Watto. Apesar de Shmi não concordar inicialmente, Anakin a convenceu a deixá-lo competir.

Pouco antes da corrida, Qui-Gon fez uma aposta com Watto, de modo que se Skywalker vencesse a corrida o menino e sua mãe seriam livres. Entretanto, Watto decidiu libertar apenas um escravo, e usou um cubo de apostas para decidir qual deles seria liberto: azul seria Anakin, e vermelho seria Shmi. O cubo estava programado para dar vermelho, mas Qui-Gon usou a Força para dar azul. Watto, certo de que Skywalker iria perder, concordou com o resultado. De certo modo, Wattto estava certo: normalmente, os humanos não possuem os reflexos avançados necessários para pilotar um rapidíssimo pod de corrida. Entretanto, a sensitividade à Força de Skywalker, manifestada na forma de precognição limitada, dava a impressão de que o garoto possuia sentidos ampliados. Na época, Skywalker, que sonhava em ser um Jedi mas não tinha conhecimento sobre a Força, acreditava que sua senstividade à Força era apenas seu instinto lhe dizendo o que ele deveria fazer.

Após Skywalker vencer a corrida, Jinn o libertou. Entretanto, o Mestre Jedi não conseguiu libertar Shmi, e Anakin teve que escolher entre ficar com sua mãe ou se tornar um Jedi. Skywalker escolheu ir com Qui-Gon, prometendo que um dia ele voltaria para libertar sua mãe. Entretanto, mais tarde nem os Jedi ou a República Galáctica fizeram qualquer esforço para libertar Shmi, mas ela eventualmente obteu sua liberdade de Watto com a ajuda do fazendeiro Cliegg Lars, com quem ela se casou. Anakin recebeu várias cartas de fãs devido ao seu sucesso nas corridas de pods.

Após sair de Mos Espa, Anakin e Jinn caminharam até a Nave Real de Naboo, mas foram atacados pelo Lorde Sith Darth Maul, que havia sido enviado para capturar a rainha. Enquanto Qui-Gon Jinn enfrentava Darth Maul, Anakin entrou na nave e avisou os outros. A nave decolou e resgatou Jinn, deixando Maul e Tatooine para trás. Anakin então foi apresentado à Obi-Wan Kenobi, o Padawan de Qui-Gon que futuramente se tornaria seu Mestre Jedi. Enquanto viajava para Coruscant, Skywalker se aproximou mais de Amidala, dando a ela uma lasca de Japor para que ela sempre se lembrasse dele. Anos mais tarde, Amidala iria carregar esse mesmo presente em seu funeral.

Ao chegar em Coruscant, Skywalker foi apresentado ao Conselho Jedi, que o testou de acordo com a crença de Jinn que ele era o Escolhido das profecias Jedi. Os talentos de Skywalker foram provados, mas o Conselho se manteve relutante. Jinn disse que treinaria Skywalker após seu aprendiz, Obi-Wan Kenobi, completar os Testes Jedi, mas seu pedido foi negado. Skywalker era muito mais velho do que os outros Padawans, e o Conselho Jedi acreditou que suas experiências passadas iriam interferir com seu treinamento. Em particular, ele demonstrou muito medo e raiva devido aos seus anos como escravo, emoções que eram amplificadas pela separação de sua mãe e lar. Eles acreditaram que ele não seria capaz de masterizar o mesmo nível emocional necessário para se tornar um membro da Ordem Jedi. Kenobi, mesmo impressionado com o alto nível de mid-chlorians de Skywalker—mais de vinte mil—concordou com a decisão do Conselho. Sem lugar para ficar em Coruscant, e não podendo retornar à Tatooine, Skywalker seguiu seus amigos em sua missão para libertar Naboo.

AniPadawan

Skywalker pouco após se juntar à Ordem Jedi.

Com a ajuda de R2-D2, Skywalker participou da Batalha de Naboo em uma batalha espacial sobre o planeta. Após acidentalmente se juntar à batalha em órbita, Skywalker conseguiu destruir a Nave de Controle Dróide, desativando assim o exército dróide da Federação de Comércio e salvando o Grande Exército Gungan da destruição. Entretanto, a comemoração foi interrompida pela morte de Qui-Gon Jinn, que foi assassinado pelo também falecido Darth Maul. O último pedido de seu Mestre foi que Kenobi treinasse Skywalker, e Obi-Wan jurou que cumpriria seu desejo. O Conselho Jedi relutantemente concordou que Obi-Wan iniciasse o treinamento de Anakin, mesmo acreditando que Skywalker seria um aprendiz difícil para o jovem Kenobi. Ao mesmo tempo, Palpatine, o novo Supremo Chanceler da República, prometeu que vigiaria a carreira de Skywalker com grande interesse. Esse seria o começo de uma longa amizade entre o jovem Jedi e o novo chefe da República, que secretamente era umLorde Negro dos Sith.

Adolescência (32 ABY-22 ABY)

"O garoto tem habilidades excepcionais."
"Mas ainda tem muito a aprender, Mestre. Suas habilidades o tornaram... arrogante.
"
Mace Windu e Obi-Wan Kenobi[fonte]
Anakinquarto

Anakin em seu quarto em Coruscant.

Durante sua adolescência, Anakin se tornou um garoto arrogante e socialmente desajeitado, em parte por causa de sua rápida transição de um escravo para a grande promessa da Ordem Jedi. Suas habilidades naturais o puseram acima de seus companheiros, e isso aumentou seu ego e o distanciou dos outros Jedi de seu idade. Ele era exibido, não respeitava ordens, e demonstrava pouco respeito por Obi-Wan, a quem ele via como um ser inferior. Apesar dessa percepção, ele mesmo diria que Obi-Wan era como um pai para ele, dizendo que ele possuia a sabedoria de Mestre Yoda e o poder de Mace Windu—mas essa frase pode ter sido outra demonstração da arrogância de Anakin, já que ele se sentia “superior” à Kenobi em muitos aspectos, e achava que Kenobi estava contendo o avanço de seus poderes. Seu relacionamento com seu mestre era complicado e contraditório, em parte por que o próprio Obi-Wan tinha dúvidas se ele era capaz de treinar Skywalker, algo que o menino não precisava, especialmente durante essa parte crítica de sua vida. Frustrado, ele iria procurar os conselhos de outro mentor: o Supremo Chanceler Palpatine.

Enquanto isso a amizade entre Palpatine e Anakin crescia, o Chanceler constantemente dizia coisas para aumentar o orgulho de Skywalker, chegando ao ponto de dizer que ele era mais poderoso que o próprio Grande Mestre Jedi Yoda. Era como se os dizeres de Palpatine perpetuassem a falta de controle de Anakin; sempre que Skywalker era corrigido por Kenobi, o Chanceler dizia que Anakin havia feito a coisa certa, e Skywalker se convencia de que ele não cometia erros.

Aprendiz de Obi-Wan

"Mestre Yoda, eu dei minha palavra para Qui-Gon. Eu vou treinar Anakin, e sem a aprovação do Conselho se necessário”
”[...] Concordar com você, o Conselho vai. Seu aprendiz, Skywalker será.
"
―Obi-Wan Kenobi e Yoda[fonte]

O relacionamento de Anakin e Obi-Wan teve um começo não muito bom. Obi-Wan não via potencial no garoto, e até o considerava perigoso. A única razão para ele continuar treinando-o foi o desejo final de seu mestre Qui-Gon Jinn. Ele sentia que essa era sua obrigação, mas achava que ele não tinha a habilidade necessária para treiná-lo corretamente. Anakin, por outro lado, sentia que ele era diferente. Por causa dessa diferença, ele se continha bastante, mas gostava de Obi-Wan por ele agir como o pai que ele nunca teve. Lentamente, Mestre e aprendiz começaram a formar um vínculo especial durante a adolescência de Anakin.

Jediquestpathtruth (2)

Anakin durante a construção de seu primeiro sabre de luz.

Enquanto morava em Coruscant, Anakin não esqueceu de seu amor pelas máquinas, e várias de suas invenções dróides eram vistas pelos corredores do Templo Jedi. Ainda buscando emoções e aventuras, aos doze anos ele participou das corridas ilegais do poço de lixo que acontecia nos níveis inferiores da Cidade Galáctica. Durante uma dessas corridas, ele quase foi morto por Ke Daiv, mas Obi-Wan conseguiu salvá-lo.

Após três anos de treinamento, Anakin e Obi-Wan tiveram sua primeira missão juntos quando investigaram o líder de culto Kad Chun. Chun, chamando-se de Uni, era o co-líder de um bando de idealistas e refugiados que queriam libertar mundos do controle de burocratas. O líder do culto e pai de Kad, Vox Chun, foi morto durante as investigações de Kenobi e Skywalker.

Sua próxima missão foi no planeta vivo Zonama Sekot, onde eles deveriam encontrar o Cavaleiro Jedi Vergere, que recentemente havia desaparecido em uma missão no planeta. Sem que eles soubessem, Wilhuff Tarkin e Raith Sienar os seguiram para poder explorar a habilidade do planeta de combinar material orgânico com alta tecnologia para gerar naves de excelente qualidade. No planeta, os habitantes venderam “parceiros-semente” para os Jedi, que se juntaram com seus hospedeiros para gerar naves personalizadas. Anakin atraiu mais parceiros-semente que qualquer um, e acabou recebendo uma nave maior e melhor que as outras. Ele nomeou sua nova nave orgãnica Jabitha. Quando Tarkin e Sienar chegaram, o planeta revelou sua consciência aos Jedi, explicando que Vergere havia partido com os misteriosos “Forasteiros Longínquos” para proteger Zonama Sekot. Anakin e Obi-Wan não conseguiram resgatar Vergere, mas decidiram impedir o ataque de Tarkin. Quando Ke Daiv (o segurança de Tarkin que anteriormente havia confrontado Anakin em Coruscant) tentou matar Skywalker, o garoto, em uma fúria incomum, aparentou usar telecinese para explodir Ke Daiv de dentro para fora (mais tarde seria provado que não foi esse o caso). Anakin então foi capturado por Tarkin, mas Obi-Wan conseguiu destruir a nave de Tarkin e resgatar Skywalker. Durante esse evento, Zonama Sekot ativou seu hiperpropulsor planetário e partiu para as Regiões Desconhecidas. Sienar e Tarkin então retornaram para a República. Infelizmente, a nave orgânica de Anakin morreu ao ficar longe de seu mestre. Com a conclusão de sua missão, Anakin e Obi-Wan retornaram para Coruscant.

Tornando-se um Jedi

"Lembre-se, Obi-Wan, que se a profecia for verdadeira, seu aprendiz é o único que pode trazer equilíbrio à Força."
Mace Windu[fonte]
Anakins lightsaber

Anakin construindo seu sabre de luz nas cavernas de Illum.

Em 28 ABY, Anakin construiu seu primeiro sabre de luz nas cavernas de Illum. Enquanto o construia, entretanto, ele teve uma visão sombria de Darth Maul, o Sith que havia matado Qui-Gon. Após Skywalker derrotar esse espectro, ele acordou e descobriu que havia terminado seu sabre de luz, com uma lâmina de cor azul.

Em uma missão em Nar Shaddaa quando Anakin tinha treze anos, ele matou o negociador de escravos chamado Krayn, abrindo um rombo em seu peito. Isso permitiu que todos os escravos de Krayn fossem libertos, e também terminou a missão secreta do Cavaleiro Jedi Siri Tachi naquela região. Pouco depois, Anakin e Obi-Wan foram convocados, ao lado de Siri Tachi, Soara Antana, Ry-Gaul e seus Padawans Ferus Olin, Darra Thel-Tanis e Tru Veld para uma missão em Radnor para ajudar com a evacuação do planeta. A evacuação foi devida a uma toxina mortal que se espalhou pelo planeta em um acidente químico. Ele e os outros Jedi então descobriram que o acidente foi causado pelos caçadores Avoni. Suas investigações os levaram até Galen, um Radnoriano traidor que foi preso por causa de seus crimes contra o planeta. Entretanto, os próprios Avoni não pagaram pelos seus crimes e não sofreram nenhuma punição. Na opnião de Skywalker, a situação do planeta ficou pior do que quando eles chegaram.

Jq1way of apprentice (2)

Anakin durante sua missão à Radnor.

Anakin e seu mestre mais tarde foram enviados para descobrir o que havia acontecido com a nave Radiant IX, que estava levando os Jedi Et Rex e Alysun Celz devolta para Coruscant, onde eles seriam punidos por terem passado para o Lado Negro da Força. Eles descobriram que um grande grupo de mynocks havia sugado a energia da nave, que acabou entrando no sistema de Hoth e pousando no asteróide conhecido como Lua Venenosa. O pedido de ajuda foi enviado pouco antes de Celz matar toda a tripulação da nave. Rex, redimido, conseguiu escapar de Celz e se aliou ao grupo de mynocks. Quando os Jedi se encontraram com Celz na ponte da nave, ela os contou que Rex havia matado a tripulação. Obi-Wan então decidiu procurar por Rex, deixando Anakin com Celz. Quando encontrou Rex, ele convenceu Obi-Wan que Celz estava mentindo, e os dois correram devolta para a nave para salvar Anakin. Enquanto isso, Celz tentou convencer Skywalker a deixar seu mestre, mas falhou. Furiosa, ela então usou seu Relâmpago da Força para nocautear Anakin e Obi-Wan, mas Rex enviou seus mynocks para enfrentar Celz. Os mynocks sugaram os relâmpagos de Celz como se fossem eletrecidade e a derrotaram. Rex, Kenobi e Skywalker então retornaram à Coruscant, levando Celz como prisioneira.

Mais tarde, uma simples missão de treinamento Jedi em Ragoon-6 fez com que Anakin e Obi-Wan se envolvessem com um homem misterioso cuja missão na vida aparentava ser matá-los. Investigações futuras revelaram que ele era de Nierport VII, colecionava artefatos Sith e era extremamente rico, mas eles não descobriram seu nome. Skywalker e Kenobi então foram até os Jogos Galácticos para manter a paz. Anakin descobriu que uma corrida de pods ilegal iria ocorrer, e ao invés de denunciá-la, ele resolveu perticipar. Enquanto isso, Obi-Wan, com a ajuda de Siri Tachi e Ferus Olin, orquestrou um plano para acabar com a carreira de vários Senadores que assistiam aos jogos ilegais. Maxo Vista, que ajudou no planejamento, contou à Obi-Wan que a corrida de pods era uma armação, e o piloto que ficasse em primeiro lugar sofreria uma pane nos controles do pod e acertaria a multidão, possivelmente matando centenas. Kenobi tentou alertar Skywalker, mas ele já havia começado a corrida e eventualmente alcançou a liderança. Obi-Wan não foi capaz de fazer nada enquanto os freios do pod de Anakin pararam de funcionar. Entretanto, usando a Força e suas habilidades de piloto, Anakin conseguiu controlar seu pod de corrida e evitar uma tragédia. Após esse evento, mais investigações ocorreram para descobrir quem era o homem que havia tentado matá-los, e eles descobriram que ele estava tentando dominar o mercado de bacta usando uma mina. Após ser capturado, Skywalker descobriu, com a ajuda de Obi-Wan, que o homem se chamava Granta Omega, que queria matar Anakin para impressionar um Lorde Sith. Mestre e aprendiz conseguiram escapar, destruindo uma parte da mina, mas o próprio Granta Omega também sobreviveu.

Outbound Flight

"Ás vezes a obrigação mais importante de um Jedi é se manter em pé e esperar. Creio que você já tenha mencionado isso para Anakin?”
”No mínimo duas vezes por dia.
"
―Mace Windu e Obi-Wan Kenobi[fonte]
Outbound flight anakin1

Anakin durante a missão Outbound Flight.

Anakin e Obi-Wan então foram enviados até Barlok para monitorar o despótico Cavaleiro Jedi Jorus C'baoth e sua tímida Padawan Lorana Jinzler durante uma negociação entre a Aliança Corporativa e os Barlok. Sem o conhecimento deles, Kinman Doriana, sob as ordens de Darth Sidious, planejou para que a negociação favorecesse C'baoth, dando a ele prestígio suficiente para que ele continuasse com seu projeto Outbound Flight.

Anakin e seu mestre foram novamente enviados para observar o auto-proclamado Mestre Jedi C'baoth em seu projeto, pelo menos em sua última parada na Galáxia conhecida. Obi-Wan não concordava que C'baoth supervisionasse o projeto, discutindo com ele em várias ocasiões. Entretanto, o arrogante Jorus C'baoth não o ouvia, e ficou feliz quando eles desembarcaram em Roxuli, a última parada da Outbound Flight. Apesar dos problemas entre seu mestre e Jorus, Anakin admirava C'baoth, a quem ele via como um exemplo de liderança. Essa admiração o levaria a acreditar que a Galáxia ficaria melhor sob uma ditadura, liderada por Palpatine.

Missão em Andara

"Você tinha uma responsabilidade! Assim como eu para com Siri. Você traiu a mim e à Ordem com suas ações. E sua inabilidade de enxergar seus erros é o pior de tudo."
―Obi-Wan Kenobi, repreendendo Anakin[fonte]

Pouco tempo depois, em 27 ABY, Anakin Skywalker, agora com quatorze anos, e Obi-Wan Kenobi deveriam investigar o sumiço do filho de um Senador da República, e eles acharam que isso teria relação com uma escola especial para filhos de Senadores. Para poder investigar um grupo de estudantes renegados e a própria escola, o Conselho Jedi ordenou que Anakin e Ferus Olin entrassem na escola em Andara, disfarçados como filhos de Senadores. Logo, Anakin encontrou os alunos renegados e conseguiu a confiança deles. Anakin concordou em juntar-se a eles em uma brincadeira na nave de um Senador. Ferus não gostou do plano e avisou Anakin sobre problemas, mas Skywalker o ignorou devido à sua rivalidade com Ferus. Mais tarde, Ferus desapareceu, mas Anakin decidiu não avisar o ocorrido a seu mestre. Antes da “brincadeira” começar, Skywalker descobiu que na verdade se tratava de um ataque real que ameaçava ser o início de uma guerra. Antes de ele poder escapar e contar à Obi-Wan, Gillam Tarturi, o líder do grupo e filho desaparecido do Senador, informou que o Padawan teria que morrer para que seus planos continuassem. Rapidamente, Skywalker disarmou Gillam e o resto dos oponentes, desligou os lasers da nave que o grupo planejava usar, e ao mesmo tempo destruiu dez dróides de ataque. Nessa hora, Obi-Wan, Siri Tachi e Ferus Olin vieram para ajudar Anakin, mas ele já havia derrotado todos. O nível de habilidade de Skywalker, quase igual ao de poderosos Mestres Jedi, deixou Kenobi espantado. Entretanto, Obi-Wan também ficou furioso pelo fato de Anakin não ter lhe informado do desaparecimento de Ferus, e pela primeira vez, Kenobi discutiu com seu Padawan. Esse incidente aumentou a distância no relacionamento de Anakin e Obi-Wan. Obi-Wan, Anakin, Yoda e Yaddle foram enviados em uma missão de negociação a Mawan para apaziguar uma devastadora guerra civil entre três grupos criminosos. Esses grupos, liderados por Decca, o Hutt, Feena Shaan e um homem chamado Striker, fizeram com que o resto da população procurasse refúgio no subterrâneo. Sem que soubessem, o planeta caótico era uma armadilha preparada por Striker. Ele liberou uma arma química fatal que matou Yaddle quando ela a absorveu através da Força, salvando a cidade de Naatan no processo. A arma havia sido criada para matar Obi-Wan e seu aprendiz, mas falhou devido ao sacrifício de Yaddle. Juntos, Obi-Wan e Anakin levaram a paz a Mawan, mas Anakin sentiu-se responsável pela morte do membro do Alto Conselho Jedi.

Missão em mawan

Obi-Wan, Anakin, Yoda e Yaddle foram enviados em uma missão de negociação a Mawan para apaziguar uma devastadora guerra civil entre três grupos criminosos. Esses grupos, liderados por Decca, o Hutt, Feena Shaan e um homem chamado Striker, fizeram com que o resto da população procurasse refúgio no subterrâneo. Sem que soubessem, o planeta caótico era uma armadilha preparada por Striker. Ele liberou uma arma química fatal que matou Yaddle quando ela a absorveu através da Força, salvando a cidade de Naatan no processo. A arma havia sido criada para matar Obi-Wan e seu aprendiz, mas falhou devido ao sacrifício de Yaddle. Juntos, Obi-Wan e Anakin levaram a paz a Mawan, mas Anakin sentiu-se responsável pela morte do membro do Alto Conselho Jedi.

A culpa de Anakin quanto à morte de Yaddle causou atritos entre ele e Obi-Wan, que achava que não seria capaz de ensinar adequadamente ao turbulento rapaz. Quando enviados em um resgate ao sistema Uziel para um planeta chamado Vanqor, os dois foram forçados a tentar reconciliar suas diferenças, primeiro, envolvendo-se em uma confusão com gundarks, depois, sob a influência de uma droga chamada de Zona de Auto-Contenção, Anakin foi feito prisioneiro pela cientista insana Jenna Zan Arbor. Siri Tachi, Ferus Olin, Garen Muln e Clee Rhara, que estavam a caminho de outra missão quando captaram o pedido de socorro, pegaram Obi-Wan, que estava em TY44, uma lua de Vanqor, e seguiram para o planeta em si. Lá, ajudaram-no a resgatar Anakin

Anakin- The Moment of Truth

Anakin enfrentando as forças de Granta Omega e Jenna Zan Arbor.

Jenna escapou, entretanto, e não voltaria a aparecer por alguns anos. Após receber informações de Tyro Caladian, eles descobriram que ela havia reaparecido em Romin, um ponto de corrupção e maldade para criminosos. Para se infiltrar no planeta, Anakin, Obi-Wan, Siri e Ferus se disfarçaram de ladrões procurando refúgio no planeta. Eles descobriram que Jenna havia se aliado com Roy Teda—o chefe de Romin—e Granta Omega, o antigo adversário de Kenobi e Skywalker. Os Jedi estavam prestes a ser capturados quando uma guerra civil estourou no planeta. Os membros do submundo estavam tentando tirar Teda do poder, e no meio da confusão ele tentou escapar ao lado de Jenna. Os dois criminosos contatarm os Jedi—achando que eles eram criminosos de verdade—para tentar encontrar uma rota de fuga para fora do planeta. Entretanto, Jenna reconheceu Anakin de seu encontro anterior, e Roy ordenou que seus homens destruissem os Jedi. Durante a batalha, Mace Windu e um time de Jedi chegaram no planeta, prendendo Roy Teda e Jenna Zan Arbor. Apesar disso, já que os Jedi estavam à procura de Granta Omega, e sabendo que os dois criminosos os levariam até ele, Teda e Zan Arbor foram libertos.

Durante as semanas seguintes, Obi-Wan e seu aprendiz seguiram Jenna e Roy até Falleen, onde os bandidos haviam se apossado de uma fábrica dos Sistemas Blackwater para a produção em massa de sua droga, a Zona de Auto-Contenção. Quando foi encontrada, Jenna foi forçada a destruir a fábrica e fugir novamente.

Anakin e Ferus Olin novamente se juntaram após seguirem Jenna e Roy até Coruscant. Sano Sauro—um amigo de Granta Omega—e Bog Divinian começaram a fazer acusações anti-Jedi para convencer o Senado Galáctico a suspender seu suporte à Ordem Jedi. Essa discussão, que serviria para decidir se os Jedi deveriam ou não se envolver nos assuntos do Senado, era tudo parte do plano de Sauro e Omega para liberar a droga Zona de Auto-Contenção no sistema de ventilação do Senado e matar o Supremo Chanceler Palpatine. Skywalker e Olin deixaram sua rivalidade de lado para poder salvar a vida do Chanceler, e o plano de Omega foi descoberto, mas não a tempo de salvar vinte-e-um Senadores e outros empregados de dróides assassinos programados por Teda. Sem o conhecimento do renegado, já que ele não tinha mais utilidade para Omega ou Jenna, um dróide acabou por matá-lo. Anakin e Obi-Wan então foram atrás de Granta Omega, deixando Ferus protegendo os Senadores e o Chanceler em Coruscant.

Queda ao lado negro

"Eu farei tudo o que quiser, tudo. Só me ajude a salvar a vida de Padmé. Eu não sei viver sem ela."
―Anakin para Palpatine[fonte]

Darth Vader foi o título Sith dado a Anakin Skywalker pelo Supremo Chanceler Palpatine após ele ter sido seduzido pelo Lado Negro da Força em 19 ABY.

Após retornar a Coruscant, Anakin se encontra com sua esposa, Padmé Amidala, e ela revela que está grávida. Tendo pesadelos nos quais a ela morria ao dar a luz, e esperando salvá-la, cedeu ao Lado Sombrio da Força e se tornou aprendiz de Darth Sidious, camuflado na figura do Chanceler Palpatine. O primeiro ato de Skywalker como aprendiz Sith foi liderar a 501ª Legião até o Templo Jedi, para caçar e matar cada Jedi lá dentro, incluindo os younglings.

A próxima missão de Vader foi acabar com os líderes Separatistas, escondidos no planeta vulcânico Mustafar. Lá, Padmé o visitou, na tentativa de fazê-lo esclarecer seus últimos atos. Mas ao descobrir que seu antigo mestre Obi-Wan Kenobi estava na nave de Padmé, Skywalker tentou matá-la, estrangulando-a através da Força, num gesto de raiva, deixando-a inconsciente. Ele e Obi-Wan se enfrentaram num duelo intenso de sabres de luz. Obi-Wan, num golpe preciso, cortou um braço de Anakin e suas duas pernas. Anakin, impossibilitado de lutar, já queimado pelas chamas provenientes do rio de lava, foi deixado por Obi-Wan para morrer. Palpatine, sentindo que seu aprendiz estava em perigo, chegou um tempo depois, após Obi-Wan ter partido do planeta com Padmé, e levou Vader em uma unidade médica para o hospital imperial em Coruscant, onde seu corpo foi 'reparado' numa intensa cirurgia. Seu corpo foi mantido vivo por um suporte de vida, numa armadura negra. Apesar de ter sobrevivido, é estimado que Vader perdeu metade do poder que possuia anteriormente como Jedi. A partir de então ele seria o responsável pela ordem de toda a Galáxia, o braço direito do agora Imperador Palpatine. Logo depois da operação, Vader recebeu a notícia de que sua esposa está morta. Ficou realmente agoniado, mas esqueceu-se em segundos. Pelo menos não demonstrou, pois sabe-se que, em seu íntimo, Vader nunca deixou de amar Padmé Amidala, não se esquecendo dela completamente.

Servindo o Imperador

Vaderimperador

Darth Sidious e seu novo aprendiz.

"Você não tem idéia do poder do lado negro. Eu devo obedecer meu Mestre."
―Vader, para seu filho.[fonte]

Muitas das primeiras missões de Vader foram ordenadas pelo Imperador em pessoa. Estas primeiras missões incluíram matar um grupo de Cavaleiros Jedi que tentaram uma armadilha contra ele em Kessel, prender o Senador dissidente Fang Zar em Alderaan, e viajar ao planeta Kashyyyk para inspecionar a escravidão dos Wookiees depois que Vader descobriu a presença de alguns Jedi naquele planeta. Foi na missão ao planeta Honoghr, devastado pela toxina Separatista Trihexalofina1138 durante as Guerras Clônicas que ele prometeu aos Noghris que o Império restauraria os ecossistemas de Honoghr sob a condição de servidão ao Império como assassinos.

Vader pilotava um Interceptor Eta-2 classe Actis durante suas primeiras missões para Palpatine com a continuação do Grande Purgo Jedi, às vezes acompanhado de Caças V-wing Alpha-3 classe Nimbus. Sua nave de comando pessoal era o Super Destróier Estelar Executor.

As tarefas mais pessoais de Vader eram achar e destruir os sobreviventes da Ordem 66. Entre eles estavam Empatojayos Brand, que foi forçado a viver o resto de sua vida numa roupa de pressão, An'ya Kuro, conhecida no Templo Jedi como "a Mulher Sombria" e Halagad Ventor, de quem Vader descobriu a localização de outros sobreviventes Jedi, incluindo Qu Rahn. Depois, Vader foi capturar três Jedi desaparecidos do planeta Murkhana: os Mestres Jedi Roan Shryne, Bol Chatak e Olee Starstone, o Padawan de Chatak, que conseguiu escapar e se esconder. De qualquer forma, o objeto de sua mais intensa raiva, Obi-Wan Kenobi conseguiu enganá-lo, pois Vader não retornou a Tatooine temendo sua personalidade enterrada de Anakin Skywalker.

Embora Vader estivesse em grande possessão de riquezas e poder, ele requisitou alguns confortos adicionais. Entre estes estavam seu palácio em Coruscant e o Castelo Bast, em Vjun. A 501ª Legião, a divisão de stormtroopers que ele liderou na execução dos Jedi no Templo Jedi, se tornou a sua guarda pessoal, as missões que eles faziam levavam o nome de Vader junto ao longo da Guerra Civil, recebendo então o apelido de "Punho de Vader".

Em 7 ABY, Vader comandou um projeto de pesquisa em Falleen. Sua intenção era criar uma arma biológica. Mas, acidentalmente, toda a área em volta do centro de testes foi infectada. Como precaução, Vader "esterelizou" a circunferência da área, que incluiu a morte de mais de 200.000 Falleens, incluindo a família do Príncipe Xizor. Aos olhos do Império, estas mortes foram um pequeno preço a se pagar, por que preveniria a morte de outros milhões no resto do planeta, e previniria uma epidemia multi-planetária.

Em 1 ABY, Vader e Palpatine foram o alvo de um grupo de oficiais Imperiais traidores comandados pelo Grand Moff Trachta. Trachta via os Sith como tolos e arcáicos, e acreditavam que o Império não devia ser governado por um culto de dois homens sós. Eles planejaram usar um grupo de stormtroopers alterados, leais apenas a eles, para destruírem os Lordes Sith. Mas no fim, o complô falhou, em parte por causa de brigas internas entre os conspiradores.

A Rebelião

Com a perda dos planos da Estrela da Morte durante uma fuga de prisioneiros, Vader foi encarregado pelo Imperador para encontrar tais esquemas. Ao ser informado de uma possível Aliança Rebelde instalada na lua vulcânica Sith Kalakar IV de posse dos planos, o Lorde Negro foi investigar, seguido de seu Mestre. O que Vader encontrou era antes impensável: um grupo de fanáticos Sith, que conseguiu, com sua alquimia Sith, ressuscitar Darth Maul. Não se sabe se esse Maul foi criado por clonagem, ou através de uso da alquimia Sith para reanimar seu corpo, ou por outros meios. De qualquer forma, o Zabrak não era mais um mero espectro como o era à epoca de seu encontro, ainda como Anakin, em Tatooine; então, Vader digladiou-se com Maul, que queria substituí-lo como aprendiz de Palpatine. Aos olhos de Maul e dos fanáticos, o tempo de Vader como Jedi o "manchou", e apenas um Sith puro deveria ficar ao lado de Sidious. O duelo foi dominado pelo hábil Maul, até que, confiante de sua superioridade, ele se aproximou de Vader para apunhalá-lo pelas costas. Maul, pelo excesso de confiança, pagou com a própria vida, com Vader apunhalando-o, com seu sabre de luz, atravéz do próprio corpo para dentro do seu oponente. Maul arfou:

"O que você poderia odiar o suficiente para me destruir?"
Resurrection

Vader apunhala Darth Maul cortando a si mesmo em Kalakar IV.

Vader, com seus circuitos muito danificados, conseguiu responder:

"A mim mesmo."

Ao se juntar ao suspiciosamente não-surpreso Palpatine, Vader, gravemente danificado, suspeitou que aquele encontro fosse outro teste. A desconfiança entre mentor e estudante, alimentados por anos de testes, assim, cresceu.

Com o encontro de Kalakar considerado uma "perseguição de banthas selvagens", Vader retornou a sua prioridade de encontrar os planos desaparecidos da Estrela da Morte e achar a base escondida da Aliança Rebelde. Após a tentativa falha da 501ª Legião para recuperar os planos em Polis Massa, os Imperiais conseguiram restrear a nave para a qual ela foi enviada—a corveta Tantive IV, pertencida a Princesa Léia Organa de Alderaan - uma menina de 17 anos que era também a filha biológica mais nova de Vader. Vader mais uma vez perdeu os planos, mas conseguiu uma pequena vitória capturando a Princesa. Utilizando um dróide de interrogação, ele torturou Leia sobre sua localização da base da Aliança. Durante sua prisão, Vader a forçou a olhar enquanto o Grande Moff Tarkin destruiu o planeta Alderaan.
Kenobivaderanh

Vader luta com seu antigo mestre, Obi-Wan Kenobi, a bordo da Estrela da Morte.

Vader também batalhou com o agora velho Ben Kenobi, seu antigo mestre, em seu segundo duelo de sabres de luz. Mesmo com o aviso de Obi-Wan que matá-lo iria o fazer "mais poderoso do que você possa imaginar", Vader o golpeou, matando-o. Obi-Wan se tornou um espírito com a Força e continuou a guiar Luke Skywalker. Para determinar a localização da base Rebelde, Vader permitiu que Luke e Han Solo resgatarem a Princesa Léia e as leituras da Estrela da Morte.

Durante a Batalha de Yavin, ele pilotou um distintivo caça TIE Avançado x1 e quase previniu que o ataque de Luke na Estrela da Morte fosse bem sucedido. Vader sentiu que o jovem piloto era um sensitivo à Força. Quando a Millennium Falcon destruiu um dos dois caças acompanhando Vader, o segundo entrou em pânico e desviou Vader, que perdeu o rumo e saiu rodando da estação de batalha. Vader em breve foi de encontro à Vaal, e escapou para Coruscant, onde ele foi formalmente repreendido pelo Imperador por falhar ao parar os Rebeldes. Ele então continuou em sua missão de descobrir a base Rebelde. Sua busca o levou para planetas como Ultaar e Centares. Ele torturou um piloto Rebelde e então descobriu a identidade do piloto que destruiu a Estrela da Morte, Luke Skywalker—o filho que ele achava ter perdido.

O Filho de Skywalker

"O filho de Skywalker não deve se tornar um Jedi !"
Palpatine[fonte]
Vader Roof

Darth Vader, Comandante Supremo da Frota Imperial.

Vader acreditava que seu filho havia morrido com sua esposa, Padmé Amidala, mas eventualmente Vader deduziu que Luke era de fato seu filho. O Lorde Sith ficou obcecado em achar Luke, um objetivo que organizadamente coincidiu com a tarefa de destruir a Rebelião.

Equipado com esta informação, Lorde Vader criou vários planos para capturar o jovem Jedi. Ele involveu a família nobre da Casa de Tagge em um plano para capturar Skywalker no mundo de Monastério. Ele também usou um ator imitando Obi-Wan Kenobi para tentar atrair Luke para o planeta Aridus. Quando o Governador Bin Essada descobriu que Skywalker e a Princesa Léia estavam em Circarpous V, ele contatou o Lorde Negro. Vader viajou até o mundo-floresta, e lutou com o Jedi no abandonado Templo de Pomojema. Mas no meio da luta, o Lorde Sith tropeçou em um poço de sacrifício e os Rebeldes escaparam.

Vader mandou dróides de sonda para regiões remotas da Galáxia e eventualmente detectou a Base Echo em Hoth. Almirante Ozzel provocou a ira de Vader quando ele arruinou o ataque invisível do Esquadrão da Morte saindo do hiperespaço muito perto do planeta, fazendo com que os Rebeldes detectassem o ataque e projetassem escudos contra bombardeamento planetário. Vader foi forçado a começar um campanha terrestre; seu desenvolvimento deu tempo para algumas forças Rebeldes fugirem. Vader entrou na Base Echo e chegou no hangar à tempo de ver a Millennium Falcon escapar. Quando o impulsor de hiperespaço da Falcon falhou, Vader ordenou uma perseguição e seguiu a nave e seu aparentemente piloto instável até um igualmente instável campo de asteróides.

Enquanto seus caças procuravam nos asteróides pela Falcon, Vader recebeu uma nova missão do Imperador—a de capturar Luke Skywalker, seu próprio filho e o piloto que destruiu a Estrela da Morte. O Imperador pareceu ignorante sobre os planos de Vader, em execução, para fazer exatamente isso. Para enganar o Imperador, e então o deixar continuar a fazer moções para seu próprio plano, Vader sugeriu que Luke pudesse ir para o lado negro da Força. O Imperador concordou, notando que Luke poderia ser um "grande bem" para o Império. Enquanto isso, como era padrão com os Lordes Sith, particularmente o Imperador, Palpatine também começou a planejar a eliminação de Vader, e tomar Luke como seu aprendiz.

Vaderfettcloudcity

Boba Fett pedindo Han Solo ainda vivo após o congelamento.

Vader continuou a perseguir a Falcon e escolheu contratar caçadores de recompensas para a tarefa. A Falcon apareceu e então rapidamente desapareceu, escondendo-se atrás da torre do Destróier Estelar Avenger do Capitão Needa. O Capitão Needa se responsabilizou por os perder, e se desculpou para Vader. O Lorde Sith aceitou suas desculpas—mas só depois que usou da Força para enforcá-lo até a morte. O Esquadrão da Morte se dispersou no hiperespaço, cada nave soltando seu lixo no espaço antes de fazer o pulo. A Falcon, liberada de seu lugar seguro, boiou para longe entre o lixo espacial e então foi para a Cidade das Nuvens, uma colônia mineira administrada pelo antigo amigo de Han Solo, Lando Calrissian. Boba Fett, um dos caçadores de recompensas contratados por Vader, deduziu a estratégia de Solo, seguiu a Falcon até a Cidade das Nuvens, e alertou Vader.

Vader chegou na cidade e ameaçou Calrissian a aceitar um acordo enquanto ainda esperavam pela chegada da Falcon. Quando a Falcon chegou, Vader capturou e torturou Han Solo. Luke, treinando sob a tutela de Yoda em Dagobah, teve uma visão de seu amigo sendo torturado e foi rápido para a Cidade das Nuvens para salvar seus amigos, apesar dos avisos de Yoda de que se ele fizesse isso ele poderia arriscar ir para o lado negro. Enquanto isso, Vader congelou Solo em carbonita, para o desconsolo de Boba Fett, que já planejava vender Solo para Jabba o Hutt. Luke chegou na cidade, mas Léia o avisou sobre as armadilhas nos corredores da cidade. Lando, Chewbacca, e Léia fugiram enquanto Boba Fett levava Han Solo congelado para Tatooine, para então coletar sua recompensa de Jabba o Hutt.

Luke encontrou Vader, e eles duelaram, Luke sem saber a identidade real de seu oponente. Como Yoda e Obi-Wan haviam previsto, o inadequadamente treinado Luke não era páreo para o poderoso e experiente Vader, que o derrotou e arrancou sua mão direita.

VaderFather

Vader suplica a Luke para juntar-se a ele.

Darth Vader: "Obi-Wan nunca lhe disse o que aconteceu com seu pai."
Luke Skywalker: "Ele me disse o suficiente... que foi você quem matou ele."
Darth Vader: "Não, Eu sou o seu pai!"
Luke Skywalker: "Não, não, não é verdade."
Luke Skywalker descobre que Darth Vader é seu pai. — Gnome-speakernotesOuvir (file info)[fonte]

Vader pediu a Luke que se juntasse à ele para que eles pudessem destruir o Imperador e então governar a Galáxia como pai e filho, escutando de volta o que ele esperava ter com a mãe de Luke. Profundamente abalado pela notícia, Luke recusou a se juntar a seu pai e pulou nas saídas de gás da Cidade das Nuvens. Ele se segurou apenas em uma ventoinha abaixo da cidade, usando a Força para chamar Léia. Luke conseguiu sobreviver tempo suficiente até ser resgatado por ela na Millennium Falcon.

Nos meses seguintes, Lorde Vader se encontrou num jogo complexo de estratégia contra o maquinante chefe do crime do Sol Negro, Príncipe Xizor. O Falleen, que odiava Vader a muito tempo devido a um bombardeio planetário ordenado pelo Lorde Negro em seu planeta natal de Falleen, tentava descreditar Vader aos olhos do Imperador. Xizor foi um rival de Vader por um bom tempo. Ele procurou frustrar o plano de Vader de capturar Luke Skywalker para o Imperador, tentando assassinar Luke primeiro. Vader descobriu os planos de Xizor e o matou em um ataque ao Centro Imperial.

Redenção

"Eu sei que ainda existe bondade em você. O Imperador não conseguiu extrai-la totalmente de você."
Luke Skywalker[fonte]
Lukenvader

Vader e Luke se encontram de novo.

Pouco tempo depois, por volta de 4 DBY, a Segunda Estrela da Morte estava quase completa sob o comando do Moff Jerjerrod como uma armadilha elaborada para a Rebelião. Vader foi mandado para supervisionar os últimos estágios da construção. Vader então sentiu Luke Skywalker a bordo de uma nave indo para a Lua Florestal de Endor, enquanto o Imperador, presente durante os últimos estágios da construção, não sentiu.

Em Endor, Darth Vader tentou novamente persuadir Luke a se juntar ao Lado Sombrio, mas desta vez o interesse de Vader no fundo era de proteger seu filho. Quando isso falhou, Vader o levou para o Imperador Palpatine na incompleta Segunda Estrela da Morte. Luke relutantemente lutou com Vader, o tempo todo tentando persuadir Vader a sair do lado negro da Força.

Durante uma pausa na luta, Vader telepaticamente examinou a mente de Luke e descobriu que Léia Organa era a irmã gêmea dele, e com isso, sua própria filha. Vader ameaçou traze-la para o lado negro se ele falhasse ao fazer isso com Luke. Ao ouvir isso, a raiva de Luke foi finalmente solta, e ele atacou Lorde Vader usando o Lado Sombrio da Força, fazendo-o cair com uma rajada de ataques. Ao cortar a mão direita de Vader, a raiva de Luke cessou de repente. Vendo sua própria mão cibernética, Luke percebeu com horror que ele já estava se transformando no sucessor de Vader.

Vader sem mascara

Anakin Skywalker reemerge antes de sua morte.

Quando o Imperador se aproximou, Luke jogou fora seu sabre de luz e se recusou a ir para o lado negro. Palpatine, com muita raiva de ressurgência dos Jedi, atacou Luke com Relâmpagos da Força.

Luke se contorceu em agonia enquanto o Imperador o torturava lentamente. Ele implorou ajuda ao pai; Vader virou e, com a mão que lhe restava, levantou o Imperador e o jogou no centro do reator da Estrela da Morte, onde ele explodiu em uma tempestade de energia. Quando Vader fez isso, ele foi atingido pelo poder máximo dos relâmpagos da Força de Palpatine. Isso fez com que desse pane nos sistemas de suporte de Vader. Em seus últimos momentos, ele pediu a Luke que removesse sua máscara para que pudesse vê-lo com seus próprios olhos. Vader conseguiu se redimir para Lado Luminoso da Força. Darth Vader não existia mais; Anakin Skywalker, o Escolhido, voltou e trouxe o equilíbrio para a Força, matando Palpatine e a si mesmo. Luke disse ao pai que iria salvá-lo, mas Vader lhe disse que já era tarde e que já o havia salvo. Suas últimas palavras foram: "Você estava certo. Estava certo a meu respeito. Diga à sua irmã que você estava certo."

Poderes e Abilidades

Darth Vader

News ep3 vader5(b)

Darth Vader em 19 ABY.

"Você não pode me impedir... Darth Vader será bem mais poderoso que do qualquer um de nós"
"A fé em seu novo aprendiz muito errada está, assim como sua fé no lado sombrio da Força.
"
Darth Sidious e Yoda[fonte]

Darth Vader foi um brilhante estrategista e o maior piloto da Galáxia. Ele ainda possuia as incríveis habilidades mecânicas de sua outra personalidade, tendo supervisionado o design de ambos seu caça TIE Avançado x1 e a construção da segunda Estrela da Morte. Sua habilidade com o sabre de luz era lendária e foi afiada mais ainda duelando com os Jedi durante o Purgo. Todas essas habilidades, na verdade eram secundárias comparadas a sua grande maestria da Força. Como Anakin, ele tinha a maior contagem conhecida de midichlorianos da Galáxia, ultrapassando a contagem de ambos Yoda e Palpatine. Mas depois que seus membros foram cortados e seu corpo severamente queimado em Mustafar, ele perdeu muito de seu potencial no sabre de luz. Como Darth Vader, era acreditado que tivesse aproximadamente 90% da força do Imperador. Mas mesmo assim, Vader ainda possuia um grande poder e habilidade. Se tivesse evitado seus danos em Mustafar, ele seria duplamente mais poderoso, superando de muito o Imperador.

Aparições

Como "Anakin Skywalker"

Como "Darth Vader"

Star Wars: Return of the Jedi 1: In the Hands of Jabba the Hutt

Aparições Não-Canônicas

Ficheiro:LEGOVADER.jpg

Fontes

Predefinição:Imagecat Predefinição:Soundcat Predefinição:Wq

Rede da Wikia

Wiki Aleatória